DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Haddad volta a Pernambuco na quinta. Humberto continua acreditando na virada







O senador reeleito do PT e líder da oposição a Temer no Senado, Humberto Costa participou, na tarde desse domingo (21), em Olinda, de um grande ato que reuniu mais de 80 blocos e troças carnavalescas, desfilando pela democracia e por Fernando Haddad presidente. Grandes agremiações como o “Eu acho é pouco” e o “Ceroulas” arrastaram uma multidão pelas ladeiras da cidade alta. Ele viu no ato um prenúncio de virada para Haddad. E cobrou providências das autoridades contra as ameaças dos Bolsonaro à democracia.

“A quantidade de pessoas aqui nas ladeiras de Olinda me dá a certeza de que vamos ter um resultado bem diferente do que está sendo visto nas pesquisas. O povo está nas ruas lutando pela democracia e quem defende a democracia quer Fernando Haddad como presidente”, afirmou Humberto.

A concentração começou no Largo de Guadalupe, por volta das 15 horas, e seguiu ao som de muito frevo até o Largo do Amparo. Em entrevista, o parlamentar disse que o país aguarda providências do Judiciário contra as ameaças feitas pelo filho de Bolsonaro, Eduardo, que fecha o STF “com um cabo e um soldado”.

HADDAD EM PERNAMBUCO, NA QUINTA

Conversando com lideranças dos blocos de carnaval, Humberto conclamou todos para a próxima quinta-feira, dia 25, quando o candidato à presidência, Fernando Haddad (PT) estará em Recife.

“Haddad escolheu estar na quinta-feira aqui em Pernambuco porque sabe da força que ele no nosso estado. Nós vamos fazer um grande ato no Centro do Recife para mostrar a população o caminho da democracia, do respeito, da geração de emprego e da igualdade. Haddad representa tudo isso. Convido a cada Pernambucano e Pernambucana para participar, muitos amigos de estados vizinhos virão para Pernambuco caminhar pela democracia com Haddad. Não vai ser um ato por uma chapa, vai ser um ato pelo país”, assinalou Humberto Costa.

Técnicos em Educação debatem diversidade, acessibilidade e inclusão na UFRPE-UAG



Entre os dias 24 a 26 de Outubro deste ano a UAG sedia o II Seminário de Técnicos Administrativos em Educação Superior, o II STAES, que tem como tema “Diversidade, Acessibilidade e Inclusão”. A escolha deste tema se deve ao fato que estes assuntos foram inseridos nas instituições federais de educação superior públicas recentemente. A interiorização da universidade, posteriormente associada à lei de cotas, ampliou o seu acesso pelos sujeitos historicamente excluídos desse espaço (filhos da pobreza, negros, indígenas, quilombolas, população LGBT, pessoas com deficiência) e gera a necessidade da informação sobre o tema.

O Seminário é organizado por um grupo de técnicos-admistrativos da Unidade Acadêmica de Garanhuns e nesta segunda edição contará com a presença de participantes de diversos estados, como: Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe, sendo oriundos de instituições como UFRPE, UFPE, IFPE, UFAL, UFPB, UNIT, Universidade Federal do Semi-Árido, além de Colégios Municipais de Garanhuns e da APAE, entre outras instituições, tanto servidores, como estudantes que também são público-alvo do evento.

A programação do II STAES é composta por palestra, painel, mesa-redonda, grupos de discussão, oficinas, apresentação de trabalhos submetidos ao evento além apresentações culturais.

Para mais informações sobre o II STAES, basta acessar a página:

Ou seguir as redes sociais:

UPAE Garanhuns realiza campanha interna de vacinação



Aconteceu no início deste mês de outubro, na UPAE Garanhuns, mais uma campanha interna de vacinação. Desta vez, com três tipos de vacinas; Difteria e tétano; Hepatite B e Tríplice Viral, esta última, contou com maior atenção, devido o surto de sarampo verificado há alguns meses. A Tríplice Viral, além do sarampo, protege ainda contra Caxumba e Rubéola. As vacinas foram cedidas pelo PNI (Programa Nacional de Imunização) da Secretaria Municipal de Saúde de Garanhuns.

Nathália Monteiro, técnica em segurança do trabalho da UPAE Garahuns, informou que a vacinação é de rotina para trabalhadores em saúde, que devem estar com seus cartões de vacinação atualizados. O coordenador geral da UPAE Garanhuns, Gustavo Amorim, participou da campanha e também foi vacinado.

A ação foi uma realização do SESMT - Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho, e contou com a colaboração da técnica em enfermagem Camila Mirelle, do PACS Centro, da Secretaria de Saúde de Garanhuns, sendo acompanhada por integrantes da CIPA da UPAE Garanhuns.

Pernambuco comemora 10 anos de Ensino Integral. CONFIRA DADOS NESTA (R)EVOLUÇÃO PELA EDUCAÇÃO

Pioneiro no país, hoje Pernambuco concentra a maior Rede de Ensino Público em tempo integral com 390 escolas que atendem mais de 160 mil estudantes



Em 10 de julho de 2008 o então governador do estado, Eduardo Campos, assinava a lei complementar 125, que criava o programa de Educação Integral. A partir disso, Pernambuco começou a instituir como política pública o ensino médio integral e técnico, bem como a oferta sistemática de experiências inovadoras e o estímulo à inserção da tecnologia nas salas de aulas e tornar as escolas mais atrativas e, com isso, potencializar o aprendizado dos estudantes. Desde então, o Estado vem se destacando no cenário nacional com a quantidade de escolas em tempo integral que agrega. De acordo com o Ministério da Educação (MEC) Pernambuco, hoje, concentra a maior rede de ensino médio integral do país. 

Atualmente, o estado dispõe de 390 escolas em tempo integral. Dessas, 347 são Escolas de Referência em Ensino Médio (EREMs) e 43 são Escolas Técnicas Estaduais (ETEs), que atendem mais de 160 mil estudantes. O que mais chama a atenção é a ampliação das escolas em tempo integral no estado ao longo desses dez anos que antes contava, apenas, com 51 unidades de ensino. Isso significa um crescimento de de mais de 676%. Outro dado importante a ser revelado é a evolução na quantidade de polos de Educação a Distância. Em 2008, a região não apresentava nenhum local para os estudantes se qualificarem profissionalmente por meio do ensino a distância. Hoje, Pernambuco já conta com 96 polos espalhados por todo o estado. Um crescimento de mais de 455%.

O que antes era um projeto passou a ser uma política pública. Com a promulgação da Lei nº 13.968/2009, que marcava o recomeço da secretária executiva de Educação Profissional, capitaneada pelo então secretário executivo, Paulo Dutra, a escola em tempo integral é uma estratégia para materializar uma educação integral que atenda todos os jovens do estado desde o cais até o sertão. Dentro das unidades de ensino se trabalha uma filosofia de educação interdimensional concebida pelo professor mineiro Antônio Carlos Gomes da Costa, que executa fortemente a premissa da pedagogia da presença, do educar para valores e do protagonismo juvenil. Portanto, essa proposta da política pública de educação integral em Pernambuco forma jovens autônomos, solidários, competentes e capazes de sonhar e concretizar os seus projetos de vida.

De acordo com a secretária executiva de Educação Profissional, Maria Medeiros, os estudantes de escola integral têm um grande diferencial, pois vão poder ao longo dos três anos do Ensino Médio construir um conjunto de competências e habilidades, inclusive habilidades socioemocionais, que vão permitir tanto dar continuidade aos estudos ingressando em uma universidade quanto à inserção produtiva no mundo do trabalho.

“As escolas integrais do estado de Pernambuco têm dado uma importante contribuição no que diz respeito à elevação dos índices educacionais, como o Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (IDEPE) e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). É também notória a questão da participação dessas escolas no que diz respeito à taxa de abandono porque nós temos escolas que são mais atrativas e, portanto, os jovens permanecem nas nossas unidades escolares”, aponta.

Dentro de uma escola integral, os estudantes encontram um trabalho voltado para o protagonismo juvenil, além da ampliação da carga horaria, que varia de 35 a 45 horas semanais, com a proposta de abrir a possibilidade para a juventude e criar oportunidades para que esses jovens consigam se desenvolver na sua integralidade pessoal.

Quanto ao futuro das escolas em tempo integral, segundo Medeiros, já está posto no quadro estratégico da Secretaria de Educação a universalização das escolas de referência. “Nós estamos caminhando para que todos os municípios do estado de Pernambuco, incluindo o distrito de Fernando de Noronha, tenha pelo menos uma escola de referência. Mas, a proposta é que avancemos para garantir que todo estudante que queira entrar numa escola integral tenha matrícula disponível”, reforça.

“Mais do que um simples programa a educação integral, na realidade é algo transformador. A gente está transformando a nossa educação, e mais do que isso, estamos transformando a vida dos nossos jovens”, afirma o secretário de Educação do Estado, Fred Amancio. E continua: “Nós temos outros desafios. Vamos dar continuidade a esse projeto mesmo nas escolas que nós já temos em tempo integral e vamos continuar evoluindo e expandindo cada vez mais oportunidades para que todos os estudantes que têm o desejo de estudar em uma escola em tempo integral tenham essa possibilidade atendida”, acrescenta.

FILHO DE BOLSONARO AMEAÇA SUPREMO - Diário de Pernambuco


ELEIÇÃO NA RETA FINAL - Jornal do Commercio


Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.