GOVERNO DO ESTADO

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

BOA NOTÍCIA / Programa Boa Visão retoma atividades na V Regional de Saúde



Boa notícia para a comunidade da Rede Pública Estadual de ensino e seus familiares. O Programa Boa Visão retornou os atendimentos, no último mês de agosto, para os municípios que fazem parte da V Regional de Saúde, com sede em Garanhuns, no Agreste Meridional. O PBV oferece consultas oftalmológicas com especialistas para os alunos que apresentam alguma queixa ocular.

Os estudantes passam pelo atendimento médico na Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE), em Garanhuns, e se for necessário, após as consultas, realizam exames complementares e podem receber os óculos feitos pelo Laboratório Farmacêutico de Pernambuco (Lafepe). A iniciativa é uma parceria entre as secretarias estaduais de Saúde (SES-PE) e Educação (SEE-PE), e o LAFEPE. O objetivo é melhorar o desempenho em sala de aula e também a qualidade de vida destes estudantes. O impacto é sentido também no orçamento das famílias, que não precisam custear nada, desde a consulta, passando pelos exames nem a aquisição dos óculos.

Segundo Mayra Ramos, diretora de Políticas Estratégicas Transversais da SES-PE, a triagem dos alunos é realizada no próprio ambiente escolar pelos professores e servidores das escolas, que são capacitados e recebem informações sobre os principais agravos que acometem a visão, aliás, professores e demais profissionais do ambiente escolar também são beneficiados pelo programa.

John Pontes, do Programa Boa Visão, da V GERES, acompanha os números diariamente: “Neste início de setembro já foram feitas consultas e exames como tonometria, fundoscopia para identificação de erros de refração, miopia, hipermetropia, astigmatismo e, neste curto período de tempo, já foram solicitados mais de 20 pares de óculos, que estão sendo produzidos pelo LAFEPE", informa o profissional.

Paulo Câmara é homenageado durante comemorações dos 130 anos da Usina Cucaú




O governador Paulo Câmara foi homenageado, na manhã desta segunda-feira (20.09), durante cerimônia comemorativa dos 130 anos de funcionamento da Usina Cucaú, localizada no município de Rio Formoso, na Mata Sul do Estado. O governador foi agraciado com uma medalha e diploma referentes à celebração, no evento que reuniu representantes do setor político, empresarial e jurídico e também marcou o início do período de moagem de cana da safra 2021/2022.

“A Usina Cucaú tem cumprido um papel muito importante. São 130 anos de atividade, sempre se adaptando aos novos tempos e ajudando a gerar emprego e renda na região, sobretudo em um momento tão difícil que passa o nosso País. Estaremos sempre atentos, conversando e verificando parcerias possíveis de serem feitas com o setor para avançar, melhorar e garantir cada vez mais condições de a indústria sucroenergética criar inovações que protejam principalmente o meio ambiente”, destacou Paulo Câmara.

Em seu discurso, o presidente da Usina Cucaú, Eduardo de Queiroz Monteiro, ressaltou o caráter emblemático da data. “Estamos celebrando o aniversário de uma empresa secular. Ao longo de 130 anos, ela nunca teve seu processo industrial interrompido, e já se prepara pra moer de novo”, afirmou.

Estiveram presentes à cerimônia os secretários estaduais José Neto (Casa Civil) e Décio Padilha (Fazenda); o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Eriberto Medeiros; o procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto de Freitas; o prefeito do Recife, João Campos; além do senador Fernando Bezerra Coelho e deputados federais e estaduais.

HISTÓRIA – Erguida nas terras de um antigo engenho, em 1981, a Usina Cucaú ganhou impulso em 1943, quando o empresário Armando de Queiroz Monteiro adquiriu a empresa. A partir de 2000, o controle acionário passou ao empresário Eduardo de Queiroz Monteiro, presidente do Grupo EQM, e a usina se modernizou ainda mais, expandindo sua produção, gerando empregos e criando projetos e ações que valorizam a preservação ambiental e o desenvolvimento social.

Boletim Covid-19 – 19/09/2021 | Prefeitura de Garanhuns

 


A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, informa que foi notificado um caso de Covid-19 neste domingo (19). Mais uma pessoa está recuperada, após cumprir o período de isolamento, e não apresentar mais sintomas da doença. Um total de sete óbitos estão em investigação.

Até hoje, 152.447 doses da vacina contra a Covid-19 foram aplicadas em Garanhuns. Deste total, 91.279 foram primeiras doses, 49.225 segundas doses, e outras 11.943 doses únicas.

Ao todo, já foram confirmados 14.505 casos da Covid-19 em Garanhuns. Deste total, 296 pessoas vieram a óbito, 14.138 estão recuperadas após cumprir o período de isolamento domiciliar e não apresentar mais sintomas; e 18 pessoas que foram confirmadas com a Covid-19 estão em monitoramento. Já foram realizados 18506 testes pela rede municipal.

Atualmente, Garanhuns conta com 58 leitos clínicos de enfermaria, entre leitos municipais e estaduais. Sendo 22 destes na Unidade de Tratamento Covid-19, 18 na Unidade Covid-19 Palmira Sales e 18 no Hospital Regional Dom Moura. Os leitos clínicos de enfermaria estão com 09% de ocupação.

O município conta ainda com 40 leitos de UTI; considerando os 10 leitos na Unidade de Tratamento Covid-19, 10 leitos no Hospital Regional Dom Moura e 20 leitos no Hospital Perpétuo Socorro. A taxa de ocupação dos leitos de UTI está atualmente em 02% da capacidade.

 

Números atualizados Covid-19

 



Até o momento, a pandemia do novo coronavírus já deixou 228.595.281 contaminados e 4.693.036 mortos no mundo. No Brasil são 21.239.783 contaminados e 590.752 mortos. Os dados são da Universidade Johns Hopkins.

O número de doses de vacina aplicadas no planeta chegou a 5,95 bilhões. No Brasil são 222.057.814 de unidades administradas. Os dados são da Bloomberg (mundial) e de VEJA (nacional).

Gestão de Ricardo Barros na Saúde distribuiu 14 mi de testes vetados para dengue, zika e chikungunya

 


Entre os anos de 2016 e 2018, o Ministério da Saúde distribuiu ao menos 14 milhões de testes para detecção de dengue, zika e chikungunya de lotes cujas amostras foram posteriormente reprovadas em análises do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), da Fiocruz. O prejuízo do governo é de aproximadamente R$ 402 milhões.

Apesar de a análise confirmando que os produtos apresentavam "resultados insatisfatórios" ter sido realizada em 2018, os testes começaram a ser recolhidos somente em julho deste ano, escreve hoje no UOL o repórter Alexandre Santos.

Conforme o UOL apurou, a diretoria do laboratório iniciou o processo de coleta dos testes que ainda estavam armazenados nas secretarias estaduais e municipais de saúde em julho deste ano. Para isso, está licitando a contratação de empresas especializadas nesse tipo de transporte.

Documentos oficiais mostram que a pasta federal comprou e distribuiu os testes durante a gestão de Ricardo Barros como ministro da Saúde (de 12 de maio de 2016 a 2 de abril de 2018), no governo Michel Temer (MDB). Hoje, Barros (PP-PR) é deputado federal, líder do governo Bolsonaro na Câmara, e está na mira da CPI da Covid.



Procurado pela reportagem, Barros afirmou que a avaliação feita pelo INCQS se refere a lotes utilizados para controle epidemiológico um ano após a sua saída da pasta, que ocupou até abril de 2018.

Secretaria da Mulher realiza mais uma roda de conversa em Garanhuns




A Secretaria da Mulher, a convite da Associação Sabino Inácio, realizou uma roda de conversa sobre o bem-estar emocional, físico e profissional da mulher. O momento aconteceu na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na unidade da Boa Vista, e contou com a explanação das técnicas da pasta, da secretária da Mulher de Garanhuns, Betânia Monteiro e a participação da coordenadora da Mulher do Agreste Meridional, Ana Lúcia Pais.

Preocupada em sempre levar informações às mulheres de diversas comunidades e instituições, A SeMulher cumpre o seu papel ao orientar sobre questões jurídicas, psicológicas e sociais: “Quando recebemos o convite da Associação, de pronto organizamos as pautas necessárias para conversar com as integrantes da Igreja. Diante de cenários ainda tão difíceis para as mulheres na sociedade, as rodas de conversa têm o intuito de quebrar paradigmas e provar que o lugar da mulher vai muito além do que nos é imposto. Estamos muito felizes em fazer parte dessa desconstrução”, reforça Betânia Monteiro.

Além da secretária e coordenadora do Agreste Meridional, outras servidoras da SecMulher levaram orientações diversas a respeito dos direitos femininos, os serviços da Secretaria e sobre a rede de apoio existente na região. Em Garanhuns, a pasta segue realizando rodas de conversa a convite, ou por iniciativa própria, em todas as comunidades do município.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.