PE CONTRA O CORONAVÍRUS

sábado, 30 de maio de 2020

Palmeirina vai convocar aprovados em concurso

Recebemos um contato de aprovados do último concurso público da Prefeitura de Palmeirina, homologado em 13 de março deste ano, pedindo apoio na divulgação do grupo que pede ao prefeito Marcelo Neves a convocação de aprovados. O grupo chamado Convoca Palmeirina conseguiu inclusive uma recomendação do Ministério Público em 27 de abril pela convocação.

O grupo pede a substituição dos contratados pelos aprovados no concurso. 

Entramos em contato com a prefeitura para saber como está a situação, e soubemos que nesta segunda-feira (01/06) inicia a convocação de pessoal, neste momento para saúde e infra-estrutura.  O concurso teve inscrições até novembro. Provas em dezembro. Em março foi homologado, e vai iniciar a convocar os aprovados.

É natural que aprovados em concurso cobrem as nomeações, e esperamos que sejam chamados todos aqueles que cubram as vagas anunciadas, e também dos contratados que possam ser substituídos conforme legislação.

Seria interessante uma nota da prefeitura trazendo mais informações. Vamos ver na segunda-feira.

Ação de Bolsonaro na pandemia é reprovada por metade dos brasileiros

Metade dos brasileiros avalia como ruim ou péssima a forma como o presidente Jair Bolsonaro conduz as ações contra a pandemia, mostrou pesquisa Datafolha. A insatisfação com o Palácio do Planalto aumentou 17 pontos percentuais comparado a março. A avaliação do Ministério da Saúde, que havia chegado a 76% de aprovação, caiu para 45%. 

Aconteceu hoje: Bolsonaro condecorou parlamentares, ministros de seu governo, entre eles Abraham Weintraub (Educação), e o procurador-geral da República, Augusto Aras.

Weintraub prestou depoimento à Polícia Federal, no caso envolvendo o pedido de prisão dos integrantes do Supremo Tribunal Federal. O ministro permaneceu em silêncio.

Enquanto isso, mais da metade dos procuradores do Ministério Público Federal assinaram manifesto que defende a escolha do PGR por meio da lista tríplice. O gesto foi interpretado como um recado do descontentamento com Aras. O procurador-geral minimizou o abaixo-assinado: “Nesses termos, até eu assinaria”.

Em paralelo: a Polícia Federal afirmou ao STF que vai tomar o depoimento de Bolsonaro no inquérito que apura interferências na PF.

E o partido Rede Sustentabilidade desistiu de ação que pedia o fim do inquérito sobre fake news e ataques aos ministros do STF. Agora, a sigla defende a continuidade das investigações. Alvos da investigação estiveram com Bolsonaro no Palácio da Alvorada no último sábado.

O que foi dito: o ex-ministro Sergio Moro disse que Bolsonaro não vetou dois pontos do projeto anticrime para proteger o filho Flávio Bolsonaro

Justiça determina que fundação do governo Bolsonaro apague artigos contra Zumbi dos Palmares


A juíza federal Maria Cândida Almeida, da 9ª Vara de Justiça do Distrito Federal, deferiu, nesta sexta-feira (29), o pedido de parlamentares, determinando à Fundação Cultural Palmares a imediata retirada de artigos que desqualificam a figura de Zumbi dos Palmares do site da instituição, sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

A ação popular foi impetrada pelos deputados federais Túlio Gadêlha (PDT-PE), Benedita da Silva (PT-RJ), Áurea Carolina (PSOL-MG) e Bira do Pindaré (PSB-MA) no último dia 14 de maio.

Na decisão, a juíza concluiu que “a permanência dos artigos no sítio institucional ameaça o patrimônio histórico-cultural e viola o direito à identidade, ação e memória da comunidade negra e a sua garantia a condições adequadas para a preservação, expressão e desenvolvimento de sua identidade”.

“O perigo da demora decorre do fato de que a permanência de tais publicações reverbera o dano que vem sendo infligido ao patrimônio histórico-cultural pátrio e ao direito à identidade, ação e memória da comunidade negra, desde o 13 de maio”, diz.

No último dia 13 de maio, Camargo usou o site oficial e as redes sociais da Fundação Palmares para lançar uma campanha revisionista com a finalidade de desqualificar Zumbi dos Palmares, figura que dá nome à instituição, criada justamente para promover e preservar valores históricos e culturais da influência negra no país. Na ocasião, os parlamentares acionaram a Justiça, alegando abuso de poder e desvio de finalidade.

Governo de Pernambuco reforça estrutura da saúde no interior. Garanhuns ganha mais leitos de UTI

Enfrentamento à pandemia do novo coronavírus será intensificado com três hospitais de campanha e 38 novos leitos de UTIs nas cidades de Vitória de Santo Antão, Garanhuns, Caruaru, Serra Talhada e Goiana



O Governo de Pernambuco, por intermédio da Secretaria de Saúde, está reforçando a rede estadual exclusiva para pacientes com a Covid-19 no mês de junho, com a entrega de três hospitais de campanha que estão sendo instalados nas cidades de Caruaru, Serra Talhada e Petrolina (sedes das três macrorregionais de saúde do interior), representando um investimento de mais de R$ 4 milhões. Essa estrutura terá uma oferta total de 301 novos leitos. Mais 38 UTIs também serão entregues em municípios da Zona da Mata, Agreste e Sertão.

Em Caruaru, serão instalados 104 leitos, sendo 76 de enfermaria, 26 semi-intensivos e dois de estabilização. A unidade de Serra Talhada terá 95 leitos (72 de enfermaria, 22 semi-intensivos e um leito para estabilização). O Hospital de Campanha de Petrolina terá capacidade para 102 leitos (74 de enfermaria, 26 de tratamento semi-intensivo e duas vagas para estabilização).

Serão entregues, nos próximos dias, 38 leitos de UTIs nas cidades de Vitória de Santo Antão, Garanhuns, Caruaru, Serra Talhada e Goiana. Esse reforço do Estado já garantiu a abertura de 421 leitos dedicados exclusivamente a pacientes com a Covid-19 em 13 cidades polo do interior, sendo 139 de UTIs e 282 de enfermaria. As UTIs estão distribuídas em hospitais de Palmares, Limoeiro, Goiana, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Araripina e Petrolina.

Garanhuns já conta com leitos de UTI na UPAE e Hospital Regional Dom Moura, e devem ser disponibilizados novos leitos no Hospital Nsa. Sra. Perpétuo Socorro nos próximos dias.

Segundo a secretária-executiva de Vigilância em Saúde do Estado, Luciana Albuquerque, em pouco mais de dois meses, Pernambuco conseguiu abrir 1.447 leitos, sendo 635 UTIs. “Por determinação do governador Paulo Câmara, temos monitorado diariamente os dados da doença, inclusive sua entrada no interior, e atuado na vigilância dos casos e também para garantir a estrutura necessária na rede de saúde”, comentou Luciana.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.