GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

terça-feira, 31 de março de 2020

SETOR PRODUTIVO / Governador Paulo Câmara anuncia novas medidas de incentivo

Decreto e outras ações prorrogam prazos fiscais e contábeis e suspendem execuções e fiscalizações por um período de 90 dias. Governo tomou como base estudos do Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento criado para articular medidas conjuntas de enfrentamento aos efeitos da Covid-19 na economia.



O Governo de Pernambuco, através da Secretaria da Fazenda, na busca por alternativas para reduzir os efeitos da crise na economia estadual provocada pela pandemia do novo Coronavírus está tomando uma série de medidas que irão impactar diretamente sobre o setor produtivo. Entre as deliberações previstas estão prorrogação de prazos relativos ao cumprimento de obrigações tributárias e contestações, suspensão de execuções fiscais e notificações de débitos. 

No Decreto, o Governo “prorroga para 30 de junho os prazos vencidos a partir de 21 de março de 2020, relativos ao cumprimento de obrigações tributárias acessórias previstas na Legislação Estadual e à contestação do débito constante”. O texto também determina a suspensão, pelo mesmo período, da emissão de Notificação de Débito e Notificação de Débito sem Penalidade e dos procedimentos que visem ao descredenciamento dos contribuintes do ICMS relativas às diversas sistemáticas especiais de tributação.

A Secretaria da Fazenda do Estado, de acordo com o Decreto, irá determinar o alongamento do prazo de validade de certidões de regularidade fiscal e negativa e a suspensão de ações de execução fiscal. O Governo também vai permitir a importação e desembaraço de insumos em aeroportos ou portos, sem prejuízo aos incentivos fiscais do Prodepe e Proind. As fiscalizações aos estabelecimentos comerciais, cujas atividades tenham sido comprometidas pela pandemia, serão suspensas por 90 dias, de acordo com decisão do governador Paulo Câmara. 

As outras medidas anunciadas são resultantes das reuniões de trabalho entre o Governo do Estado e representantes das principais entidades empresariais e têm como características, manter a economia funcionando, garantindo a preservação dos empregos nos diversos setores. Além do Decreto, o Governo do Estado está apoiando os setores produtivos votando favoravelmente a prorrogação no pagamento do ICMS do Simples Nacional. O Governo vai suspender, como previsto no pacote de medidas, por 90 dias, o ajuizamento de novas ações e o envio de protestos da dívida ativa do Estado.

Todas as medidas anunciadas foram baseadas em estudos recentes promovidos por diversas Secretarias integrantes do Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento à Covid-19, colegiado criado pelo Governo do Estado para articular ações conjuntas de enfrentamento aos efeitos da pandemia na economia. Outros pleitos defendidos pelo setor produtivo do Estado, como a prorrogação de impostos estaduais, mudanças na base de cálculo do percentual do ICMS e o alongamento dos vencimentos e parcelamentos das dívidas dependem de decisões que devem ser tomadas em reuniões do Conselho Nacional de Política Fazendária – Confaz e do Comitê Nacional de Secretário da Fazenda, Finanças, Receitas ou Tributação dos Estados e Distritos Federal – Comsefaz.

Fotos: Americo Santos /SEI

VAI TRIPLICAR / Pernambuco amplia testes para detectar o novo Coronavírus

Em parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, Governo do Estado vai triplicar a capacidade de testagem



O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), anunciou nesta terça-feira (31.03), a ampliação da capacidade de testagem para a Covid-19 no Estado, possibilitando a realização de exames nos profissionais de Saúde, da rede pública e privada, que estão trabalhando diretamente com os pacientes suspeitos e confirmados para a doença, além das forças de Segurança. A ampliação vai ser possível graças à parceria entre a SES-PE e o Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz/PE), que possibilitará triplicar a capacidade atual, saindo de 770 para 2.170 exames por semana, a depender do envio dos kits pelo Ministério da Saúde (MS). 

“Estamos tendo a oportunidade de ampliar a parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, que anteriormente já se dava no âmbito das pesquisas na área de saúde. Atualmente, a Secretaria Estadual de Saúde tem a capacidade de realizar em média 770 testes do Coronavírus por semana, a partir dessa cooperação a gente vai poder triplicar o público que está testando”, ressaltou a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Luciana Albuquerque.

Os testes serão os mesmos já realizados atualmente pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), por meio da técnica RT-PCR, indicada para pacientes no início dos sintomas (até 7 dias) e que analisa a presença do vírus ou parte dele na amostra coletada. Os kits de testagem, nesta parceria, serão os encaminhados pelo Ministério da Saúde, que anunciou a ampliação do envio dos kits. Além disso, nesta semana, a empresa Genômika, especializada em testes genéticos e imunológicos, passa também a compor os esforços do Estado para ampliar a realização de exames pela técnica RT-PCR. Por dia, o laboratório privado vai processar 300 exames. Essa contratualização está sendo feito em parceria com o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). 

A vice-diretora de pesquisa da Fiocruz-PE, Constância Ayres, destacou que o Instituto fará pesquisas para identificar medicamentos para o tratamento desses enfermos. “Iremos começar a testar produtos potencialmente antivirais, para termos uma possibilidade de tratamento e medicação dos pacientes mais graves. Além disso, também faremos toda parte epidemiológica.”

TESTAGEM RÁPIDA - O secretário André Longo ainda informou que os kits de testagem rápida do Ministério da Saúde (MS) não devem chegar mais esta semana, pela necessidade do órgão federal realizar testes centralizados para garantir a eficácia do insumo e, posteriormente, encaminhar aos Estados. "Se eu tenho um teste que não é de confiança e ele dá um falso negativo, poderá gerar um grande fator de confusão entre toda a comunidade, dando uma falsa sensação de permissividade aquele indivíduo que foi testado. Isso poderá atrapalhar nas medidas de controle", afirma Longo. O gestor ainda lembra que está em curso uma compra de mais de 350 mil testes rápidos pelo Consórcio Nordeste, que também está analisando a eficácia do que está sendo disponibilizado no mercado. 

ORIENTAÇÕES – O secretário André Longo também reforçou, nesta terça-feira, as orientações à população. "Neste momento, se estiver com sintomas de gripe, procure fazer o auto-isolamento. Só vá a uma unidade de saúde se você tiver algum dos sintais de alerta, como o desconforto respiratório, dor torácica ou uma febre que se prolongue por mais de três dias mesmo usando antitérmico. Mas se você tem sintomas gripais leves, procure ficar em casa, evite contato, em especial com idosos e pessoas que já tenham problemas de saúde. Procure restringir o contato social em nome da solidariedade necessária com as demais pessoas. Isso é muito importante para que você não se torne um agente de transmissão da Covid-19", frisa André Longo.

Link com o anúncio sobre a parceria: https://we.tl/t-Vnu9Y6Ff0q

Fotos: Aluisio Moreira /SEI

Estado aumenta leitos de UTI para Coronavírus



Estimando um aumento significativo de casos da Covid-19 durante todo o mês de abril, o Governo de Pernambuco corre contra o tempo para habilitar o maior número possível de leitos, sobretudo de terapia intensiva, para receber pacientes com a doença.

O secretário de Saúde do Estado, André Longo, disse que espera inaugurar 20 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Dom Helder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho, já nesta semana. Segundo ele, um andar da unidade está reservado apenas para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus. Serão 56 leitos, 30 deles de UTI.

Folha de Pernambuco

BOLSONARO SOB PRESSÃO - Revista Veja


Em meio à crise causada pelo novo coronavírus, líderes da oposição como Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (PSOL) pediram a renúncia de Bolsonaro em carta assinada ainda por um governador e ex-governadores. Os políticos alegam que o presidente "comete crimes, frauda informações, mente e incentiva o caos". 

Pressionado, Bolsonaro se defendeu na conversa com apoiadores e jornalistas na saída do Palácio da Alvorada, disse que "o problema não é do presidente", mas "de todos" e questionou: "Trocar o presidente resolve tudo?". 

Após o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, voltar a defender o isolamento social, medida criticada por Bolsonaro, fica a expectativa de qual será a reação do presidente e se ele continuará tentando diminuir a quarentena recomendada por autoridades médicas do Brasil e do mundo. 

Para auxiliar o Ministério da Saúde, o ministro da Justiça, Sergio Moro, autorizou o uso da Força Nacional de Segurança no combate à pandemia até 28 de maio.

Da Newsletter da Revista Veja


Nota sobre a Campanha de Vacinação contra a Influenza em Garanhuns



Diante do repasse fracionado das doses para Campanha de Vacinação Contra a Influenza, realizado pelo Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde de Garanhuns, por meio do Programa Municipal de Imunizações (PMI), informa sobre as estratégias para garantir, gradualmente, a imunização do público-alvo, formado por pessoas acima de 60 anos e profissionais da área de saúde, até o dia 15 de abril. Até o momento, mais de 10 mil idosos já foram imunizados no município, além de mais de mil profissionais da saúde.

A campanha será retomada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), a partir desta terça-feira (31), apenas para as vacinações previamente agendadas por meio do Programa Municipal de Imunizações, no telefone: (87) 3762-1617. A secretaria destaca que a vacinação acontece ainda por meio de visitas domiciliares, especialmente para os idosos acamados e com comorbidades que não podem se deslocar até as unidades.

O cronograma de locais estratégicos, funcionando também em sistema de ‘drive-thru’, permanecerá com dois pontos fixos, localizados no Largo do Colunata, no centro da cidade; e na avenida Júlio Brasileiro, em frente ao Parque Euclides Dourado, no bairro Heliópolis; sempre das 08h30min às 12h, até o fim da campanha, com a disponibilização de 150 doses por dia para a população.

segunda-feira, 30 de março de 2020

NOTA OFICIAL / Governo divulga instituições que farão as gestões de unidades hospitalares exclusiva para Coronavirus



NOTA OFICIAL

O Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife convocaram cinco entidades credenciadas como organizações sociais para administração das unidades hospitalares que atuarão, exclusivamente, no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Além do antigo Hospital Alfa e da Maternidade Brites Albuquerque, mais três unidades provisórias exclusivas estão sendo providenciadas. 

Foram convocadas o Imip para o antigo Hospital Alfa, o Hospital Tricentenário para a Maternidade Brites de Albuquerque, e o Hospital de Câncer, Fundação Martiniano Fernandes e Instituto Humanize para as três unidades provisórias.

MPT destina R$ 228,5 mil para o combate ao coronavírus em Pernambuco


O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco realizou uma nova destinação de R$ 228.550,00 para o combate ao novo coronavírus (Covid-19) no Estado. O valor irá viabilizar exames de diagnóstico da doença pelo Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika), vinculado à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Essa é a segunda reversão de multa trabalhista que o MPT em Pernambuco direciona para o combate ao novo coronavírus. Até o momento, o órgão ministerial destinou R$ 348.550 para o Lika. Os pedidos foram deferidos pela 12ª Vara do Trabalho do Recife. A liberação dos valores já foi realizada e o laboratório aguarda a chegada dos insumos e equipamentos. 

BRASIL

No Brasil, as destinações do MPT para o combate ao novo coronavírus já ultrapassam o valor de R$ 50 milhões, até o momento. As reversões decorrentes da atuação do MPT são orientadas por meio de um cadastro nacional criado para diagnosticar as necessidades da rede pública e privada de saúde no País.

Nota Oficial da CDL, Sindlojas e Sindec Garanhuns


domingo, 29 de março de 2020

PRF lança campanha de apoio a caminhoneiros nas rodovias federais de Pernambuco

Voluntários podem realizar a entrega de alimentos e kits de higiene nas unidades do órgão 





Uma campanha nacional de auxílio a motoristas de transporte de carga foi lançada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) neste sábado (28), nas rodovias federais de Pernambuco. A iniciativa intitulada "Siga em Frente, Caminhoneiro" visa entregar alimentos prontos para consumo e material de higiene aos condutores, que tem encontrado estabelecimentos comerciais fechados devido à pandemia do novo coronavírus. 

Sensibilizados com a situação, voluntários tem buscado o apoio da PRF para realizar a entrega de kits de forma segura e sem aglomerações. A iniciativa tem o apoio dos Guardiões da Estrada e da "rainha dos caminhoneiros", a cantora Sula Miranda, que adotou a campanha e está ampliando a divulgação por meio das redes sociais. 

Neste sábado (28), voluntários entregaram alimentos no posto da PRF de São Caetano, localizado no Km 145 da BR 232. Na noite de sexta-feira (27), bombeiros civis realizaram a entrega de marmitas no posto da PRF de Cruzeiro do Nordeste, em Sertânia, no Sertão do estado. 

Para agilizar a entrega e diminuir o risco de acidentes, os motoristas não devem descer dos caminhões. A entrega será feita pelos voluntários na janela dos veículos. 

Os locais de entrega de alimentos aos caminhoneiros serão divulgados por meio do twitter: @prf191pe. Basta digitar na internet esse perfil, para ter acesso aos postos da PRF que estarão realizando a entrega a cada dia. 

Contatos para doações 

Quem desejar contribuir com a campanha em Pernambuco, pode entrar em contato com a PRF através do telefone (Whatsapp) de cada delegacia: 

Recife - (81) 99228.6894 
Caruaru - (81) 98184.8494 /99259.8981 
Garanhuns - (87) 99988.9666 
Serra Talhada - (81) 99227.0160 
Salgueiro - (87) 98155.1504 
Petrolina - (87) 99874.3262 / 98129-9106


MPPE alerta prefeitos que descumprimento de medidas sanitárias pode motivar intervenção estadual

MPPE alerta prefeitos que descumprimento de medidas sanitárias pode motivar intervenção estadual


28/03/2020 - O procurador-geral de Justiça do Ministério Público de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros, publicou neste sábado, a Recomendação PGJ n.º 16, que dispõe sobre a impossibilidade de que os gestores municipais determinem a reabertura do comércio local ou qualquer outro ato administrativo que vá de encontro à Lei Federal n.º 13.979/2020 e, por consequência, os Decretos Federal n.º 10.282/2020 e Estadual nº 48.809/2020 e suas alterações.

Caso os gestores descumpram as medidas sanitárias, principalmente as medidas de quarentena, o município poderá sofrer intervenção estadual. “Todos os entes e diversos órgãos estão ensejando tentativas de contenção da pandemia da Covid-19. E, além disso, tem chegado ao conhecimento do Ministério Público de Pernambuco que alguns prefeitos promovem movimentos de flexibilização, ou até mesmo de descumprimento, das normas restritivas emanadas das autoridades sanitárias no âmbito federal e estadual. Assim estamos expedindo essa recomendação, alertando, principalmente, sobre as penalidades que podem decorrer do descumprimento”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, no texto da recomendação.

Os promotores de Justiça de todo o Estado, principalmente aqueles que têm atuação na defesa do Patrimônio Público, por delegação da Procuradoria-Geral de Justiça, foram orientados a notificar os prefeitos em suas respectivas localidades, sobre o conteúdo da Recomendação exarada.

Além de adotar as providências necessárias para que sejam cumpridas em todos municípios do Estado as normas sanitárias federais e estaduais, promovendo, inclusive, medidas administrativas ou judiciais. O promotor de Justiça pode solicitar, inclusive, reparação dos danos materiais, caso seja criado ônus financeiro ao Sistema Único de Saúde (SUS), decorrentes do descumprimento.

A recomendação foi encaminhada aos promotores de Justiça de todo o Estado e também para a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) para que seja dada ampla divulgação aos gestores municipais. “O afrouxamento das normas de quarentena impostas pelo Estado de Pernambuco, sem qualquer estudo técnico, poderá colocar em risco o sucesso das ações de enfrentamento da pandemia, vindo a provocar não só a falência do sistema de saúde pernambucano, como muitas vidas perdidas”, reforçou o PGJ no documento.

Fernando Monteiro pede liberação de recursos para produtores de leite



Em contato com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE) pediu a liberação imediata de recursos para o Programa de Aquisição de Alimentos – Leite (PAA Leite). O parlamentar lembrou da redução gradativa do programa, que ocorre desde 2014, e reforçou que, de 2019 até o momento, o valor destinado para todo o PAA, que inclui o PAA-Leite, foi reduzido em 32%.

“A situação já era preocupante, mas, diante deste cenário da pandemia do Covid-19 e de seus diversos desdobramentos, entre eles, a estagnação que se segue, precisamos nos preocupar com o pequeno produtor”, atestou o parlamentar, que sugeriu a liberação de imediato para o PAA de mais de R$ 88 milhões, mesmo valor de 2019. Outro pleito foi o aumento dos atuais 20 litros para 100 litros do limite de compra por produtor. Fernando Monteiro também destacou a necessidade da alteração do cálculo do benefício para o ano de 2020, com a duplicação do orçamento previsto para todo o programa, e a redução da contrapartida dos estados de 20% para 10%.

A bacia leiteira de Pernambuco, formada em sua maioria por cidades do Agreste, tem sofrido perdas de matéria-prima por conta da estagnação da demanda do mercado. Parte desta produção é absorvida pelo PAA Leite, onde o Governo Federal adquire o produto e o repassa para entidades beneficentes. Com isso, se promove a agricultura familiar, a agropecuária e políticas de assistência social.


TADEU ALENCAR REALOCA R$ 4,5 MILHÕES EM EMENDAS PARLAMENTARES PARA O COMBATE AO CORONAVÍRUS



O deputado federal Tadeu Alancar (PSB-PE) anunciou, nesta sexta-feira (27), que realocou recursos de R$ 4,5 milhões provenientes de emendas parlamentares, de outras áreas para a Saúde, especificamente para ações de prevenção e combate ao Coronavírus. São recursos que estavam sendo disponibilizados para outros setores que, diante da gravidade da pandemia, o parlamentar redirecionou para as ações que apoiam o seu
combate.

“Com isto, deixamos clara a nossa opção pela Saúde e pela vida. No momento em que a infecção pelo COVID-19 se intensifica, não tem sentido em não se ter essas duas áreas como prioritárias. É pelo que temos de lutar com todas as forças, agora. E é o que faremos. Estamos numa guerra contra um inimigo invisível, mas feroz”, assinalou o parlamentar socialista, para quem é importante se pensar na economia e nos prejuízos que o vírus provocará. “Nada, porém, está à frente da preservação da vida”, acrescentou.

Tadeu Alencar reafirmou a necessidade de se manter todos os cuidados definidos pelas autoridades sanitárias, em particular a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o próprio Ministério da Saúde, que recomendam a prevenção como a ação mais importante neste instante. Assim como corroborou as decisões tomadas pelo governador Paulo Câmara e pelo prefeito do Recife, Geraldo Julio, além da maioria dos prefeitos do Estado, no sentido de manter fechados os pontos de aglomeração de pessoas.

“Temos todos que ficar em casa, mantendo todos os cuidados de higiene, cuidar dos idosos e não relaxar com esses cuidados. É a forma de contermos a propagação do vírus, o que faremos juntos, com esforço, responsabilidade e paciência”, concluiu o deputado.

Quanto à atitude do Presidente Bolsonaro que tem estimulado exatamente o contrário, disse Alencar que "a risada do Presidente quanto ao assunto, confrontando Governadores que cumprem os seus papeis de líderes, e a ciência e infectologistas do mundo inteiro é o maior símbolo da sua conduta criminosa - não há outro termo. A história não lhe absolverá. Pena que quem não viver, não verá. E serão muitos“.

sábado, 28 de março de 2020

Consej solicita recursos à PGR para combater Covid-19 no sistema prisional

Pedro Eurico

O secretário de Justiça e Direitos Humanos e presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej), Pedro Eurico, enviou um ofício em nome de todo o colegiado, nesta sexta-feira (27/03), ao Procurador-Geral da República, Antônio Augusto Aras, solicitando aporte financeiro para o Sistema Prisional, devido a pandemia do COVID-19 que assola o País.

Os recursos solicitados, montantes oriundos das operações investigatórias, desencadeadas pela PGR no combate à corrupção, seriam para a aquisição de materiais de proteção individual, atendimento básico à saúde e ampliação das equipes para o enfrentamento da pandemia nos estabelecimentos penais de todas as unidades da federação.

“Quando falamos em sistema prisional, estamos falando em milhares de pessoas. Policiais penais e privados de liberdade, além de suas famílias e demais profissionais que atuam nas UPs. Todas merecem a nossa atenção e cuidado, especialmente em um momento difícil como o que estamos passando” frisa Eurico.

No documento, o Colegiado afirma que “diante do cenário atual de pandemia, vem adotando medidas para dirimir o contágio nas Unidades Prisionais, preservando os direitos dos profissionais que atuam no sistema, policiais penais, e pessoas privadas de liberdade, no âmbito de todo o território nacional”.

O Consej avalia que a pandemia culminará em uma “crise sem precedentes” e solicita apoio para dirimir o contágio nas Unidades Prisionais e garantir a proteção dos policiais penais, demais profissionais que atuam no sistema, pessoas privadas de liberdade e seus familiares.

Foto: Ray Evllyn/SJDH

Deputado Federal de Pernambuco está com o coronavírus







 
O deputado federal Pastor Eurico (Patriotas), testou positivo para o Covid-19, a informação foi divulgada com exclusividade pelo Blog do Alberes Xavier.

O deputado é Pastor da Assembleia de Deus em Pernambuco, e exerce o seu terceiro mandato na Câmara Federal, tem 57 anos e apresenta sintomas como febre, calafrios e um pouco de tosse.

Pastor Eurico encontra-se em quarentena, e sua esposa Irmã Lígia, também aguarda resultados de exames para confirmar se foi infectada com o vírus.

Sivaldo destina recursos para UTIs do Hospital Dom Moura



Criar novos leitos equipados com respiradores foi considerada a mais urgente providência a ser tomada pelos governos e parlamentares nesse difícil enfrentamento do Covid-19.

Por incrível que pareça, 80% dos municípios brasileiros não possuem sequer um único leito de UTI. A coisa é tão séria que essa foi a principal razão da decretação do isolamento social nos 27 estados brasileiros, nessa primeira fase de enfrentamento. E foi por isso que redirecionamos o maior valor possível de nossas emendas para esta finalidade.

Esperamos que estes leitos continuem vazios, mas é nosso papel lutar para que os quase 800 mil habitantes de nossa região tenham leitos disponíveis, se houver necessidade.

Vacina contra gripe suspensa em Garanhuns



A Secretaria de Saúde de Garanhuns, por meio do Programa Municipal de Imunizações (PMI), informa que a Campanha de Vacinação contra a Gripe está suspensa temporariamente, pois todo o estoque, disponibilizado pelo Ministério da Saúde, já foi aplicado na população. 

A Secretaria ressalta que o Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde (SES) estão repassando os lotes de forma fracionada para evitar aglomerações e que a campanha será retomada imediatamente após a chegada da nova remessa. 

A vacina contra a Influenza não previne o coronavírus, mas vai ajudar no combate a outros tipos de enfermidades, auxiliando os profissionais de saúde para identificar o tipo de vírus que acomete o paciente.

sexta-feira, 27 de março de 2020

Governo vai liberar R$ 36 bi para bares e restaurantes pagarem três meses de salário



Passado um mês da primeira confirmação do novo coronavírus em território brasileiro, o país chegou a 77 mortes por Covid-19 e 2.915 pessoas infectadas. São Paulo ultrapassou a marca de 1.000 contágios e contabiliza 58 vítimas fatais — o estado investiga ainda a relação de ao menos 20 mortes com o vírus. Santa Catarina e Goiás registraram os primeiros óbitos. (Veja a situação em cada estado).

Epidemia em dados: segundo o Ministério da Saúde, há 205 pessoas em enfermarias e 194 em UTI por Covid-19 no Brasil. Homens correspondem a 58% dos casos graves e 68% dos mortos. Uma em cada quatro mortes foram de pessoas entre 80 e 89 anos.

O que foi dito: o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, declarou que os próximos 30 dias serão muito difíceis: “Provavelmente, estejamos aí na fase crítica da pandemia”.

R$ 36 bi para bares e restaurantes pagarem salários

O governo brasileiro vai editar uma Medida Provisória que libera R$ 36 bilhões para que sejam pagos três meses de salários de trabalhadores do setor de bares e restaurantes, informa Lauro Jardim. Segundo o texto, salários de até R$ 3 mil reais poderão ser integralmente pagos com esse recurso. A MP já foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e será encaminhada ao Congresso.

Em paralelo: Bolsonaro afirmou que o auxílio oferecido aos trabalhadores informais será de R$ 600. O valor é o triplo do previsto inicialmente e havia sido alvo de disputa entre a equipe econômica e parlamentares ao longo do dia.

Outra medida em discussão é a possibilidade de suspender contratos de trabalho: o governo reduziu o tempo de suspensão de quatro meses para dois meses, e o Parlamento trabalha em proposta alternativa.

Aconteceu hoje: os governadores João Doria, de São Paulo, e Wilson Witzel, do Rio, apelaram ao governo federal por medidas econômicas contra a epidemia. Doria pediu ações em 72 horas e cogitou endurecer as restrições no estado. Witzel disse que as medidas protetivas estarão ameaçadas se não houver repasse de recursos.

Aplicativo lançado pelo Governo do Estado e Prefeitura do Recife permite atendimento de saúde à distância

Ferramenta oferece orientações virtuais sobre a Covid-19, permite a classificação de risco do paciente e o teleatendimento, por médicos e enfermeiros, nos casos mais graves



Com o objetivo de evitar que a população procure as unidades de saúde desnecessariamente, diante do atual cenário causado pela pandemia da Covid-19, o Governo de Pernambuco, em parceria com a Prefeitura do Recife, lançou nesta quinta-feira (26.03) um aplicativo que garante orientações virtuais sobre o novo vírus. Chamada de “Atende em Casa – Covid-19”, a ferramenta possibilita a classificação de risco do paciente e, caso seja necessário, nos casos considerados mais graves, permite uma chamada de vídeo para um teleatendimento feito por enfermeiros ou médicos. O aplicativo pode ser baixado e acessado por meio de smartphone ou computador. Todos os profissionais da rede estadual de saúde que não estejam exercendo atividades hospitalares estarão convocados para atuar nessa importante iniciativa.

Na manhã desta quinta-feira (26.03), foram confirmadas em Pernambuco mais duas mortes pelo novo coronavírus, subindo para três o número de óbitos provocados pela doença – o primeiro deles ocorreu na quarta-feira (25.03). Os pacientes falecidos hoje – ambos internados no Real Hospital Português (RHP) – foram um morador do Recife, de 69 anos, e um turista canadense, com 79, que chegou ao Recife no navio Silver Shadow, no dia 12 de março, e passou mal durante o desembarque. Já o primeiro paciente que faleceu vítima da Covid-19 no Estado tinha 85 anos e também era morador do Recife.

CONFIRMAÇÕES – Nesta quinta-feira (26.03), foram contabilizados em Pernambuco mais dois casos confirmados da Covid-19, passando a 48 casos no total, distribuídos por seis municípios, além de pacientes de outro Estado e outros países. Do total de pacientes, seis já se recuperaram, todas do sexo feminino e com idade entre 16 e 67 anos.

Fotos: Djair Pedro/SEI

GARANHUNS / Hospital Dom Moura informa seus números de telefones

Medida visa agilizar atendimento e informações à população



A direção do Hospital Regional Dom Moura vem adequando rotinas e estruturas com o objetivo de proporcionar melhor atendimento aos pacientes com Síndrome Gripal Aguda Grave (SRAG), neste momento de pandemia. Uma série de medidas já foram divulgadas que buscam restringir movimentação de acompanhantes e outras pessoas na unidade hospitalar, diminuindo o risco de infecção pelo Covid-19.

Agora, a gestão hospitalar torna público a desativação do número telefônico PABX e divulga os principais números diretos utilizados pela população, para agilizar atendimento e informações. Todas as recepções terão disponíveis os demais números internos do hospital, caso seja necessário ao usuário. 

Segundo Catarina Tenório, diretora do HRDM, a medida visa melhor comunicação. "Percebemos que a central PABX estava burocratizando o contato da população com o hospital, assim, com a divulgação dos telefones diretos, principalmente das recepções, maternidade, pediatria, emergências, inclusive da direção, entre outros, a comunicação passa a ser direta, portanto mais ágil, para informações e resoluções" - Finaliza a gestora.

Confira no quadro anexo os fones divulgados.

NOTA OFICIAL DAS UNIVERSIDADES QUE COMPÕEM O CONSÓRCIO PERNAMBUCO UNIVERSITAS E OS INSTITUTOS FEDERAIS DE PERNAMBUCO



Considerando o avanço da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) e atentas às necessidades de proteção à saúde da população, as universidades que compõem o Consórcio Pernambuco Universitas e os Institutos Federais do Estado de Pernambuco (UPE, UFPE, UFRPE, IFPE, IF Sertão - PE, UFAPE, UNICAP e UNIVASF) adotam a seguinte orientação quanto ao seu funcionamento:

- Ficam suspensas as atividades acadêmicas presenciais por período indeterminado, devendo ser retomadas no momento em que as autoridades sanitárias manifestarem o retorno das condições para o convívio social.

Recife, 27 de março de 2020.


Universidade de Pernambuco
Prof. Pedro Henrique de Barros Falcão

Universidade Federal Rural de Pernambuco
Profa. Maria José de Sena

Universidade Federal de Pernambuco
Prof. Alfredo Macedo Gomes

Universidade Católica de Pernambuco
Prof. Dr. Pe. Pedro Rubens Ferreira Oliveira

Universidade Federal do Vale do São Francisco
Prof. Julianeli Tolentino de Lima

Universidade Federal do Agreste de Pernambuco
Prof. Airon Melo

Instituto Federal de Pernambucano
Profa. Anália Keila Rodrigues Ribeiro

Instituto Federal do Sertão de Pernambucano
Profa. Maria Leopoldina Veras Camelo

Posicionamento do PSOL Pernambuco sobre a crise do Coronavírus


O surgimento do novo Coronavírus (COVID-19) desencadeou uma crise em escala global. O vírus já atingiu mais de 200 mil pessoas em quase 150 países, nos 5 continentes, deixando um rastro de morte por onde passa. Diante do rápido espalhamento geográfico da doença, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o novo Coronavírus como uma pandemia no último dia 11 de março.

A grave crise humanitária provocada pela pandemia do Covid-19, portanto, atinge o Brasil com uma economia em desaceleração e com um mercado de trabalho extremamente fragilizado. São milhões de brasileiros em situação de vulnerabilidade, alijados das redes formais de proteção social.

A grande maioria dos governos estaduais e municipais girou para evitar que a pandemia se espalhe, adotando medidas de isolamento social que já haviam sido adotadas por outros países.

Enquanto o Ministro da Saúde seguia a linha de combate ao vírus de acordo com o que propõe a OMS (Organização Mundial da Saúde), Bolsonaro vai na contramão da ciência, estimulando diuturnamente as pessoas a saírem de casa, classificando a pandemia como uma mera “gripezinha”.

Todas as condutas ativas e omissivas desse Governo Federal por si só já tipificam a conduta de Bolsonaro como crime de responsabilidade, o que vem aumentando a cada dia. O que já começava a ficar claro com a responsabilidade desse governo para com as instituições da República ficou transparente neste momento de crise humanitária: Bolsonaro não possui mais condições de estar sentado na cadeira do cargo mais alto da República brasileira.

Caberá ao PSOL buscar junto com outros setores, construir um processo de retirada do Sr. Jair Bolsonaro da Presidência da República por todos os meios disponíveis, incluindo com um pedido de impeachment que envolva os demais partidos de oposição, os movimentos sociais e as entidades respeitadas pelo povo brasileiro, como, por exemplo, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ou criamos uma grande coalizão de forças para que o processo tenha respaldo suficiente para chegar ao seu intento ou, caso contrário, o impedimento do Presidente da República não terá robustez suficiente no Congresso e nas ruas do Brasil. Nossa bancada federal vai lutar para garantir uma renda mínima emergencial. Tivemos uma grande vitória na votação realizada na noite dessa quinta-feira (26) para esta pauta. Tirar Bolsonaro e derrubar toda sua política econômica é nossa prioridade. Fora Bolsonaro!

Em Pernambuco, é necessário cobrar mais transparência do Governo Estadual, bem como dos demais municípios, principalmente o Recife, quanto à situação real da pandemia. As gestões do governo estadual e do governo municipal, vem mantendo os dados relativos ao novo Coronavírus - bem como da realidade da nossa saúde pública - numa caixa-preta, não fornecendo subsídios para o conjunto da população. Nossos mandatos em Pernambuco têm se colocado como pontos de apoio à população, seja com as Juntas na Alepe ou com Ivan Moraes, na Câmara de Vereadores do Recife.

Assim cobramos medidas mais efetivas da parte do governo e prefeituras no sentido de impedir maiores disseminações do Covid19 e que contribuam para assegurar a segurança alimentar e nutricional das comunidades mais necessitadas, a exemplo de programas de renda mínima e o controle estatal da produção e comércio dos produtos de higienização (álcool gel, máscaras, luvas e sabão) e de equipamentos de proteção de qualidade para serem distribuídos aos profissionais de saúde.

Fiscalizaremos e cobraremos uma atuação coerente do Poder Executivo por intermédio de nossos mandatos, de nossas direções partidárias e de toda à militância do PSOL, colocando sempre a vida do povo em primeiro lugar.

Recife, 27 de Março de 2020

Direção Estadual do PSOL Pernambuco

FOLHA DE SÃO PAULO - Bolsonaro é ignorado por governadores

Imagem

quinta-feira, 26 de março de 2020

Alepe amplia prazo para emendas contra o coronavírus. Deputados já destinaram mais de R$ 30 milhões



Diante do agravamento da pandemia pela Covid-19, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) decidiu ampliar, para a próxima segunda-feira (30), o prazo estabelecido pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para que os deputados estaduais destinem suas emendas a ações de combate ao novo coronavírus. Até o momento, mais de R$ 30 milhões das emendas já foram destinadas, dentro das reservas dos parlamentares. 

O novo prazo será até o meio-dia de segunda (30), permitindo que os deputados tenham uma margem maior para definir os remanejamentos de suas cotas, o que sinaliza que esse valor deve aumentar.

As ações estão sendo coordenadas pela Comissão de Finanças, Orçamento e Tributação (CFOT) com o apoio da presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco. A cota parlamentar é uma disponibilidade de recursos, dentro da Lei Orçamentária Anual (LOA), que os deputados estaduais têm direito de indicar onde será empregada. Desde 2013, a execução das emendas ganhou status impositivo.

Cada deputado dispõe de até R$ 1,88 milhão que podem ser destinadas a ações executadas pelo governo do estado, pelas prefeituras, organizações sociais e fundações. Diante das necessidades surgidas no enfrentamento ao coronavírus, a Alepe entendeu que a prioridade, hoje, é fortalecer o orçamento da Saúde.

A ampliação do prazo se deu a pedido de vários parlamentares, que continuam mantendo diálogo com os prefeitos para articulação da liberação e recebimento de emendas destinadas para a área de saúde, importante reforço ao enfrentamento da pandemia. A Casa Civil do Governo do Estado também fez apelo para prorrogação do prazo.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Pernambuco já registrou a primeira morte causada pelo novo coronavírus e tem 46 casos confirmados de infecção, distribuídos em seis municípios, além de cinco casos de cura.

O presidente da Comissão de Finanças da Alepe, deputado Lucas Ramos (PSB), esclarece que a destinação dos recursos está sendo feita em sintonia com as necessidades dos 184 municípios pernambucanos.

“Está sendo feito um trabalho de escuta permanente com os gestores, para que a gente compreenda as necessidades e faça a destinação mais precisa da emenda”, esclarece. Os recursos estão sendo empregados na aquisição de equipamentos e insumos hospitalares.

Para o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP), essa mobilização é fundamental para o andamento das ações de enfrentamento ao coronavírus no Estado.

“A situação excepcional exige medidas excepcionais. A grande necessidade do povo pernambucano, hoje, é o reforço no atendimento, na testagem dos casos suspeitos e na disponibilidade de leitos para atender casos graves. Isso precisa de recursos para acontecer. E se nós temos a capacidade de contribuir para o caixa do governo, vamos dar o máximo para que Pernambuco esteja forte pra enfrentar essa luta”, afirma o presidente.

Novos serviços do Governo do Estado já estão disponíveis na plataforma PE Cidadão

Através do site www.pecidadao.pe.gov.br ou do aplicativo PE Cidadão a população pernambucana poderá obter diversas informações, inclusive orientações a respeito do coronavírus



Com a finalidade de facilitar a vida dos cidadãos pernambucanos, e agora diante da pandemia do corona vírus, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Administração do Estado de Pernambuco (SAD), com a gestão técnica da Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI), divulga a Plataforma PE Cidadão, incluindo versão mobile para IOS e Android. Com isso, através do endereço www.pecidado.pe.gov.br, o cidadão poderá entrar no Portal de Serviços do Governo do Estado e realizar vários serviços sem precisar sair de casa. Basta clicar no ícone que deseja o serviço.

O cidadão pode baixar pelo celular o aplicativo PE Cidadão e ter acesso aos serviços.

ATENDE EM CASA

Como forma de monitorar o Covid-19, o Governo do Estado disponibilizou o aplicativo denominado “Atende em Casa”. O App, desenvolvido por startups pernambucanas em parceria com a Prefeitura do Recife, está hospedado no site PE Cidadão e auxilia na triagem de possíveis casos de coronavírus no estado. Qualquer cidadão poderá interagir com um aplicativo mobile informando seus sintomas. Em casos de suspeita, um médico fará o atendimento por meio de teletriagem para decidir se o paciente fica em quarentena ou é dirigido para um hospital próximo da sua residência.

A evolução dos casos de suspeita será acompanhada por médicos em tempo real, sendo filtradas por localidade ou por histórico de relatos de casos. A aplicação também auxiliará os médicos, com informações de locais de atendimento mais próximos dos pacientes. Os dados coletados dos pacientes servirão para o acompanhamento do COVID-19. O aplicativo também mostrará um painel de informações em tempo real do avanço do vírus por localidade*.

FALTOU AQUI

O Governo de Pernambuco também lançou o aplicativo chamado “FALTOU AQUI” dentro do PE Cidadão, como iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDEC), desenvolvido pela ATI. Nele, o cidadão poderá informar ao Governo se na sua localidade estão faltando alimentos, medicamentos, produtos de higiene/limpeza e hortifruti nos estabelecimentos comerciais próximos à sua residência. Este aplicativo estará disponível à população a partir desta sexta-feira (27)

Para isso, o Governo de Pernambuco vem mantendo um grupo de prontidão para não deixar faltar nenhum item essencial à população durante esse período de enfrentamento (COVID-19). As equipes mantém contato com as redes de fornecedores para providenciar a reposição desses produtos o mais rápido possível.

ALERTA CELULAR

Além disso, está à disposição da população o Alerta Celular, onde o cidadão poderá cadastrar seu aparelho celular para facilitar a sua recuperação, em caso de roubo ou furto, e quando recuperado os cidadãos serão avisados por e-mail ou whatsapp.

A secretária de Administração, Marília Lins, destaca a importância de uma plataforma digital do Governo, principalmente nesta época do novo coronavírus. “Neste momento de proliferação do vírus é preciso estarmos municiados de informações corretas e precisas para orientar e proteger a população pernambucana. A plataforma do PE Cidadão é uma excelente ferramenta no combate ao Covid-19”, atestou a titular da pasta.

“Diante da pandemia do coronavírus torna-se mais urgente a oferta dos serviços virtuais à população. O aplicativo Mobile do governo concentra os serviços digitais prestados pela administração pública estadual. Isso evita que a população saia de casa em busca de serviços e informações, já que temos que obedecer à determinação do isolamento social por conta da Covid 19”, explica a presidente da ATI, Ila Carrazzone.

“A plataforma PE Cidadão consolida informações precisas, corretas e desenhadas para o uso dos serviços pela população, e a cada dia mais, serviços digitais de diversas secretarias convergem para esta plataforma, facilitando de forma crescente a vida da população”, pontua o superintendente de modernização governamental, Ricardo Melo.

MÚSICA AUTORAL / Primeiro disco de Alexandre Revoredo chega às plataformas digitais

Trabalho primoroso contou com incentivo do Funcultura, através da Fundarpe, Secretaria de Cultura e Governo de Pernambuco


O multi artista natural de Garanhuns lança álbum de estreia, com 11 faixas autorais e inéditas. O disco conta com incentivo do Funcultura e será lançado em formato digital nesta sexta (27/03), celebrando sua trajetória artística. O álbum pode ser ouvido nas plataformas digitais como Spotify, Deezer, YouTube, iTunes, Google Play, Apple Music.

Cantor, compositor, instrumentista, poeta, escritor...São muitas as faces de Alexandre Revoredo, um dos expoentes da arte no Agreste pernambucano, que há 15 anos desenvolve trabalhos entre música, teatro e literatura.

A produção musical da obra é assinada por Juliano Holanda e traz composições de Revoredo junto a parceiros de estrada como PC Silva, Kleber Albuquerque, Marcelino Freire, Martins, Nilson Carvalho, Marcello Rangel e o próprio Holanda. Com repertório vasto e anos de palco, o multi artista traz um recorte de canções que celebra sua trajetória de vida. O trabalho, feito à muitas mãos, revela a essência do artista e seu modo de fazer arte, focado no primor da composição e no lirismo entre a poesia e a canção.

Nas letras e versos, as músicas abordam o amor, a saudade, o sagrado, a natureza, a existência... Temas universais que inspiram e tocam pessoas para além dos regionalismos.

As melodias trazem sutilezas e requintes, com riqueza de instrumentos e harmonias, que casam com a voz suave de Revoredo. O disco traz ainda participações especiais de Rubi, Stephany Metódio, Gabi da Pele Preta, Antônio Marinho e Jr. Black.

O disco “Revoredo” foi realizado com incentivo do Funcultura, através da Fundarpe, Secretaria de Cultura e Governo de Pernambuco.

Após o lançamento digital, o disco também estará disponível para distribuição física, e o show de lançamento está com data a definir. O disco foi prensado em CD com capa e encartes em edição de luxo, contando com belíssimo trabalho de design e direção de arte.

Interessados podem adquirir o disco em versão física através do perfil do artista no Instagram – @revoredo_oficial.

+ SOBRE O ARTISTA – Alexandre Revoredo é um artista garanhuense que tem se destacado em Pernambuco através de seu trabalho com música e literatura. Além de ser atuante como compositor e poeta, é produtor cultural e gestor do espaço Aldeia Tear, tendo ajudado a promover arte e cultura em Garanhuns através de iniciativas como o Studio Tear e a Mostra Mundaú de Canções. Nos últimos anos, participa de shows por todo o Estado, com repertório autoral e junto a compositores e artistas da cena autoral contemporânea. Foi o primeiro artista do Agreste Meridional a aprovar a gravação de um disco através do edital Funcultura.


Sigam o artista nas redes:
Insta: @Revoredo_oficial
YouTube: Revoredo Oficial
Face: AlexandreRevoredoArt

Processo Seletivo para Hospital Universitário Oswaldo Cruz oferece 670 vagas

Interessados têm até sábado (28/03) para realizarem suas inscrições



Estão abertas as inscrições para o processo que selecionará 670 profissionais de saúde para atuar no complexo hospitalar da Universidade de Pernambuco (UPE). Os interessados têm somente até o próximo sábado (28/03) para efetivarem suas inscrições no site (www.upenet.com.br). Segundo o Governo de Pernambuco, os profissionais serão utilizados no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), centro de referência em Pernambuco para o atendimento de casos da Covid-19.

Estão sendo oferecidas vagas para os seguintes cargos: Enfermeiros, nutricionistas, farmacêuticos, biomédicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos intensivistas, clínicos, infectologistas e pediatras, além de técnicos em enfermagem e flebotomistas.

As inscrições gratuitas são feitas, exclusivamente, pelo site www.upenet.com.br

O processo seletivo será realizado em uma única etapa eliminatória e classificatória em avaliação curricular, com validade de 12 meses, podendo ser prorrogável por igual período. A convocação para as contratações será através de publicação no Diário Oficial do Estado e através de e-mail dirigido ao endereço eletrônico constante na ficha de inscrição do candidato classificado.

O resultado final será divulgado no dia 04 de abril. O certame, executado pela Universidade de Pernambuco - UPE, está regido por meio do Decreto N° 48.840 assinado pelo governador Paulo Câmara e pela Portaria Conjunta SAD/UPE Nº 036, de 24 de março de 2020.

O Complexo Hospitalar da UPE é composto pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), pelo Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) e pelo Pronto Socorro Cardiológico Universitário (Procape). O candidato que não atender à convocação para a sua contratação, no prazo máximo de três dias úteis, juntamente com a apresentação dos documentos para a comprovação dos requisitos para a contratação, citados no Edital, será considerado desistente, sendo automaticamente excluído do processo seletivo simplificado e será imediatamente convocado outro candidato, respeitadas a classificação geral dos candidatos aprovados.
Foto: Aluísio Moreira /SEI

Governo de Pernambuco entrega equipamentos de Proteção Individual ao Hospital Oswaldo Cruz

Unidade hospitalar recebe máscaras, luvas, avental e outros itens de proteção para os profissionais de saúde



O Governo de Pernambuco entregou na tarde desta quarta-feira (25/03), ao Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), centro de referência em Pernambuco para o atendimento de casos da Covid-19, Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para serem utilizados por profissionais da unidade hospitalar que estão trabalhando no combate ao coronavírus. O lote entregue é composto por toucas, luvas cirúrgicas, máscaras hospitalares, aventais e outros itens de proteção.

“De acordo com todos os nossos protocolos de assistência de segurança, nós vamos distribuindo os insumos dentro do hospital para que possamos garantir tanto a qualidade da assistência, como a proteção dos nossos servidores que estão na linha de frente” ressaltou a diretora do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, Isabel Avelar.

A diretora também destacou que o Governo do Estado vai reforçar o quadro de profissionais de saúde do hospital. “O governador Paulo Câmara tem apoiado bastante, junto com a Secretaria de Saúde do Estado, não só em material, mas também na contratação da seleção simplificada para suprir todas as necessidades dos 68 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e mais 100 leitos que nós estamos montando para o atendimento da Covid-19. Esse apoio nos dá uma tranquilidade de dizer a população que o material necessário ao tratamento não vai faltar”, afirmou.

Fotos: Ivison Gambarra /SEI

O GLOBO / Governadores ignoram e isolam Bolsonaro depois de pronunciamento

Bolsonaro discute com Dória, e governadores reagem às críticas do presidente. Instituições de saúde e municípios continuam seguindo as determinações dos governadores




O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro desencadeou uma crise pública entre o Palácio do Planalto e os governadores do país. Pela manhã, Bolsonaro acusou os chefes do Executivo nos estados de fazer “demagogia barata” com a adoção de medidas restritivas contra a pandemia de coronavírus. Em seguida, trocou acusações com o governador de São Paulo , João Doria, em videoconferência que incluiu Wilson Witzel (Rio de Janeiro), Romeu Zema (Minas Gerais) e Renato Casagrande (Espírito Santo). À tarde, governadores debateram a crise política. Líderes dos nove estados do Nordeste anunciaram que vão manter as medidas e cobraram a liderança de Bolsonaro.

O que foi dito: Bolsonaro defendeu a adoção de “isolamento vertical”, em que apenas os idosos ficam confinados, projetou caos econômico e disse que há riscos de o país pode “sair da normalidade democrática”. Nos bastidores. a equipe econômica trabalha com projeções de encerramento gradual da quarentena a partir de 7 de abril.

Reação: o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, declarou rompimento com Bolsonaro. Witzel disse que o teor do pronunciamento “não encontra eco na sociedade”. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, sugeriu que Bolsonaro mudou de postura por pressão de investidores da Bolsa de Valores. No Congresso, parlamentares reagiram com críticas ao presidente. Em contrapartida, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, anunciou que vai reabrir lojas de material de construção e de conveniência em postos de gasolina.

Em paralelo: o ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) alinhou o tom com o presidente e chegou a chamar a Covid-19 de “virose”. Na contramão de Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que a posição do governo é a defesa do isolamento social — ele fez sinal de reprovação quando Bolsonaro criticou Doria ( assista ao vídeo).

Repercussão internacional: o pronunciamento de Bolsonaro foi manchete na imprensa estrangeira. Jornais de diversos países apontaram que Bolsonaro se isolou politicamente ao rejeitar medidas de prevenção à pandemia. Questionado sobre as declarações, o comando da Organização Mundial da Saúde reforçou pedido para que as pessoas fiquem em casa.

Memória: há um mês, quando a Itália registrava 17 mortos, o primeiro-ministro Giuseppe Conte, preocupado com a economia, contestou o fechamento de escolas e do comércio. Estabelecimentos comerciais voltaram a abrir. Quando as mortes começaram a subir, o governo decretou quarentena obrigatória. Era tarde: o país se tornou o epicentro da pandemia e já tem 7.500 mortos, o dobro da China. Conte pediu, hoje, que todos os países sejam rigorosos contra a Covid-19.


DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.