DESTAQUES DO BLOG

DR. ELENÍLSON LIBERATO

quinta-feira, 26 de abril de 2018

CDL Garanhuns participa de encontro com Paulo Câmara e Geraldo Júlio



Na última segunda-feira (23), na capital pernambucana, a FCDL-PE e a CDL Recife promoveram um almoço de encontro das CDLs do estado com o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara, o Prefeito do Recife, Geraldo Júlio, o vice-governador Raul Henry e o deputado estadual Tony Gel.

O vice-presidente da CDL Garanhuns, Luiz Carlos de Andrade esteve representando os comerciantes de Garanhuns no encontro, onde foram debatidos temas como infraestrutura e segurança pública.


PSB lançará site direcionado ao debate do Socialismo Criativo

Portal reforça compromisso do partido com a Economia Criativa, 
como estratégia de desenvolvimento



O Partido Socialista Brasileiro (PSB) lançará nesta sexta-feira, 27, às 19h, o site socialismocriativo.com.br. Participarão da atividade Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB, Renato Casagrande, presidente da Fundação João Mangabeira, e Domingos Leonelli, idealizador do site.

No XIV Congresso do Partido, realizado em março, a sigla debateu a Economia Criativa como estratégia inovadora, na formulação de um projeto nacional de desenvolvimento.

"Nós entendemos, já há algum tempo, que uma proposta de desenvolvimento nacional para o Brasil contempla, necessariamente, educação de qualidade, ciência, tecnologia e economia criativa", defendeu Carlos Siqueira, no Congresso.

Durante o lançamento, a audiência poderá enviar aos participantes, perguntas relacionadas ao tema.

Serviço
O quê: Lançamento do site socialismocriativo.com.br
Quando: Sexta-feira, 27.
Hora: a partir das 19h
Onde: Fanpage do PSB [@psbnacional40] e TV 40 [http://tv40.org.br/]

Inscrições para a Olimpíada Brasileira de Robótica . SAIBA MAIS



Estão abertas, até o dia 18 de maio, as inscrições para a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) 2018. Podem participar estudantes do Ensino Fundamental, Médio e Técnico de todo o país, com idade máxima de 19 anos. A olimpíada científica está dividida em duas modalidades: a teórica e a prática. A inscrição é totalmente gratuita e deve ser feita pelo site: www.obr.org.br

O objetivo da OBR é estimular o aprendizado de conceitos e conteúdos curriculares de todas as etapas de ensino através de uma ferramenta lúdica, didática e motivadora: a robótica. Na modalidade teórica, os alunos não precisam ter conhecimento específico de robótica. As provas, que serão realizadas nas escolas, são elaboradas por uma comissão de professores e todas as questões envolvem conteúdos ensinados no Ensino Fundamental e Médio para resolver problemas práticos do dia a dia, a partir da robótica. 

Já a modalidade prática consiste em um desafio: considerando a simulação de um desastre natural, as equipes de até quatro alunos recebem a missão de construir um robô completamente autônomo, ou seja, sem controle remoto, capaz de navegar por um terreno acidentado, localizar vítimas e resgatá-las.

Os inscritos na modalidade prática deverão participar de eventos regionais e, conforme sua classificação, das etapas estaduais e da final nacional, que ocorrerá em João Pessoa, entre os dias 6 e 10 novembro de 2018.



UPAE Garanhuns abre vaga para Médico Alergologista



A UPAE Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, Gestão IMIP, e integrante da Rede SUS do Governo do Estado de Pernambuco, está contratando médico especialista na área de alergologia. 

É necessário que os candidatos à vaga tenham residência médica na área de atuação ou especialização em cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação, pelas Sociedades Médicas ou Título de Especialista concedido pelo respectivo Conselho de Classe.

Os interessados devem cadastrar seus dados no campo “Trabalhe Conosco” no site do IMIP, e clicar no mesmo site, no link de inscrição do Processo Seletivo da UPAE Garanhuns. A confirmação será por e-mail, e os selecionados serão convidados para as etapas seguintes, após análise curricular.

A UPAE Garanhuns e a Gestão IMIP mantém contínuo processo seletivo para contratações, e os interessados devem inserir seus currículos para cadastro de reservas, que serão analisados e selecionados à medida que surjam vagas na Unidade de Saúde.

MAIS ÁGUA PARA O AGRESTE: Adutora avança com liberação de mais R$ 40 milhões

Presidente da Compesa recebeu a garantia de repasse e de compromisso pessoal do novo Ministro


Em sua primeira agenda com o novo ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua, hoje (25), em Brasília, o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, recebeu a garantia da liberação de recursos entre R$ 30 e R$ 40 milhões, ainda na primeira quinzena de maio, para a continuidade da obra e conclusão de etapas da Adutora do Agreste. Esse valor é parte do montante de R$ 80 milhões já empenhados na gestão do ex-ministro Hélder Barbalho, que foi sensível às necessidades da população do Agreste - região pernambucana que mais sofre com a escassez de água - e fruto de uma negociação com o governador Paulo Câmara.

Acompanhado do deputado federal Fernando Monteiro, Roberto Tavares também foi comunicado do compromisso do novo ministro em liberar o total de R$ 80 milhões ainda neste semestre. “Ficamos felizes em saber que o atual ministro também está sensível a problemática da região Agreste, e que vai agilizar o trâmite burocrático para a liberação dos recursos. Isso possibilitará à Compesa iniciar novas frentes de trabalho da Adutora do Agreste para beneficiar outras cidades, à exemplo de Brejo da Madre de Deus, São Bento do Una e Lajedo”, informou o dirigente da Compesa, lembrando que de janeiro a dezembro de 2017, o governo federal fez o repasse total de R$ 194 milhões para a Adutora do Agreste, a maior obra hídrica de uma empresa de saneamento no país.

Agora, a Adutora do Agreste está com 30 frentes de trabalho atuando nas cidades de Sertânia, Arcoverde, Pesqueira, Belo Jardim e São Caetano,Taquaritinga do Norte, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe, além das obras para concluir a Adutora do Moxotó. Esse último empreendimento, que deve entrar em testes em maio, será integrado à Adutora do Agreste e permitirá que a água da Tranposição do Rio São Francisco chegue a 400 mil pessoas em dez cidades: Arcoverde, Pesqueira, Alagoinha, Venturosa, Pedra, Sanharó, Belo Jardim, Tacaimbó, São Bento do Una e São Caetano. 

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, ainda aproveitou o encontro com o ministro Antônio de Pádua, para apresentar o pedido de divisão do atual convênio (primeira etapa conveniada) da Adutora do Agreste, que prevê atender 23 municípios. “A parte que depende do Ramal do Agreste, seria retirada do convênio atual e comporia um novo convênio, cujo cronograma seria postergado para 2020 em diante. Dessa forma, essa etapa da Adutora do Agreste ficaria em sintonia com a obra do Ramal do Agreste, que deverá ser iniciada pelo governo federal”, explica Tavares. Uma reunião técnica entre a Compesa e o Ministério da Integração Nacional deve ocorrer no próximo mês para tratar do assunto.

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR: A esperança de um ensino de qualidade para o Brasil - Por Albérico Luiz Fernandes

"A história nos mostra que, em quase 450 anos, não se teve o cuidado com a educação no Brasil."

Prof. Albérico Luiz Fernandes Vilela
"No apagar das luzes do atual Ministro da Educação, Mendonça Filho, surge, como um milagre, a esperança de melhoria da nossa qualidade de educação, com o lançamento da Base Nacional Comum Curricular – BNCC.

Confesso que como educador, o que tenho feito nesses 37 anos dedicados à causa do ensino, 4 no Superior e 33, no Básico, sendo esse, tanto na escola pública, como na instituição privada, foi acreditar na educação. E digo aqui, mais uma vez, caso não acreditasse, não mais estaria nela, afinal ainda é o único meio que temos para modificar a história do nosso país.

Quando observamos as nações que mais cresceram nos últimos tempos, e entre elas citamos: China, Japão, Coreia do Sul e Alemanha, vemos em todas um projeto chamado EDUCAÇÃO e, a partir dele, vieram as outras grandes mudanças.

Vamos pensar um pouco nessa educação inovadora, conhecendo e compreendendo a sua história no Brasil, para que cheguemos a uma conclusão, se a Base Nacional Comum Curricular mudará, para melhor, o nosso País.

Não podemos pensar em educação sem reconhecer o relevante papel da Igreja Católica. Em cada cidade construía-se uma igreja e uma escola para ajudar na catequese, São Paulo que nasceu e cresceu no pátio de uma, é um exemplo disso. É indissociável da história, a Companhia de Jesus. As negociações de Dom João III, O Piedoso, junto a esta ordem missionária, podem ser consideradas um marco.

No começo, os esforços educacionais foram dirigidos aos indígenas, submetidos à chamada "catequese" promovida pelos missionários jesuítas que vinham ao novo país difundir a crença cristã entre os nativos. O padre Manuel da Nóbrega chefiou a primeira missão da ordem religiosa em 1549.

Para tristeza e queda da nossa educação, em 1759 houve a expulsão dos jesuítas (reformas pombalinas) comandada pelo Marques de Pombal, passando a ser instituído o ensino laico e público através das Aulas Régias, e os conteúdos baseavam-se nas Cartas Régias, a partir de 1772, data da implantação do ensino público oficial no país (que manteve o Ensino Religioso nas escolas), porém, em 1798 ocorreram as primeiras ideias Iluministas no Brasil, a partir do Bispo Azeredo Coutinho que se inspirava em noções que aprendera, como aluno, na Universidade de Coimbra.

Durante quase 300 anos da história do Brasil, o panorama não modificaria muito. E nada ou quase nada aconteceu para mudar o ensino. Tivemos nessa época o acréscimo da mão de obra escrava, que veio da África e, praticamente, não teve nenhum direito a educação, assim como as mulheres, que estavam excluídas desse processo. Os homens brancos estudavam nos colégios religiosos ou iam para a Europa. Apenas os mulatos procuravam a escola, o que provocou incidentes tais como o da "questão dos moços pardos", em 1689.

As primeiras propostas educacionais, que viriam com a constituição de 1822, não ocorreram, porque a mesma também não aconteceu.

Em 1824, a constituição mantém na educação a liberdade de ensino, mas não foi nenhuma grande preocupação com o crescimento educacional. Em 15 de outubro de 1827 foi aprovada a primeira lei sobre o Ensino Elementar e a mesma vigoraria até 1946. Ela determinou a criação de "escolas de primeiras letras” em todas as cidades, vilas e lugarejos.

Com isso, a história nos mostra que, em quase 450 anos, não se teve o cuidado com a educação no Brasil. E, só no Governo Vargas, é que se lançou o primeiro olhar para qualificá-la através de Leis que valorizavam a mesma. Em 1942, o ministro Gustavo Capanema incentivou novas mudanças no ensino, que ficaram conhecidas como "Reforma Capanema".

Nesse ano, surgiram as Leis Orgânicas para a criação do Ensino Industrial, do Secundário e de ter sido fundado o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Em 1943 foi aprovada a Lei Orgânica do Ensino Comercial. Em 1946, saiu a do Ensino Primário, do Normal e do Agrícola. Também houve, naquele ano, um acordo financeiro com o Banco Mundial para a criação da Escola Técnica de Curitiba. Com o regime militar iniciado em 1964, houve um aumento do autoritarismo, marcado na área da Educação com o banimento de organizações estudantis, como a União Nacional dos Estudantes (UNE) em 1967, consideradas "subversivas". Em 1969, tornou-se obrigatório a implantação da disciplina Educação Moral e Cívica, em todos os graus, sendo que, no secundário, a denominação mudava para Organização Social e Política Brasileira (OSPB).

O primeiro e diferenciado avanço ocorreu com a LDB (Lei de Diretrizes e Bases) em 1961, que só foi melhorado com a Lei 9394/96. Mas, que devido as marcas deixadas pela revolução de 1964, não conseguiram representar o avanço que tanto o país esperava e necessitava.

Após esse histórico, podemos enfim fazer a nossa primeira reflexão sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Pode parecer cansativo, mas educação é algo muito sério, e não se pode discutir a qualidade, sem conhecer a sua história.

Costumo dizer, sem nenhum medo de errar, pela minha longa experiência na educação, que ela nunca foi boa, porém o último século foi um dos mais sofridos, e um único exemplo comprova isso, fomos o último país da América Latina a ter uma Universidade. E tivemos o menor número de pensadores, proporcional ao imenso tamanho da nossa Pátria.

Pois bem! Estamos com mais uma esperança. A BNCC está prevista na Constituição de 1988, na Lei de Diretrizes e Bases, nas Diretrizes Curriculares Nacionais e no Plano Nacional de Educação.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é o documento que define os conhecimentos essenciais que todos os alunos da Educação Básica têm o direito de aprender. Prevista em lei, ela deve ser obrigatoriamente observada na elaboração e implementação de currículos das redes públicas e privadas, urbanas e rurais, de todo o país.

A BNCC ao determinar, com clareza, o que os alunos têm o direito de aprender, poderá ajudar a melhorar a qualidade do ensino no Brasil. Como referência comum a todos os sistemas, contribui para promover a igualdade educacional.

Por fim, a BNCC é uma política de Estado – e não de um governo – construída de maneira democrática e colaborativa, por meio de um processo iniciado em 2015. Sua elaboração foi conduzida pelo MEC, Consed, Undime e CNE, com a participação da sociedade civil, professores e gestores. Durante o processo de construção houve três etapas de revisão, a partir de sugestões de aprimoramento feitas por especialistas. Esperemos assim, que possamos deixar para toda a história um documento que modifique a educação neste país, mas é necessário lembrar que não adianta uma Legislação do Século XXI se os profissionais continuarem pensando com a cabeça do século XX.

Prof. Albérico Luiz Fernandes Vilela
Membro da União Brasileira de Escritores
Membro da Academia Pernambucana de Educação
Diretor Pedagógico da Universidade da Criança - UNIC"

Garanhuns vai ganhar COMPLEXO ESPORTIVO DIFUSORA, que terá convênio com a franquia Ronaldinho Gaúcho / Barcelona












Em primeiríssima mão: O empresário Elisson Bezerra, da Rede de Farmácias do Trabalhador do Brasil, vai fazer um grande investimento sócio/desportivo em Garanhuns. Desde que adquiriu o prédio e o terreno que abrigavam a Rádio Jornal, na área nobre da Av. Rui Barbosa/Relógio das Flores, criou-se a expectativa da construção de prédios de apartamentos, empresariais e até de um Shopping Center, mas agora, trazemos aqui o que será feito naquele terreno, que é nobre na localização, mas vai ter um significado tão nobre quanto.

Com apoio de amigos a exemplo de Mano Imóveis, Gláucio Brandão e Eudson Catão, Elisson está anunciando a construção do COMPLEXO ESPORTIVO DIFUSORA. 

A fachada do prédio será mantida, conforme acordo no ato de compra e depois com o Ministério Público, mas o empreendedor fará muito mais!

O Complexo contará com um campo de futebol em tamanho oficial padrão FIFA, e dois campos auxiliares, tipo society, que além de serem alugados para práticas de futebol, serão utilizados para projetos sociais, com perspectiva de atender mais de 500 crianças. Um dos projetos é o ADT - Associação Descobrindo Talentos, que o empresário mantém no município, sob a coordenação de Zé Leite.

O Complexo ainda deve contar com uma mega estrutura de academia e restaurante.

RONALDINHO GAÚCHO / BARCELONA

Esta é mais outra grande informação. O projeto social será conveniado ao Barcelona da Espanha, através da franquia do craque Ronaldinho Gaúcho, por isto, toda a construção, equipamentos e projetos no COMPLEXO ESPORTIVO DIFUSORA atenderão ao Padrão Barcelona.

Que Deus permita este investimento, e que Elisson tenha o sucesso pretendido em trabalhar a cidadania das crianças através do esporte, e sabendo que Garanhuns ganha mais um grande equipamento com potencial turístico e cultural.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.