GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

segunda-feira, 2 de março de 2020

JR AUTO CENTRO EM GARANHUNS



Existem alguns fatores que implicam na falha de funcionamento do motor do automóvel, sendo de suma importância percebe-los e verificar o que realmente está acontecendo. Falhas elétricas e de alimentação em geral são as maiores fontes de problemas que farão o veículo falhar.

É importante verificar logo que o problema ocorrer.

JR AUTO CENTRO, funcionando de segunda a sexta
Av. Júlio Brasileiro, 937, Garanhuns / Fone: (87) 3763-1606

Políticas para quilombolas serão debatidas em audiência pública no Recife





Políticas públicas destinadas às comunidades quilombolas do Estado de Pernambuco serão discutidas em audiência pública que vai acontecer, no dia 20 março, das 8h às 13h, no auditório da sede da Defensoria Pública da União (DPU) no Recife, localizada na Avenida Manoel Borba, 640, 9º Andar, no bairro da Boa Vista, região central da capital pernambucana. O evento será presidido pelo defensor regional de direitos humanos em Pernambuco, André Carneiro Leão.

O tema da audiência pública será "Políticas públicas para a população quilombola do Estado de Pernambuco: os desafios e os mecanismos para a concretização de direitos fundamentais". O encontro tem como objetivo colaborar para o diagnóstico acerca da efetividade das políticas públicas voltadas para as comunidades quilombolas, verificar a viabilidade e a pertinência da instalação de um Fórum de Gestão das políticas públicas dessas comunidades e promover mecanismos de incentivo, respeito e valorização da identidade quilombola.

A DPU, por meio do defensor regional de direitos humanos, do Projeto SER Quilombola e do projeto itinerante DPU para Todos, vem atuando, há alguns anos, em prol de comunidades quilombolas em todo o estado, de modo judicial e extrajudicial. A partir de visitas a essas comunidades e da recepção de demandas na DPU no Recife, diversos e graves problemas relacionados às condições de vida, subsistência, moradia, educação, trabalho, saúde, acesso à água, transportes, demarcação e titulação de terras, preservação cultural, entre outros, têm sido identificados e ainda não encontraram solução satisfatória por parte do Poder Público.

Foram convidados a participar do evento representantes da Defensoria Pública do Estado de Pernambuco (DPPE), da Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB/PE), do Ministério Público Estadual (MPPE), do Ministério Público Federal (MPF), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), da Fundação Cultural Palmares (FCP), da Faculdade de Direito da Universidade de Pernambuco e da Universidade Federal de Pernambuco, da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, da Coordenação Estadual de Articulação das Comunidades Quilombolas de Pernambuco, que representa localmente a Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Rurais Quilombolas (Conaq), da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado, da Câmara de Vereadores e do Poder Judiciário.

As inscrições para participação serão realizadas pela internet, no e-mail direitoshumanos.pe@dpu.def.br, de 27 de fevereiro até 13 de março, e, presencialmente, no dia e local do evento, até que seja atingida a capacidade máxima do auditório, 100 pessoas. Para inscrição, basta informar nome completo, número do CPF e órgão/instituição/entidade da sociedade civil a que pertence. A lista de inscritos confirmados será divulgada publicamente, no site da DPU, até 17 de março.

ARTIGO - Política pública de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco é destaque no Nordeste, Por Aluísio Lessa

Aluisio Lessa
Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco



"Em pesquisa recente, a Câmara Americana de Comércio (Amcham-Brasil) constatou que 46% dos empresários e executivos do Nordeste consideram Pernambuco como o estado mais competitivo da região. O levantamento aponta como tópicos principais centros de tecnologia, localização geográfica privilegiada (mais perto da Europa e dos Estados Unidos), facilidades logísticas e incentivos fiscais. Observar a tecnologia como um dos diferenciais para 56% do empresariado coroa o trabalho da política pública de ciência, tecnologia e inovação de Pernambuco.

Os dados da Amcham apontam que o nosso estado foi seguido por Ceará (30,3%), Bahia (22,4%) e Rio Grande do Norte (1,3%). Isso reflete os esforços do governador Paulo Câmara, que tem feito Pernambuco crescer mais que o Brasil, ter a melhor educação pública do país e ser bem avaliado nos mais diversos índices econômicos e sociais. Além disso, os nossos profissionais receberam menção honrosa dos avaliadores. Temos um povo preparado e que dá conta dos maiores desafios.

No âmbito da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), os dados refletem a capacidade de ambientes tecnológicos como o Porto Digital, o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP) e o Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas de Pernambuco (Parqtel). No tocante ao fomento, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco(Facepe), que recentemente teve o seu orçamento ampliado pelo governo de Pernambuco, apoia projetos de inovação.

Quanto à capacitação profissional, a Universidade de Pernambuco (UPE) oferece educação superior voltada para a formação de mão de obra qualificada, focada nas necessidades do mercado. Em 2019, foram inaugurados no campus de Garanhuns os laboratórios de Práticas em Engenharia de Software (Laps) e de Pesquisa de Software e Computação Aplicada. Os equipamentos, que receberam investimento de cerca de R mil, são para atividades de alunos e professores do curso de Engenharia de Software e cruciais para a expansão do ambiente de inovação e a geração de tecnologia no Agreste Meridional. Além disso, estamos lançando o curso de Bacharelado em Ciência e Tecnologia da Poli, no Recife, para ser aberto em 2020, e a ampliação da residência tecnológica no Parqtel e no Instituto de Inovação Tecnológica (IIT) da UPE.

É gratificante saber que o nosso trabalho na SECTI, aliado ao que vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos anos, é um dos principais fatores para que os empresários reconheçam Pernambuco como o estado mais competitivo da região. Comemoramos a constatação com ainda mais trabalho, para que o setor privado continue investindo no nosso Estado e que a política de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco gere mais resultados positivos para a economia e a população."


O caso da Travessia Presentes - Retrato de um problema social que aumenta



Uma criança carente quer um presente e não tem dinheiro para comprar. Na frente da loja, uma transeunte vê o dono da loja colocar o menino pra fora. Incomodada com a situação, e tomada pelo sentimento da compaixão, entra na loja para dar aquele presente à criança, mas o dono da loja não quer vender. Criado o impasse, somente com a polícia o negócio foi feito. A mulher levou o caso para as redes sociais, onde tudo acaba hoje em dia. Vando da Travessia foi massacrado.

Mas havia ainda seu lado para ser contado.

Vando explicou que aquele garoto passa o dia na rua e faz esse tipo de cena para ganhar brinquedos, geralmente conquistando a simpatia das pessoas que passam. E segundo o empresário, não sabe o que ele faz com os presentes, pois logo retorna para conseguir mais. No outro dia, diante da ampla repercussão negativa, e provavelmente preocupado com o movimento em sua loja, Vando gravou um video explicando esta situação, e conseguiu até outro vídeo da mãe do menino dizendo que o empresário estava certo, que as pessoas podiam chamar até a polícia quando virem seu filho na rua fazendo isso. Deu pena dela, meio que fora de si, faz um apelo à sociedade por ajuda.

Triste final para uma história infeliz. Resultado da falência da atenção social àquela criança. A mãe chega a dizer que quem quiser ajudar, ajude ela, pois é quem trabalha muito para sustentar os filhos, e não está sendo fácil.

A mulher que se sensibilizou com a criança e deu o presente, está certa. A maioria faria a mesma coisa, faltou somente o cuidado de entender a situação como um todo para depois externar nas redes sociais, que são capazes de destruir reputações, comércios, pessoas... Mas entendo seu lado.

Vando poderia ter se expressado melhor durante o incidente, não deixado dúvidas. Ele sabia da situação da criança, mas a mulher, não.

Retrato do atual momento político-administrativo nacional, que tem afastado as pessoas dos programas sociais. O próprio Vando chegou a dizer que tem aumentado a quantidade de crianças na rua, certamente devido o Bolsa-Família estar sendo cortado pelo governo Bolsonaro. O programa exige a frequência escolar para a família receber o valor. E anotem aí, vai aumentar a quantidade de miseráveis pedindo esmolas nas calçadas e portas das casas, pois o INSS está com fila enorme para conceder aposentadorias e benefícios, e os valores a serem pagos vão diminuir drasticamente, jogando as pessoas nas calçadas novamente, como foi há um tempo atrás.

No caso em questão há ainda a se debater as obrigações de CREAS (assistência social do município) e Conselho Tutelar. E ainda a falta de programas sociais na periferia como foi o antigo Prefeitura Presente e até a falta de creches, que foram prometidas e nunca entregues a estas pessoas mais necessitadas. Escolas de ensino fundamental com horário integral são o futuro necessário.

Este caso em questão, pode ser até um problema regular para CREAS e Conselho Tutelar, como tantos outros, mas pela propagação nas redes sociais, merece um cuidado e uma resposta rápida e eficiente, pois alcançaram milhares de pessoas.

Mas vamos ficando por aqui, pois a ideia é mesmo mostrar que o incidente tem mais de tragédia social dos novos tempos que um problema comercial de um empresário que não quis vender um brinquedo a uma criança. Na verdade, Vando foi a ponta de um problema que tem muitos envolvidos.

E finalizando, aquela família toda, mãe e filhos, precisa do apoio social, pois quando uma mãe quer colocar um filho de 10 anos nas mãos da polícia, mostra que o ambiente está degradado.

Esta criança não é caso de polícia. Falta creche e escola em tempo integral.

Acho que o CREAS, prefeitura e Conselho Tutelar deveriam se posicionar sobre o assunto, assim como nossos representantes políticos devem cobrar eficiência dos programas federais que atendam esta parcela da população.

NOVA PROMOÇÃO NA EKIPESOM: Módulo de Aceleração



Promoção de módulos de aceleração, pra quem não conhece esse é o famoso chip de pedal, com esse produto você consegue melhorar a aceleração do seu carro em até 90%, promoção por apenas R$ 599,00 na Ekipesom Equipadora, em Garanhuns.

Paulo Câmara participa de acolhimento de 1.510 novos residentes médicos e profissionais na área da Saúde



O governador Paulo Câmara participa, nesta segunda-feira (02.02), do acolhimento de 1.510 novos residentes, entre médicos e profissionais da saúde, que irão atuar em unidades da rede estadual. A solenidade acontece às 14h, no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Participam também o secretário estadual de Saúde, André Longo, e o consultor do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Eugênio Vilaça Mendes, que ministra a aula magna intitulada Os desafios do Sistema Único de Saúde (SUS).

A Secretaria Estadual de Saúde é responsável por coordenar o processo seletivo unificado no Estado e financia mais de 60% das bolsas de residências. Atualmente, mais de três mil residentes estão em formação em Pernambuco, vinculados a 330 programas de Residência Médica e Multiprofissional.

DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.