BLUENET - PROVEDOR DE INTERNET

DESTAQUES DO BLOG

domingo, 17 de março de 2019

Pernambuco é o segundo estado no Brasil em transplantes de órgãos


Imagem relacionada



Pernambuco é o segundo estado do Brasil no ranking de transplante de órgãos sólidos (coração, fígado, rim e pâncreas), segundo o levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Transplantes e Órgãos (ABTO). Com a taxa de 69,2% por milhão de habitante, o Estado ficou atrás apenas do Paraná, que alcançou a taxa de 90.9%. Ainda assim, se avaliado a conjuntura nacional, o número de transplantes de órgãos cresceu abaixo do esperado. Em 2017, foram computados 3.415 doadores efetivos, enquanto em 2018 esse quantitativo foi de 3.531 – o que significa um aumento de 2,4% em um ano. 

Em 2017, Pernambuco realizou 43,1 transplantes de rim por milhão de habitantes. Já em 2018 o número subiu para 49,4.

De acordo com a Central de Transplante de Pernambuco (CT-PE), os índices obtidos no Estado tem sido resultado do trabalho contínuo de conscientização da população sobre a importância da doação de órgãos e da capacitação das equipes captadoras e transplantadoras. “Nós conseguimos organizar a logística para receber órgão de outros estados, que não fazem certos tipos de transplante. O que amplia nossa capacidade”, afirma a coordenadora do CT-PE, Noemy Gomes. 

Em Pernambuco, 868 pacientes aguardam por um rim e nove esperam por rim/pâncreas, por exemplo. Mas, em contrapartida, o Estado também ocupa o segundo lugar em procedimentos renais por milhão de pessoas. Nos últimos dois anos, houve um aumento de 15% nos procedimentos, enquanto dados gerais do País, foi registrado uma leve queda de - 0,15%.

Incentive a doação de órgãos.

Humberto acusa Ministério da Saúde de mentir sobre Samu e pasta retira informação do ar

Resultado de imagem para samu lula


Ex-ministro da Saúde do governo Lula, o atual líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), identificou, na quinta-feira (14), que o Ministério da Saúde publicou nas suas redes oficiais,  informações falsas sobre a data de criação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192). Ele denunciou a disseminação de Fake News em post publicado no Twitter, em resposta ao próprio ministério, e, na sequência, a pasta retirou o conteúdo do ar. 

O Ministério da Saúde havia divulgado, no seu Instagram e no próprio Twitter, que o Samu foi criado em 1995. Humberto, que foi ministro da Saúde entre 2003 e 2005, ressaltou que, na verdade, o serviço que hoje atende mais de 163 milhões de brasileiros em cerca de 3,4 mil municípios foi implementado no país por meio de uma portaria assinada por ele em 2003, no Governo Lula.

“O Ministério da Saúde espalhou uma notícia falsa para todo o Brasil. Que mentira sem tamanho! O Samu foi criado pelo presidente Lula e por mim, que era seu ministro. Estamos diante de um governo, realmente, que só vive de Fake News. Um governo estelionatário que falseia tudo e nega a história”, afirmou. Após a contestação de Humberto nas próprias redes da Saúde, a pasta tirou a postagem do ar.

O parlamentar reiterou que o Samu é um serviço de referência internacional que atua com inteligência, rapidez e eficiência. Ele explicou que as ambulâncias são distribuídas estrategicamente, de modo a otimizar o tempo-resposta entre os chamados da população e o encaminhamento aos serviços hospitalares de referência.

“De todos os projetos que ajudei a criar na minha vida pública, o Samu é um dos que mais me orgulha porque diariamente ele é responsável por salvar vidas de milhares de pessoas nos mais diferentes cantos do país. É ele que chega primeiro quando acontece um acidente ou alguém precisa de atendimento médico de urgência”, observou.

GARANHUNS / Eliane Vilar fica na Educação


A professora Eliane Simões Vilar, ex-presidente da AESGA, com gestão elogiada, e ex-secretária da Mulher, quando implantou a secretaria no município, estava demissionária da Secretaria da Educação, tinha dado o prazo ao prefeito Izaías Régis de que entregaria o cargo ao final de março.

Mas Eliane mudou de ideia. Em conversa com o prefeito concordou em continuar, segundo ela, atendendo pedidos de professores da Rede Municipal de Ensino. Teve até um "fica, fica, fica". Eliane, além de grande gestora, é simpática e atenciosa.

Melhor para Izaías.

Saúde e Educação sempre foram os maiores problemas na gestão do atual prefeito, e estabilizou-se de um ano pra cá justamente com Eliane e Nilva Mendes. Não que os problemas acabaram, se não Eliane não teria entregue o cargo, mas diante do que estava, melhorou muito.

Eliane assumiu a Seduc em época de turbulência, com vários problemas que impediam um planejamento, e como boa gestora conseguiu montar uma estratégia de gestão. 

Os problemas da educação em Garanhuns estão mais ligados ao gabinete do prefeito, como a questão do Fundeb, o corte nos salários e a relação com os professores, que em Eliane, que permanece à frente da secretaria, com aprovação da sua equipe.

Neste momento, creio que Izaías não teria nomes para a Seduc, portanto, Eliane continuar acabou sendo bom para todos. E o governo não passa por outro trauma na secretaria.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.