GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Governo apresenta plano de retorno gradual das atividades econômicas

Restabelecimento da atividade comercial e de serviços vai considerar o risco de cada segmento à saúde e sua importância para a economia. Flexibilização será feita em fases e terá monitoramento dos níveis de contaminação



Com o final do período de intensificação da quarentena, o Governo de Pernambuco começa a pôr em prática o “Plano de Monitoramento e Convivência com a Covid-19”, que determina a retomada gradual e planejada das atividades econômicas em todo o Estado. O cronograma prevê de que forma 32 setores econômicos terão as medidas restritivas flexibilizadas, e como será a carga operacional desse retorno, que seguirá protocolos gerais e específicos para evitar a transmissão da doença.

O ciclo de reabertura gradativa chegará à flexibilização total ao final de um período de 11 semanas. O calendário, porém, poderá ser antecipado ou prorrogado, dependendo do comportamento da curva de contaminação. Os detalhes do plano foram apresentados pelos secretários de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, e de Planejamento, Alexandre Rebêlo, em entrevista à imprensa realizada remotamente no Palácio do Campo das Princesas. Ficou claro, na entrevista, que a flexibilização escalonada ocorrerá gradativamente até o Estado chegar ao que se entende por “normalidade controlada”. Na mesma coletiva, o secretário estadual de Saúde, André Longo, detalhou os últimos números da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o plano anunciado hoje, serão considerados, prioritariamente, a relevância socioeconômica dos setores e os riscos que o retorno de cada atividade pode representar para a área de saúde. Os próximos 15 dias, inclusive, serão determinantes para testar a segurança da flexibilização e os impactos na saúde da população. A primeira etapa, que começa nesta segunda (01.06), permite a operação de lojas físicas de material de construção, seguindo novos protocolos de atendimento. Também poderão funcionar, exclusivamente por delivery, as unidades de varejo de bairro e do Centro, assim como shoppings centers e o comércio atacadista.

A partir do dia 08 de junho, a construção civil iniciará o retorno gradual, tanto na Região Metropolitana do Recife quanto no interior: Na RMR, as obras serão liberadas com 50% dos funcionários e no horário das 9h às 18h. Já no interior, a liberação também é de 50%, sem determinação de horário. O comércio atacadista também poderá atuar a partir da próxima semana, mas na RMR só será permitido no horário das 9h às 18h. Novos protocolos do setor deverão ser respeitados.

No dia 15 de junho, os serviços de atendimento ao público entrarão no circuito de flexibilização. Salões de beleza, barbearias e serviços de estética estarão liberados, mas precisarão atender uma pessoa por vez, por agendamento, sem fila de espera e com higienização entre um cliente e outro. Varejos de bairro também poderão funcionar, mas só em lojas de até 200 metros quadrados.

Shoppings centers, centros comerciais e praça de alimentação poderão adicionar o atendimento via coleta na operação. Vale ressaltar que, na RMR, o horário permitido de coleta será apenas entre 12h e 18h. Treinos de futebol profissional estarão liberados a partir dessa data. Todos os setores estarão sujeitos a novos protocolos de segurança, baseados em distanciamento social, regras de higiene, monitoramento e comunicação.

O estudo que determina as etapas de convívio e reabertura das atividades econômicas foi produzido ao longo dos últimos dois meses, pelo Comitê Socioeconômico de Enfrentamento ao Coronavírus, do Governo do Estado, em diálogo com as federações de representações empresariais e a Consultoria Deloitte, que utilizou pesquisas de referência mundiais e nacionais.

O restabelecimento escalonado das atividades econômicas e a circulação de pessoas nas próximas semanas estará sob avaliação, e o cumprimento do cronograma depende do comportamento das curvas de contaminação e de mortes provocadas pelo coronavírus. Atualmente, um grupo formado por agentes da Secretaria estadual de Saúde, em parceria com o Laboratório de Imunopatologia Keiso Asami (Lika), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), além do Porto Digital, mantém atualizado o mapa do impacto da pandemia em todo o Estado.

RESUMO DO CRONOGRAMA DE FLEXIBILIZAÇÃO DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS EM PERNAMBUCO













O governo do estado apresentou o cronograma de reabertura econômica. Alguns setores já funcionam plenamente ou parcialmente. No cronograma acima, podemos ver datas como 01, 08 e 15 de junho para retorno de outras atividades.

Quanto às demais, reuniões semanais do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 vão definir as datas, conforme segmento econômico, previamente definidos, e que foram levados em conta os aspectos econômicos e de risco à saúde (sanitários) devido aglomerações e características do setor.

OS MELHORES MUNICÍPIOS DO AGRESTE EM ISOLAMENTO SOCIAL EM MAIO. Relação completa!


Acompanhamos dia a dia os índices de Isolamento Social no site da InLoco / MPLabs em parceria com o Ministério Público de Pernambuco. Estes dados são importantes ferramentas para definições de políticas públicas e iniciativas que possam melhorar o combate à pandemia da Covid-19.

Iniciamos este trabalho em cinco de maio, e para mensurar os municípios criamos um sistema de pontuação, já que o site atualizava todos os dias, apagando os dados anteriores. Cinco municípios se destacaram ao longo do mês: Brejão, Terezinha, Caetés, Palmeirina e Capoeiras. Este foi o resultado e ordem de classificação em nossa pontuação. 

Contudo, o MPPE acabou disponibilizando os dados desde fevereiro, e tivemos acesso aos números anteriores a cinco de maio, e aí a ordem de classificação mudou, Terezinha passou Brejão por alguns décimos. No início do mês Terezinha conseguiu índices bem superiores a Brejão, e por isso alterou nosso resultado, mas resolvemos continuar pontuando, com a observação que é do intervalo de 05 a 31 de maio. Ficamos muito felizes de saber que nosso resultado espelhou o apontado pelo sistema do Ministério Público.

Garanhuns acabou sendo uma grata surpresa na reta final. Com a implantação das barreiras sanitárias no dia 18 e o feriadão no final do mês, subiu posições e ficou em sexto. Acredito que demos uma contribuição sugerindo as barreiras e até criticando a demora na execução e depois na forma da atuação. Garanhuns cresceu 3% após a implantação. O prefeito Izaías Régis chegou a responder um posicionamento deste blogueiro e do radialista Luciano André na Rádio Marano, contestando a efetividade da medida, mas acabou implantando, e para nossa surpresa, a mídia da prefeitura chegou a enaltecer as barreiras. Prova inconteste que demorou muito para implantar, foi meio que na pressão das redes sociais. Falta ainda maior eficácia na abordagem aos veículos.

Trago aqui agora os resultados:

Pontuação (de 05 a 31/05):

1. Brejão - 156 pontos
2. Terezinha - 141 pontos
3. Caetés - 135 pontos
4. Palmeirina - 133 pontos
5. Capoeiras - 118 pontos

Ranking Mês de Maio - Site do MPPE/InLoco*

1. Terezinha - Média Mensal 45,39%
2. Brejão - 45,05%
3. Caetés - 44,35%
4. Palmeirina - 43,98%
5. Capoeiras - 43,81%
6. Garanhuns - 43,56%
7. Itaíba - 43,28%
8. Iati - 43,25%
9. Águas Belas - 42,45%
10. Calçado - 42,38%
11. Angelim - 42,30%
12. Correntes - 42,06%
13. São João - 42,00%
14. Jupi - 40,47%
15. Canhotinho - 40,05%
16. Saloá - 39,96%
17. Bom Conselho - 39,95%
18. Lagoa do Ouro - 39,71%
19. Jucati - 39,46%
20. Paranatama - 38,70%
21. Lajedo - 38,13%

*Estes números não são oficiais, mas foram captados no site parceiro do MPPE, que utiliza geolocalização de aparelhos celulares para aferir isolamento social.

Paulo Câmara anuncia primeiros setores da economia que poderão retomar as atividades




Em pronunciamento divulgado hoje (1°.06), o governador Paulo Câmara avaliou os últimos dados da saúde, que indicam a estabilização dos casos da pandemia do novo coronavírus, e anunciou a retomada das atividades econômicas. Na próxima segunda-feira (08.06), a construção civil e o comércio atacadista estarão liberados a operar em todo o Estado.

Semanalmente, o comportamento da epidemia será avaliado, com critérios técnicos e sanitários, e novos setores poderão ser liberados a partir dos dados desse monitoramento. Caso ocorra uma nova onda da epidemia, ou mesmo um recuo na estabilização, o Governo poderá voltar a adotar medidas restritivas mais rígidas, além das que continuam vigentes.

Por fim, Paulo Câmara reforçou a importância de manter o isolamento social e o uso máscaras de proteção em todo o Estado para garantir a redução dos casos de Covid-19.

CENÁRIOS PARA AS ELEIÇÕES 2020

A pandemia da Covid-19 fez com que ministros e técnicos do TSE se juntassem a parlamentares para planejar diferentes cenários para as eleições municipais deste ano, marcadas para outubro. 
Uma das propostas é adiar o primeiro turno para novembro e o segundo para dezembro. Outra hipótese discutida é que existam diferentes datas em cada estado, levando em conta a taxa de contágio da doença. 
Presidente do tribunal, Luis Roberto Barroso defende que a votação seja realizada em dois dias, das oito horas da manhã às oito da noite, o que seria inédito no país. A decisão final, porém, depende de mudanças na Constituição e de uma votação acelerada do Congresso. 
A ideia é que haja uma definição nas próximas semanas.

SAÚDE / Governo de Pernambuco abre seleção simplificada com 1.657 vagas. Níveis médio e superior

FormSus

Uma seleção pública simplificada foi autorizada pelo governo de Pernambuco nesta sexta-feira (29). Serão 1.657 vagas para a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), com o objetivo de qualificar e ampliar o número de profissionais na rede de saúde neste momento da pandemia do novo coronavírus.

O edital do certame será publicado no Diário Oficial deste sábado (30), com inscrições entre os dias 1º e 4 de junho pela internet. Ao todo, o chamamento contemplará 101 médicos, 420
profissionais de outras áreas de nível superior e 1.136 de nível médio.

As vagas serão para médicos intensivistas adulto e pediátrico, pediatras e tocoginecologistas. Entre os analistas em saúde (outras áreas de nível superior): assistentes sociais, biomédicos, farmacêuticos/bioquímicos, fisioterapeutas respiratórios e de terapia intensiva, nutricionistas e enfermeiros assistenciais, obstetras, reguladores e uteístas.

Entre os assistentes em saúde (nível médio), técnicos de enfermagem, laboratório, radiologia e farmácia. Os profissionais irão atuar em serviços espalhados por várias regiões do estado. "Já chamamos concursados, realizamos outras seleções simplificadas e vamos continuar realizando chamamentos enquanto for necessário dotar a rede de capacidade para absorver a demanda existente", afirma a secretária executiva de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde da SES-PE, Ricarda Samara.

A seleção simplificada será feita por meio de análise curricular, de caráter classificatório e eliminatório. O resultado preliminar sairá em 8 de junho e os recursos poderão ser interpostos até as 23h59 do dia 9 de junho. O resultado final sairá em 11 de junho. A contratação terá validade de 6 meses, podendo ser prorrogada por até 2 anos.

Desde o início da pandemia, o governo de Pernambuco chamou 9.773 profissionais, entre concursados, aprovados em seleções e recrutamentos. Ao todo, foram 3.003 aprovados em concurso público para serviços da SES-PE e Complexo Hospitalar da Universidade de Pernambuco (UPE); 4.901 por meio de seleções públicas simplificadas para a SES-PE, Complexo Hospitalar da UPE, Lacen e Vigilância Epidemiológica Hospitalar, além de 1.869 profissionais que estavam atuando em ambulatórios, nas situações eletivas, e passaram para a linha de frente ou para atendimento no aplicativo Atende em Casa.

DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.