DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Começa campanha de vacinação contra a febre aftosa. SAIBA MAIS!



A partir deste 1º de maio os produtores pernambucanos devem vacinar todo o rebanho bovino e bubalino contra a febre aftosa. A primeira etapa da campanha de vacinação contra a doença segue até o dia 31 de maio. Mesmo com o status de área livre de febre aftosa com vacinação é preciso continuar protegendo os animais da doença. A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado - Adagro deve imunizar mais de 90% do rebanho pernambucano, que hoje é de 1,9 milhões de bovinos. 

O produtor deverá adquirir a vacina nas casas agropecuárias e declarar a vacinação nos escritórios da Adagro. O frasco com 10 doses custa em média R$ 13,50. A vacina deve ser conservada em gelo e para evitar o estresse dos animais, deverá ser aplicada nas horas mais frias do dia, pela manhã ou no fim da tarde, animais recém-nascidos também devem ser imunizados. “ o criador que não vacina fica impedido de tirar a GTA e não pode se cadastrar em programas do Governo, além de pagar multa de no mínimo R$ 60,00” declarou a Diretora Presidente da Adagro, Erivânia Camelo.

É importante que na hora da declaração o produtor, faça sua atualização cadastral, inclusive com o detalhamento do seu rebanho por sexo e idade. Este ano Pernambuco completa 20 anos sem registro da doença. 

Febre Aftosa- A febre aftosa é uma doença viral altamente infeciosa que acomete os animais que possuem casco fendido. Sua ocorrência representa veto a mercados importantes e, consequentemente, prejuízos econômicos para o setor, por isso a importância de proteger o rebanho da doença por meio da vacinação.

ENQUETE: Pode surgir um nome novo para vencer a eleição da presidente em 2018?




Lula, Bolsonaro, Marina, Aécio, Alckmin, Luciana e Ciro... O futuro presidente será um desses?
Sim. Os nomes para 2018 são esses aí mesmo!
Não. Acho que vai aparecer um outro nome, a exemplo de João Dória e Luciano Huck

O pobre também tem sua vez! Há 25 anos morria José Cardoso, o homem do povo!

Em 30 de abril de 1992, silenciava uma das vozes mais importantes da história de Garanhuns, e pela sua participação política, de Pernambuco.

José Cardoso da Silva, homem simples, do povo, dono de um poder com as palavras e de versá-las em público que fazia de seus discursos verdadeiras festas populares, cativando as massas, e melhor, com o conteúdo de quem lutou contra a ditadura e se posicionou sempre ao lado da justiça e da liberdade.

Deputado em duas legislaturas estaduais, José Cardoso representou Garanhuns na Assembleia, de 1962 a 1964, quando foi cassado pelo governo militar, voltando depois em 1987, quando na época suplente da eleição de 1986, assumiu no lugar de Sérgio Guerra, quando Miguel Arraes nomeou o então aliado Secretário de Estado. José Cardoso foi também vereador, e foi direto da Câmara de Garanhuns que ele se elegeu deputado em seu primeiro mandato, numa votação nunca vista na história do município, sendo a maior do interior do estado, e a maior em termos proporcionais em Pernambuco.

Foi fundador do PDT, junto a Leonel Brizola, numa época em que a ideologia e o esquerdismo ainda mapeavam a política nacional, onde de um lado estavam os que lutavam pela liberdade de expressão e a democracia, e no outro, ainda pairavam os defensores do regime militar. Tempos difíceis para todos que militavam contra os poderosos.

Cabe registrar a infeliz coincidência de Garanhuns perder no mesmo ano, dois importantes nomes da nossa política, um mês antes de José Cardoso, o Brasil perdia a guerreira Cristina Tavares. Um símbolo em vários segmentos onde atuou, e é triste saber que ainda lhe falta uma grande e justa homenagem na Cidade das Flores.

Era dos pobres que José Cardoso gostava. Sua vida sempre foi entre seus eleitores e sua família, aliás, foi casado três vezes, e de suas companheiras nasceram onze filhos. Quatro do primeiro casamento, três do segundo e outros quatro do terceiro, que foi com a ex-vereadora Margarida Cardoso, mãe de Lucimar, Luciana, Lincoln e Lúcio.

Do primeiro casamento, José Cardoso tem os filhos Rogério Cardoso, diretor do Jornal A Gazeta, Roberto Cardoso (que chegou a ser candidato a vice-prefeito. infelizmente Roberto faleceu há uns anos) e José Cardoso Filho, que atua na Polícia Rodoviária Federal. São também filhos de José Cardoso: Ricardo (do primeiro casamento), e Sandra Lucélia, Lúcia e Luciene, do segundo.

José Cardoso trabalhou bastante, e fez quase de tudo em Garanhuns, de dono de bar a radialista, conquistando a simpatia de sua gente, até que se elegeu vereador em 1959. Três anos depois sairia eleito deputado com uma votação consagradora. Não tinha estudo, não terminou nem o primeiro grau, mas impressionava pelo seu conhecimento e sua caligrafia que chamava a atenção de todos, principalmente a quem sabia de sua pouca formação.

O filho Roberto Cardoso e o grande amigo Rossini Moura
José Cardoso da Silva morreu sem realizar um sonho, governar Garanhuns, e quis o destino que sua morte ocorresse a poucos meses da eleição, e naquele momento, tinha a preferência do eleitorado e as pesquisas apontavam sua vitória.


Em 1992 a campanha estaria polarizada. De um lado, a continuidade da gestão de Ivo Amaral era o deputado federal José Tinoco, que mesmo tendo divergências com o prefeito da época, atuava no mesmo campo da antiga direita. Do outro, os partidos de oposição marchariam com Givaldo Calado, mas havia um sentimento público de forte rejeição às opções da época, e era aí que entraria José Cardoso, arregimentando votos dos dois lados, e tornando-se o candidato mais forte para a eleição. Mas não viveu para se eleger. A continuidade de um projeto de terceira via teve prosseguimento com Bartolomeu Quidute, que venceu a campanha meses depois.

José Cardoso era tricolor em Recife e Setembrino em Garanhuns, gostava de ouvir jogos no rádio e deixou muitas amizades mesmo no campo adversário de suas campanhas políticas, como o ex-prefeito Ivo Amaral. Seu féretro foi seguido por milhares de pessoas, comparado anos depois ao do radialista Aluízio Alves. Em sua grande maioria, pessoas simples da periferia, que davam adeus ao seu amigo. Pessoas que tinham acesso fácil a José Cardoso.

Margarida Cardoso se elegeu vereadora em Garanhuns
Na Assembleia Legislativa, José Cardoso fez de sua atuação um canal para trazer investimentos para Garanhuns, que garantissem emprego e renda para os jovens, e uma das ações, documentadas e guardadas como tesouro por seus filhos, principalmente Lincoln e Lúcio, que entraram em contato com o blog na época, foi a vinda para Garanhuns da Refinações de Milho Brasil, que ainda hoje, como a Unilever, emprega centenas de conterrâneos.

Morreu sem patrimônio, muitas vezes sem ter uma casa para morar, dividia com os pobres o pouco que conquistou na política, na maioria das vezes bancando suas campanhas e de seus correligionários, mas morreu reconhecido por sua gente, que viu naquele homem mais que um representante político, alguém que fez de sua vida uma ode ao serviço público e aos ideais de uma vida voltada à dignidade e liberdade.

Morreu o homem do povo!

HOMENAGENS A JOSÉ CARDOSO

PE – 177 – Rodovia Deputado José Cardoso da Silva – Autoria Deputado Marcantônio Dourado

CEAGA Vereador José Cardoso da Silva – Autoria: Vereador Paulo Gomes

Sala de Imprensa da Câmara Municipal – Autoria: Vereador Sivaldo Albino

Rua José Cardoso da Silva – Parque Fênix.
.
Imagens e outras informações, acervo da família, através do amigo Lúcio Cardoso.
Publicado originalmente em 30/04/2012. Atualizado em 01/05/2017

Garanhuns tem novo Delegado Regional

Dr. Luiz Bernardo, novo delegado Regional da 18ª DESEC, em Garanhuns


Na próxima quarta-feira (03/05), às 10h, a 18ª DESEC em Garanhuns, responsável por 20 cidades do Agreste pernambucano, terá troca de comando. A solenidade acontece no auditório da CODEAM, no bairro da Brasília.

O atual delegado Dr. José Flávio Pessoa passará o comando da Regional para Dr. Luiz Bernardo (foto) que atualmente está exercendo suas funções em Caruaru.

Com informações do blog Agreste Violento

MENSAGEM 1º de Maio - Dia do Trabalho ou do Trabalhador?



Um não existe sem o outro, mas não são a mesma coisa. A confusão existe e se comemora os dois juntos, mas aspectos deixam claro que Trabalho e Trabalhador nem sempre podem ser comemorado juntos. O Trabalho já existia, mas as conquistas trabalhistas vieram das lutas, e por isto este dia, com Estados Unidos e França, depois se espalhando por outros paíes.

O Trabalho é comemorado, seja ele formal ou informal, e este deve ser combatido em sua essência, para que se garantam direitos trabalhistas e previdenciários a quem trabalha.

Outras questões como jornada de trabalho, luta por melhores condições de segurança, planos de cargos e carreiras, entre outros, são inerente da condição de trabalhador. Principalmente agora, quando o Governo Temer está buscando intensamente a reforma da legislação trabalhista.

Cada vez mais o que antes era apenas comemoração e festa vai ganhando as ruas por direitos, com eventos mais políticos que festivos, colocando nas pautas dos meios de comunicação para chegar ao Governo Federal e ao Congresso Nacional as demandas provenientes da classe trabalhadora.

Por isto é importante separar, principalmente em um momento que os trabalhadores veem avançar o projeto da terceirização, que precariza as relações de trabalho do empregador com o empregado.

Esta confusão entre Dia do Trabalho ou do Trabalhador está nos principais sites do país, cada um tratando o 1º de Maio desta ou da outra forma. Podem procurar nas principais agendas do Brasil que verão das duas formas. Na prática, as duas estão certas, apesar das diferenças.

Perguntamos aos nossos e-leitores, em uma enquete há dois anos,  tivemos o seguinte resultado:

Para você, o 1º de Maio é o...

Dia do Trabalho 31 (31%)
Dia do Trabalhador 68 (69%)

Multicampi Garanhuns da UPE realiza Encontro de Estudantes



A Universidade de Pernambuco – UPE- Multicampi Garanhuns, promoverá nos dias 26, 27 e 28 de maio, o I Encontro de Estudantes do Multicampi da UPE – I EMUPE. O encontro será um espaço de integração entre os estudantes dos diversos cursos dos campus de Arcoverde, Caruaru, Garanhuns, Salgueiro e Serra Talhada, que juntos fazem o multicampi. 

O evento contará com temas atuais e de grande importância para estudantes dos diferentes cursos, proporcionando a integração de saberes, culturas, vivências e artes. Através de grupos de trabalho, oficinas e outras dinâmicas, o objetivo é levar os estudantes para comunidades, instituições e outros espaços que possibilitem a integração e transformação das realidades, além de promover espaços para análise crítica de conjuntura por parte dos estudantes.

O EMUPE também possibilitará aos estudantes o desenvolvimento de dons artísticos, sendo um espaço de aprendizagem de uma nova atividade ou aprimoramento, como por exemplo fotografia, teatro, canto, entre outras.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.