DESTAQUES DO BLOG

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

EM NOTA, PAULO CÂMARA DESMENTE APOIO DE TEMER

Lula e o PT apoiam Paulo em Pernambuco
NOTA OFICIAL

Pernambuco acompanhou ontem (29), um capítulo lamentável da história brasileira com um presidente da República cumprindo uma tarefa eleitoral minúscula, a serviço de seus aliados. Atendendo à primeira demanda de Fernando Bezerra Coelho, seu novo líder no Senado, Michel Temer tentou interferir na eleição local com a falsa afirmação de que teria algum tipo de proximidade com o governador Paulo Câmara.

A ação orquestrada entre Temer e Fernando Bezerra Coelho para beneficiar Armando Monteiro só evidenciou o quanto esse grupo político está integrado e trabalhando contra os pernambucanos. A mentira se estendeu a um documento que supostamente deveria conter os investimentos federais no estado. 

A obra de ficção encaminhada pela Presidência da República elenca como aporte do Governo Temer em Pernambuco desde construções realizadas no Rio Grande do Norte, passando por repasses obrigatórios aos trabalhadores, como PIS/PASEP e FGTS. Além de itens que deveriam acontecer em 2018 e nem sequer foram iniciados.

Nenhuma linha sobre o fechamento do crédito nos bancos oficiais para Pernambuco e nem sobre o fim do repasse para obras importantes como a Adutora do Agreste, que não recebeu nenhum centavo da União em 2018. O documento também não menciona que Temer impediu por duas vezes a devolução da autonomia de Suape, assim como prometeu e não cumpriu a prorrogação dos incentivos fiscais para que a FIAT realize mais um investimento de R$ 7 bilhões que gerarão 13 mil novos empregos. 

Quem sabe o que o presidente Temer significa pra Pernambuco é o nosso povo que dá 94% de rejeição a ele. O papel a que se prestou o presidente mostra a exata dimensão de sua estatura política e do tamanho do seu empenho com a candidatura do senador Armando Monteiro e toda a sua turma.

Assessoria de comunicação
Campanha Paulo Câmara

Programação do Espaço Cultural Maria Rita tem o forró de Ronaldo Cesar e a Tropicana


ELEIÇÃO 2018: Qual meio de comunicação influencia mais o eleitorado?

ELEIÇÃO 2018
Smartphone com internet forma opinião pública nas Redes Sociais



Embora o guia eleitoral só comece nesta sexta-feira (31) no rádio e TV, nas redes sociais as defesas das candidaturas já começou, e a campanha tende a aumentar com seus memes e mensagens compartilhadas.

Já tivemos debates e entrevistas em rádios e TVs, mas não estão conquistando a atenção do eleitorado, a repercussão não tem movimentado o ponteiro da balança.

Esta é a campanha das redes sociais, elas sim têm o poder de influenciar a massa e os jovens, que não estão nem aí para a política na TV. Todos, e em todos os lugares, estão 24h com um smartphone na mão, achando graça de memes, sendo impactados pelo marketing eleitoral nas Redes Sociais, e formando suas opiniões a partir do que visualizam.

Explica-se, portanto, tanta Fake News, para gerar uma nação de compartilhadores de conteúdo, principalmente para Facebook e Whatsapp, formando e manipulando a opinião pública.

É claro que nem tudo é Fake, mas uma grande parcela dos internautas não sabe diferenciar. É neste mundo conectado que a eleição pode se definir.

Semana de Prevenção de Acidentes do Trabalho acontece na UPAE Garanhuns

SAÚDE
Palestras e outras atividades serão realizadas pela Comissão de Prevenção de Acidentes



Acontece na UPAE Garanhuns no período de 03 a 06 de setembro a II SIPAT - Semana Interna de Prevenção de Acidentes, com diversas atividades, dentre elas palestras e aulas de dança e ginástica. A iniciativa tem a participação dos próprios profissionais da casa e é uma realização da CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.

A SIPAT inicia na segunda (03) com a palestra "Acidentes com perfuro-cortante e suas implicações", com a enfermeira Michelle Torres, da educação permanente da UPAE Garanhuns. Na terça (04) o enfermeiro Raimundo Neto discorre sobre "Os perigos do álcool e das drogas". Na quarta-feira (05), a nutricionista Laila Brasil apresenta "Nutrição aliada ao desenvolvimento cognitivo". Na quinta-feira (06), véspera de feriado, será dia de incentivar as práticas esportivas e o lazer. A equipe de fisioterapeutas vai liderar uma ginástica laboral e o auxiliar de farmácia, Mikael Cristiano, ministra uma aula de dança.

As atividades da SIPAT contam com o apoio da coordenação da UPAE Garanhuns. "A CIPA é mais que uma exigência legal, é a certeza que vamos trabalhar sob as normas que buscam prevenir acidentes, e esta questão é uma prioridade para a UPAE Garanhuns e para todas as unidades sob gestão IMIP. Por isso incentivamos estas realizações e parabenizamos a todos os envolvidos nesta semana muito proveitosa de debate e aprendizado sobre segurança do trabalho", afirmou Dr. Gustavo Amorim, coordenador geral da unidade. 

CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

Sob a presidência do enfermeiro Álvaro Simões e seu vice, Fábio Tavares, supervisor de faturamento, outros 12 funcionários da UPAE Garanhuns se reúnem mensalmente para avaliar as condições de trabalho da unidade. Nathália Monteiro é a Técnica de Segurança do Trabalho da UPAE Garanhuns.

A Unidade Pernambucana de Atenção Especializada de Garanhuns é unidade da Rede SUS da Secretaria Estadual de Saúde, sob gestão IMIP e parceria com a V GERES e Secretarias Municipais de Saúde.

Paulo Câmara: "Temer não tem o nosso apoio e nunca teve"

O governador e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB), reafirma a sua veemente oposição ao modelo discriminatório e perseguidor de governar do presidente Michel Temer (MDB), que, em entrevista à Rádio Jornal, nesta quarta-feira (29/08), tentou confundir a população pernambucana, com declarações inverídicas e com notada pretensão de ajudar o seu desesperado palanque em nosso Estado. "O presidente Temer não tem o nosso apoio e nunca teve em nenhum dos momentos do seu Governo. Pelo contrário: éramos a favor de novas eleições (após o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff). Não aceitamos cargos no governo dele! O PSB não aceitou, a Executiva do partido não aceitou", recordou Câmara, também em entrevista à emissora.

Registrando pontos em que ele e o PSB se colocaram contrários às propostas apresentadas pelo Governo Federal, Paulo Câmara frisou a retaliação praticada por Temer. "Nós fomos contra a Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência, a venda da Eletrobras, o Teto de Gastos (públicos). São posições muito claras nossas. E nós fomos discriminados. A (devolução da) autonomia de Suape foi remarcada, e ele não fez, porque fomos contra a Reforma Trabalhista", relembrou. 

Esclarecendo sobre a ausência de repasses de recursos federais à primeira etapa da obra da Adutora do Agreste, Paulo Câmara pontuou que, em 2018 a intervenção não recebeu um único real vindo da União. "Nós estamos fazendo graças ao esforço da Compesa, que está executando. A segunda etapa ainda não tem nem prazo para começar. Só vamos abranger nove municípios do Agreste, e os demais estão sem prazo para iniciar essas obras. Tivemos que fazer obras com os recursos do Governo do Estado para suprir a questão da água. Fizemos a Adutora do Pirangi, a Adutora do Alto Capibaribe", pontuou. 

O governador também lembrou a falta de sensibilidade do Governo Federal e do presidente Michel Temer, que, apesar de ter visitado Pernambuco durante a enchente que atingiu a Zona Mata Sul, no primeiro semestre do ano passado, ignorou a necessidade de reestruturação dos municípios afetados. "Estamos (o Estado) fazendo parcerias com os municípios. Não tivemos apoio na reconstrução das casas. Não tivemos apoio com Cartão Reforma para as casas atingidas", registrou. 

A discriminação do Governo Temer com a Região Nordeste foi explicitada, por Paulo, que lembrou que os governadores do Nordeste precisaram se unir para cobrar publicamente. "Toda vez que precisávamos deliberar sobre recursos da União, nós estivemos com os governadores do Nordeste. Nós fomos para cima na questão da Repatriação porque eles não queriam dividir as multas e os juros. Como também formos para cima na efetivação da proposta de venda do Rio São Francisco, mandamos uma Carta no dia 7 de setembro de 2017, assinada por todos os governadores. A prova do "respeito" é que nunca tivemos resposta", recordou.

MINISTÉRIO - Paulo lembrou que o deputado federal Fernando Filho foi indicado ao Ministério de Minas e Energia pela bancada do PSB na Câmara Federal, em contraposição à decisão partidária. "Um ministro que saiu do PSB justamente pelo partido não concordar com o trabalho dele. Ele ia ser expulso do PSB e, por isso, saiu", destacou, ressaltando o desserviço prestado pelo parlamentar à frente da pasta. 

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA - O Portal da Transparência do Governo de Pernambuco, que pode ser consultado por qualquer cidadão, registra, como mostra a imagem abaixo, o fluxo de repasses para as obras da Adutora do Agreste.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.