DESTAQUES DO BLOG

DR. ELENÍLSON LIBERATO

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Claudiano Filho leva a Paulo Câmara pedidos importantes para os pequenos produtores junto ao governo



O Deputado Claudiano Filho esteve reunido com o governador Paulo Câmara para reforçar solicitações encaminhadas anteriormente. Na pauta do encontro que aconteceu na quinta-feira (31), pela manhã, no Palácio das Princesas, tiveram destaque três demandas de relevância para o estado, especialmente para os produtores rurais.

Claudiano Filho conversou com Paulo Câmara sobre a isenção da taxa de aquisição da CNH para trabalhadores rurais e pequenos agricultores que tenham Declaração de Aptdão ao Pronaf (DAP). O governador sinalizou o encaminhamento da demanda para o Detran/PE com o objetivo de vê a possibilidade de conceder o benefício. Segundo o deputado, em Pernambuco tem aproximadamente 300 mil agricultores que possuem o DAP.

Outra demanda de destaque apresentada foi a regulamentação da Lei 15.607/2015 de autoria de Claudiano Filho onde estabelece regras para que pequenas fábricas de queijo possam se estabelecer e entrar no mercado formal. Além disso, o deputado também solicitou que o governador estude junto às secretarias da fazenda e da agricultura uma desburocratização da inscrição estadual do produtor rural, sendo esta um entrave que dificulta demasiadamente o acesso dos pequenos produtores ao mercado formal.

A terceira solicitação do deputado foi relativa ao Centro Tecnológico Instituto de Laticínios - ITEP que hoje encontra-se fechado. Claudiano pediu ao governador que estudasse a reativação do Centro, uma vez que ele é captador de grande número de mão-de-obra, o que causaria impacto positivo na economia do interior do estado, especialmente do agreste.

A defesa da Chesf é mais um ato de resistência de Pernambuco



O deputado federal Tadeu Alencar (PSB) lembrou durante pronunciamento no ato de funcionários e da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf, realizado no Recife nesta sexta-feira (01), que a bancada federal pernambucana tem se unido contra uma agenda do Governo Federal que prejudica o Estado.

“Há menos de quinze dias, conseguimos impedir uma iniciativa de claro desmonte da Hemobrás. Hoje, estamos aqui para defender este patrimônio de Pernambuco e do Nordeste, que é a Chesf. Porque todas as vezes em que o interesse de Pernambuco é colocado em jogo, os pernambucanos se unem para além dos partidos, das ideologias, dos segmentos sociais”, constatou.

Para Tadeu Alencar, a proposta de privatização da Eletrobrás reforça uma característica muito peculiar do Governo Temer, que é a do rolo compressor.

“Há uma falta de apetite para dialogar com o conjunto da sociedade brasileira sobre temas que lhe tocam diretamente. Vimos isto no debate sobre teto de gastos, sobre terceirização, reformas da previdência e trabalhista, alteração da taxa de juros do BNDES, Hemobras, e agora Eletrobrás e Chesf”, listou.

Ele avisou ainda que o Presidente Michel Temer, quando voltar da China, vai encontrar uma forte resistência ao avanço dessa medida na sociedade e no Congresso Nacional, liderada pela Frente Parlamentar em Defesa da Chesf.

Durante a reunião que teve ao lado dos outros parlamentares com o diretor-presidente da Chesf, Sinval Zaidan Gama, o parlamentar também reforçou que justificativas de má gestão, ineficiência ou baixa produtividade, não podem ter como única resposta a privatização de um bem estratégico para a economia e para a soberania do País.

“Gerenciamento ineficiente se resolve com boas práticas de gestão, boa governança. O ministério disse que fez um diagnóstico profundo para tomar este tipo de decisão, mas a própria direção da Chesf diz desconhecer quais as razões, quais motivações existem concretamente para que coloquemos em risco o sistema elétrico do País e um patrimônio dos brasileiros como o Rio São Francisco”, alertou.

Crédito da imagem: Assessoria de imprensa/Divulgação

NOTA DA PREFEITURA DE GARANHUNS SOBRE ATRASOS DE PAGAMENTOS



"Quanto ao texto divulgado a respeito das demissões da empresa Locar, é preciso informar à população que não há, nem nunca houve, intenção do Governo Municipal de prejudicar quem quer que seja, muito menos famílias de funcionários de uma empresa contratada pela Prefeitura. É de conhecimento de todos os brasileiros a situação delicada pela qual todo o país está passando e é óbvio que o município também sofra nesse sentido. 

Desde o princípio de todas as dificuldades, o Governo Municipal vem se esforçando ao máximo para que os impactos da situação econômica nacional não seja tão drástico em Garanhuns. Mas há 3 meses o município foi surpreendido com um bloqueio judicial em suas contas, decorrentes de um ação judicial referente à gestão anterior. Desde junho foram bloqueados R$ 8 milhões, dinheiro que seria para pagamento da folha da educação, e que o município teve que pagar com recursos próprios. O município também vem arcando com recursos próprios, as obrigações do Governo do Estado com Farmácia Básica e SAMU, para que esses serviços extremamente importantes para a população não parem. São mais de R$ 2,7 milhões que vêm sendo custeados pelo Município. A conta é simples, se tivemos que usar os recursos próprios para pagar conta do Governo do Estado e cumprir com a folha salarial prejudicada pelo bloqueio judicial, iria faltar em algum lugar.

Com a responsabilidade de sempre na gestão dos recursos públicos, a nossa gestão, por meio da Secretaria de Finanças está realizando uma readequação de despesas priorizando os pagamentos da folha dos servidores e a manutenção de serviços essenciais. Diante desse cenário, o contrato com a Locar será readequado para que seja possível a redução dos custos. Cremos que diante da readequação do contrato junto à Prefeitura, a empresa também terá que realizar readequações nos seus custos. Quanto aos pagamentos, é necessário antes de tudo receber as notas fiscais e as medições. A última nota fiscal entregue pela Locar à Secretaria de Finanças compete ao mês de maio e está sendo liquidada hoje (01/09). As notas e medições de junho, julho e agosto ainda não foram entregues e portanto não podem ser programadas para pagamento. Tão logo sejam entregues irão para a programação financeira.

Prefeitura Municipal de Garanhuns"

Ministério Público faz nova recomendação à Prefeitura de Correntes

Edimilson da Bahia, prefeito de Correntes

Após denúncia de que o município de Correntes não está fornecendo transporte a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que precisam de atendimentos médicos em outras cidades, o Ministério Público de Pernambuco recomendou à Prefeitura que preste o serviço, observando as normas legais pertinentes.

A recomendação veio por conta do termo de declaração de Maria Valderez da Silva Nicácio, registrado em 1º de agosto na Promotoria de Justiça de Correntes. No documento, ela informa que seu filho tem sido prejudicado em comparecer a consultas médicas no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no Recife.

O prazo para a Prefeitura de Correntes cumprir a recomendação é imediato, partindo do seu recebimento, ocorrido em 30 de agosto. No caso de recusa, serão aplicadas as medidas judiciais cabíveis.

21 Municípios do Agreste debatem Rede Materno Infantil






A V Gerência Regional de Saúde realizou nesta quarta-feira (30), o III Fórum Materno Infantil, com a participação dos 21 municípios da regional e de representantes de diversas diretorias da Secretaria Estadual de Saúde. O encontro que aconteceu durante todo o dia no auditório da GRE-Agreste Meridional, contou também com a apoiadora do Ministério da Saúde, Helga Muller, que foi a principal palestrante do encontro. 

Com o tema "Implementado Boas Práticas ao Parto e Nascimento", o Forum Materno Infantil é um espaço de troca de experiências, a partir da prática de cada município e instituições da Rede, com a finalidade de ofertar assistência humanizada e qualificada às mulheres e crianças. No horário da manhã aconteceu a solenidade de abertura e apresentação de palestras. À tarde foram apresentadas as experiências exitosas, com a premiação dos melhores trabalhos, que nesta edição chegou a 13 inscrições. 

A Gestora Regional de Saúde, Catarina Tenório, dirigiu a mesa de trabalhos, e a Diretora Geral de Gestão Regional, Luciana Figuerôa, representou o Secretário Estadual de Saúde, Dr. Iran Costa. O Forum foi realizado pela Referência em Saúde Materno Infantil da V GERES, sob coordenação da dra. Ana Cláudia Mendonça, e contou apoio das demais coordenações. Dentre as autoridades em saúde presentes, alguns destaques; Marcos Calado, Secretário Municipal de Caetés e representante regional do COSEMS; Virgínia Holanda, do Mãe Coruja Estadual; Flávia Magno, Diretora de Políticas Estratégicas da SES, e Dr. Luiz Melo, diretor do Hospital Regional Dom Moura.

Experiências Exitosas Premiadas/2017:

1º Lugar: O Município de Canhotinho trouxe o trabalho com o tema "Desmistificando o Parto", o qual foi apresentado pelas autoras, Tarsila Xavier, Amanda Cristina e Cicera Edjane, parabéns a todas pelo excelente trabalho desenvolvido.

2º Lugar: O Município de São João trouxe o tema "O Teste do Reflexo Vermelho no Cuidado Neonatal e a Promoção da Saúde Ocular, apresentado pela Coordenadora de Atenção Primária Silvia Magna, um relato de experiência com resultados que causam impacto na vida dos menores.

3º Lugar: O Município de Lajedo participou com o tema "Interação NASF x Atenção Primária: Cuidados às Gestantes, apresentado por Diana Pastor, Thiago Brito e Sheila Milene.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.