DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Amistoso contra o Náutico marca volta do Sete de Setembro aos gramados

Jogo festivo em comemoração aos 67 anos do clube será no Estádio Gigante do Agreste




Depois de muita expectativa pela volta do Sete de Setembro aos gramados, a data está marcada e a torcida está convocada. Nesta quinta-feira, dia 7 de setembro, quando são comemorados os 67 anos de fundação do clube, o Guará do Agreste fará dois amistosos no Estádio Gigante do Agreste, ambos contra o Náutico. O primeiro, às 14h, será contra o time Sub-17 do Timbu. Depois, às 15h30, o Sete enfrenta o time alvirrubro Sub-20. Além de festivos, os jogos também servirão como preparação para a Série A2 do Campeonato Pernambucano, que começa no dia 17 de setembro.

"O jogo é importante não só pela festa, pela comemoração do aniversário do clube. É um bom teste para o time, já que enfrentaremos equipes fortes do Náutico. No primeiro momento, contra o Sub-17, testaremos uma formação alternativa do elenco. Contra o Sub-20 colocaremos o time considerado titular. Será um bom teste", afirmou Laelson Lima, coordenador técnico do Sete de Setembro.

Ingressos

Os ingressos já estão à venda, no valor de R$5,00. Até a quarta-feira, as vendas serão no Estádio Gigante do Agreste e na Padaria Novo Paladar, que fica na Avenida Duque de Caxias. Na quinta-feira, dia do jogo, a venda será exclusivamente no estádio.

Preparação

Nesta terça-feira, os jogadores do time alviverde treinaram sob o comando do técnico Javier Diaz no município de Canhotinho, para poupar o gramado do Gigante. Durante o treino, o trabalho foi, principalmente, de bolas paradas e jogadas ensaiadas. Já nesta quarta o treino acontece a partir das 9h, no Gigante do Agreste. Esta será a última movimentação visando os jogos contra o Náutico.

Palácio do Governo se ilumina de amarelo em atenção ao suicídio



O Palácio do Campo das Princesas, sede do Executivo estadual, representa o engajamento do Governo de Pernambuco na campanha de prevenção ao suicídio e valorização da vida – “Setembro Amarelo”. Desde o dia 1º, a fachada externa do palacete está iluminada na cor tema do movimento, e seguirá até o dia 30. A campanha tem o objetivo de mostrar que é possível combater o suicídio, considerado um problema de saúde pública no Brasil e no Mundo.

Por determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS), o 10 de setembro é lembrado como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Em atenção à campanha, durante todo o mês, diversas entidades e ONGs se unem na promoção de atividades que difundam a mensagem da valorização da vida.

ESTATÍSTICAS - No Brasil, a cada 45 minutos, uma pessoa tira a própria vida. No Mundo, a cada 45 segundos, uma pessoa se suicida, totalizando cerca de 800 mil suicídios por ano.

Fotos: Roberto Pereira/SEI

Morre Capitão Heitor, nosso amigo do violão



Acabo de receber a notícia da morte do Capitão Heitor, PM reformado, pessoa de grande caráter, simpático e de muitos amigos. Com seu violão, Heitor era a companhia perfeita de muitas pessoas em Garanhuns, sempre com carinho e atenção.

Conhecemos Heitor ainda nos tempos de faculdade, há uns 30 anos, e ele sempre foi a mesma pessoa, atencioso, simpático e parceiro das brincadeiras.

Deixa família e uma legião de amigos. Heitor estava internado no Hospital Monte Sinai, e perdeu a guerra para uma hepatite, segundo informação de amigos. O velório acontece na Funerária Areias, por trás do Zanzibah.

CHESF PODE SER VENDIDA DEVIDO LETARGIA DA SOCIEDADE



Para evitar a desestatização da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), segundo o deputado federal Danilo Cabral (PSB), é preciso romper a letargia da sociedade e ampliar a discussão sobre a matéria. “Só a mobilização de todos os setores sociais, desde os funcionários da empresa à classe artística, fará com que o governo federal reverta a decisão de vender a Chesf”, afirmou o parlamentar, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf, durante audiência pública para debater os efeitos da privatização da Companhia, promovida pela Assembleia Legislativa na manhã desta segunda-feira (4).

“Através da Frente Parlamentar e com a incorporação de vários atores, vamos encorpar essa luta que é de todos os nordestinos. Precisamos preservar nosso patrimônio, que está sendo dilapidado para sustentar o sistema financeiro internacional”, criticou Danilo Cabral. Ele destacou que a audiência pública foi o primeiro ato de mobilização em defesa da Chesf no Estado. Na próxima semana, será lançada oficialmente a Frente Parlamentar em Defesa da Chesf em Brasília.

Ainda nesta segunda-feira, Danilo Cabral deverá dar entrada em um pedido de suspensão da privatização da Chesf por um período de 120 dias no Ministério das Minas e Energia. O objetivo é aprofundar o debate, permitindo que todos, especialmente os nordestinos, tomem conhecimento sobre esse processo. “A Chesf é o maior investimento público feito no Nordeste nos últimos 500 anos, por isso, é importante que se dê o mesmo tratamento que deu à Renca (Reserva Nacional do Cobre e Associados), suspendendo o decreto que abriu a exploração mineral na região para permitir o amplo debate”, defendeu o deputado. 

A audiência pública foi promovida conjuntamente pelas comissões de Constituição, Legislação e Justiça, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa de Pernambuco a partir de um requerimento da deputada Laura Gomes (PSB). Amanhã (5), a Casa instala da Frente Parlamentar Estadual em Defesa da Chesf. Além de Danilo Cabral, participaram os deputados federais Tadeu Alencar (PSB), Severino Ninho (PSB), Luciana Santos (PCdoB) e Odacy Amorim (PT), deputados estaduais, representantes sindicais e funcionários da Chesf.

Juiz acata em parte Ação do Ministério Público contra prefeito Izaías Régis, mas desconsidera improbidade administrativa

Com informações do Blog de Carlos Eugênio (http://www.blogdocarloseugenio.com.br)

O Juiz Glacidelson Antônio da Silva, da Vara da Fazenda Pública de Garanhuns, acolheu a Ação Civil impetrada pelo Ministério Público, para apurar irregularidades na carga-horária dos professores recém-nomeados, mas decidiu extinguir a ação de improbidade administrativa contra o Prefeito Izaías Régis (PTB) e o Procurador Geral do Município, João Pontes. O que afasta o risco de condenação que os deixaria inelegíveis, e até, no caso do prefeito, de ser afastado do cargo.

A Ação Civil Pública de Obrigação de Fazer com Pedido de Tutela Provisória de Urgência Antecipada, cumulada com Ação de Improbidade Administrativa, cumulada com Danos Morais e Pedido de Liminar ajuizada pelo MP teve por base o Inquérito Civil nº 089/2016, que segundo aquele Órgão, “foi instaurado para apurar irregularidades na carga-horária dos professores recém-nomeados”, problema, que de acordo com o Ministério Público, “foi solucionado no ano passado, mas este ano voltou a surgir, culminando com a edição do Decreto 028/2017 para impor aos professores a remuneração em horas (horas-relógio) ao invés de horas-aula”.

Como o pedido principal é da obrigação de fazer, esta ação deve ser mantida. Ressalte-se que a extinção da ação de improbidade administrativa não causa qualquer prejuízo ao Ministério Público, que poderá ingressar com a ação própria”, registrou o Juiz Glacidelson Antônio, em sua decisão. O Município de Garanhuns tem um prazo de 30 dias, a contar de 4/9/2017, para contestar a ação e cinco dias, para falar sobre o pedido de Tutela de Urgência.

A prefeitura emitiu nota na qual informa que, "o prefeito recebeu com serenidade a informação da propositura da Ação pelos noticiários, ao passo que entende incabíveis as argumentações do representante do Ministério Público do Estado de Pernambuco, com o maior respeito a Ele e à Instituição que representa.

Em que pese as argumentações açodadas por parte do parquet (Ministério Público), estas não possuem nenhuma fundamentação idônea em relação ao tema levado aos autos. De modo que, o magistrado da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Garanhuns, Dr. Glacidelson Antônio da Silva, rejeitou as argumentações de improbidade administrativa pela inviabilidade na propositura desta, em face do Prefeito e do Procurador do Município.
...
As decisões tomadas pela Gestão atual têm o escopo de preservar e defender o Patrimônio Público Municipal, o que será demonstrado por sua defesa”.

Cabe agora ao MP decidir se entrará com nova ação exclusivamente para tratar sobre a improbidade administrativa, face a decisão preliminar do Juiz da Fazenda Pública.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.