PE CONTRA O CORONAVÍRUS

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Números atualizados Covid-19




Até o momento, a pandemia do novo coronavírus já deixou 152.903.901 contaminados e 3.203.494 mortos no mundo. No Brasil são 14.754.910 contaminados e 407.639 mortos. Os dados são da Universidade Johns Hopkins.

O número de doses de vacina aplicadas no planeta chegou a 1,16 bilhão. No Brasil são 47.711.865 de unidades administradas. Os dados são da Bloomberg (mundial) e de VEJA (nacional).

Veja

Com governo fragilizado, CPI vai devassar ministros da Saúde de Bolsonaro




Num momento em que o Brasil passa dos 400 mil mortos pelo coronavirus e com o governo federal fragilizado na CPI da Covid, a comissão parlamentar de inquérito estreia nesta semana fase de depoimentos dedicada a devassar as ações de todos os ministros da Saúde que passaram pelo comando do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Nesta semana, os holofotes estarão em cima de Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e, principalmente, Eduardo Pazuello. Estão previstos para depor, ainda, o atual titular da pasta, Marcelo Queiroga, e o diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antonio Barra Torres.

Pazuello é alvo principal de críticos ao governo

Embora senadores independentes e oposicionistas considerem que cada ex-ministro da Saúde tenha tido seus erros e acertos, eles se focarão em interrogar Pazuello por sua gestão ser considerada como a mais problemática.

Os parlamentares vão insistir em obter esclarecimentos quanto:
  • ao atraso na contratação de vacinas, com recusa de propostas e supostas obstruções por parte de Bolsonaro;
  • ao estímulo do uso de medicamentos de eficácia não comprovada para o tratamento da covid-19, como a cloroquina, com produção em larga escala pelo Exército brasileiro;
  • à falta de insumos suficientes para pacientes internados, com destaque à crise de oxigênio hospitalar no Amazonas no início deste ano;
  • a ações de Bolsonaro contra o isolamento social e o uso de máscaras faciais;
  • ao conflito do governo federal com governadores e prefeitos perante medidas mais restritivas de circulação de pessoas.
O general Pazuello foi quem mais ficou à frente da pasta até o momento - cerca de 10 meses -, inclusive em meio à aceleração da gravidade da pandemia no país, e é percebido pelos senadores como o mais submisso às vontades de Bolsonaro.

Em outubro, por exemplo, após ter sido desautorizado publicamente por Bolsonaro durante crise envolvendo a possibilidade de compra da vacina CoronaVac pelo governo federal, Pazuello apareceu ao lado do presidente, sem máscara, e disse: "Um manda, o outro obedece". Parte dos senadores avalia que o então ministro demonstrou ali que seguiria somente a vontade do chefe, independentemente da necessidade da população e de ponderações científicas.

Cerca de dois meses depois, Pazuello perguntou "para que essa ansiedade, essa angústia?" ao falar do processo de vacinação contra a covid-19. Ele era então pressionado para que o Executivo deixasse de lado as disputas políticas e apresentasse soluções para a imunização. No último dia 25, o general entrou sem máscara em um shopping de Manaus.

A importância dada a Pazuello se reflete até no tempo de fala à CPI: a quarta-feira (5) inteira, se necessário, a partir das 10h, sem dividir o dia com outras autoridades. Na terça (4), a oitiva de Mandetta está marcada para começar às 10h, enquanto a de Teich, às 14h. Na quinta (6), será a vez de Queiroga e Barra Torres, sem horários definidos até o fechamento deste texto.

Depoimentos

Nem todos os senadores críticos ao governo concordam que ouvir mais de um depoente num só dia seja o ideal. Porém, admitem ser preciso dar uma satisfação rápida à população e, caso o cronograma fosse diferente, poderia atrasar os trabalhos e diluir a força de cada oitiva.

Há quem argumente também que o tempo de fala está de acordo com o tempo de permanência de cada um nos cargos, com a aposta numa nova convocação de Pazuello.

Segundo relatos ao UOL, ninguém será poupado de questionamentos e críticas. Mas Mandetta não deve ser "massacrado", na avaliação de um senador da oposição, por ter virado um forte crítico do governo Bolsonaro desde que saiu do ministério.

Por meio da fala de Mandetta, os senadores buscarão entender a estratégia adotada no início da pandemia pelo governo federal e expor ações que Bolsonaro porventura não tenha deixado o Ministério da Saúde executar.

Os senadores contra o Planalto também vão atrás de revelar determinações de Bolsonaro à pasta que possam ter prejudicado o enfrentamento à pandemia no país.

Quanto a Teich, parlamentares ouvidos pela reportagem avaliam que ele nunca fez críticas mais contundentes ao governo. Ao mesmo tempo, não está disposto a ser responsabilizado por atos com os quais discordava de Bolsonaro, e que a CPI eventualmente considere como erros. Assim, acreditam que o impacto de seu depoimento está mais em aberto.

Na presença de Marcelo Queiroga, os senadores deverão focar nas ações em exercício pelo Ministério da Saúde, como a entrega de vacinas e compra de medicamentos, cujos cronogramas realistas continuam a ser cobrados por parlamentares e mandatários locais, e no planejamento para os próximos meses. A perspectiva é que o mundo não estará a salvo do coronavírus em 2022.

Antonio Barra Torres, por sua vez, deve entrar na mira de senadores independentes e opositores especialmente pela não aprovação do uso da vacina Sputnik V no país. Ao menos 14 estados e dois municípios pediram autorização para a importação do imunizante, segundo a Anvisa, mas a agência tem negado a liberação sob a justificativa de falta de comprovação de qualidade e segurança.

UOL

Garanhuns / Prefeitura Municipal inicia projeto de revitalização no Relógio de Flores




Ação da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente também esteve presente no centro da cidade

Atendendo determinação do prefeito Sivaldo Albino, no último dia 26, foi iniciada a revitalização do Relógio de Flores com o plantio de 7 mudas arbóreas (4 quaresmeiras, 2 ipês brancos e 1 brasileirinho) e, também, na praça (guarita) da Santo Antônio com plantio de uma muda arbórea, a quaresmeira. Espécies de grande beleza ornamental como ecológica.
A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente - SDRMA realiza o levantamento das áreas arborizadas da cidade que necessitam de revitalização, assim como de implementação de novas áreas verdes em espaços públicos.

A secretária da pasta Lucimar Oliveira, enfatiza a importância do plantio. "Os benefícios das áreas verdes urbana possuem a capacidade de reduzir efeitos da poluição do ar e dos ruídos, agem diretamente na redução da temperatura, contribuindo com o microclima urbano mais estável", destaca Lucimar.

A zona urbana é ambiente vulnerável a formações de “ilhas de calor” devido as estruturas físicas da cidade (asfalto, edificações, concreto), responsáveis pelo aumento de chuvas de grande intensidade e, consequentemente, de inundações.

Garanhuns volta a receber finais dos Jogos Escolares de Pernambuco em 2022 e Codeam ganha perfuratriz





Ações foram intermediadas pelo Deputado Federal Felipe Carreras e anunciadas em reunião na Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional neste sábado (01)

O Deputado Federal Felipe Carreras concluiu neste sábado (01) sua agenda em Garanhuns. O parlamentar visitou a Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional (Codeam), órgão que reúne prefeitos da região e é presidido por Sivaldo Albino. Estiveram presentes o secretário-geral da Codeam, Cayo Albino; as prefeitas Beta Cadengue, de Brejão, e Regina da Saúde, de Itaíba; os prefeitos Adelmo Duarte, de Lajedo, e Douglas Duarte, de Angelim; os ex-prefeitos Samuel Salgado, de Angelim; Sandoval Cadengue, de Brejão; e José Teixeira, de Paranatama; além de secretários municipais e vereadores.
Na reunião, Carreras anunciou mais duas boas notícias. A primeira delas é a volta dos Jogos Escolares de Pernambuco para Garanhuns. O município irá sediar em 2022 as finais da competição que reúne estudantes de todo o estado.

"Esta solicitação foi feita ontem, na reunião que tivemos com os secretários no gabinete da Prefeitura. Carlos Tevano, secretário de Juventude, Esportes e Lazer, fez o pedido a Felipe e ele conseguiu nos dar um retorno positivo muito rápido. Será um marco para o esporte e para a juventude da nossa Garanhuns e da nossa região", afirmou Sivaldo.

Outra novidade irá beneficiar toda a região. O Deputado Federal anunciou a destinação de R$1 milhão para compra de uma perfuratriz para a Codeam. Com isso, os municípios poderão avançar na abertura de poços para ampliar o abastecimento d'água.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.