DESTAQUES DO BLOG

DR. ELENÍLSON LIBERATO

quinta-feira, 27 de julho de 2017

UPAE Garanhuns comemora aniversário e 100 mil consultas no último ano

Coordenador Gustavo Amorim abriu solenidade com histórico da UPAE Garanhuns

Funcionário Mikael Cristiano apresentou poesia popular sobre os serviços da Unidade de Saúde

Padre Ivan Matias no momento da benção pelos quatro anos de funcionamento

Coordenadores Gustavo, Antônio, Tayana e Franco (com filhos) cortam o bolo comemorativo dos quatro anos da UPAE


Funcionários, convidados, amigos e pacientes da UPAE Garanhuns participaram de um momento simples e emocionante, a comemoração do aniversário de quatro anos da unidade, nesta quarta-feira (26/07), na própria unidade. Várias instituições se fizeram presentes, a exemplo da V GERES, 71 BI Mtz, Casa Civil do estado, Emissoras de rádio, representantes de empresas fornecedoras da UPAE, entre outros. O momento foi marcado pela benção do Padre Ivan Matias e o tradicional corte do bolo. Os coordenadores da unidade, Gustavo Amorim (Geral), Antônio Siqueira (Administrativo), Tayana Guerra (Enfermagem) e Franco Junqueira (Médico) recepcionaram os convidados e puxaram o "Parabéns pra Você".

Gustavo Amorim fez uma breve introdução antes do momento de benção, quando relembrou a inauguração, histórias destes quatro anos, registrou números crescentes de atendimentos, que somente em consultas alcançou mais de 100 mil pessoas no último ano, mas registrou também que alegria maior é proporcionar uma vida melhor, com qualidade, aos que passam pela unidade de saúde. "Todos são importantes, em cada setor, fazendo sua parte, para que alcancemos estes resultados" - afirmou.

Um momento de alegria foi quando o jovem funcionário Mikael Cristiano, da farmácia da unidade, recitou uma poesia em forma de cordel, arrancando sorrisos e aplausos dos seus colegas. 

O Padre Ivan Matias, do Seminário São José, com muita simpatia, falou do que ouve das pessoas sobre a UPAE Garanhuns, o tratamento dispensado aos pacientes. "Há um Jesus dentro de cada um de vocês, no momento que as pessoas chegam aqui estão debilitadas, por vezes desamparadas, angustiadas, esperando saúde e conforto. E vocês atendem com esta dedicação" . Ao final de suas palavras, a reflexão se fez presente para as mais de cem pessoas no encontro. Em seguida, os coordenadores cortaram o bolo, gentileza de Dona Lu, que administra as refeições da unidade.

A UPAE Garanhuns tem Gestão IMIP, atende exclusivamente usuários do SUS e faz parte da rede de Assistência da Secretaria Estadual de Saúde.

Lucy Alves e Chico César agitam noite de muito forró no Festival de Inverno de Garanhuns

FIG 2017 | Muito forró, rock e cultura popular na quinta-feira do FIG
 Chico César e Lucy Alves se apresentam no palco principal. A banda pernambucana Devotos é uma das atrações do Palco Pop



O palco Mestre Dominguinhos recebe na noite desta quinta-feira um dos maiores compositores e intérpretes da MPB contemporânea, o paraibano Chico César. Ele sobe ao palco às 23h30 para apresentar os maiores sucessos de sua carreira, além do repertório de seu mais novo trabalho, o disco Estado de Poesia, gravado na Paraíba, com diversos músicos locais. 

Lucy Alves antecede o show do conterrâneo, subindo ao palco às 22h20. Na apresentação, ela mistura o tradicional e o contemporâneo com um repertório que vai de clássicos como Lamento sertanejo à recém-lançada Caçadora. No show, Lucy toca não só a sanfona que a consagrou, como violino, seu primeiro instrumento, guitarra baiana, bandolim e escaleta.




Show inédito, o Projeto Setenta com Sete celebra os 70 anos de gravação da música Asa Branca, reunindo sanfoneiros de diferentes gerações a partir das 21h, sob a direção musical de Beto Hortis. Participam do show Waldonys (CE), Chambinho (SP), Meninão (RJ), Adelson Viana (CE), Agostinho do Acordeon (PE), Mahatma (PE) e Terezinha do Acordeon (PE). De Garanhuns, Mourinha do Forró abre o palco Mestre Dominguinhos às 20h.

Palco Pop – Dando continuidade às comemorações dos 20 anos do primeiro disco, Agora tá valendo, a banda Devotos fecha a noite no palco Pop com punk e hardcore. O show começa às 20h20. Antes, o público confere a banda de rock caruaruense Alkymenia, às 18h, e o death metal da banda paulista Sinaya, às 19h. 

Circo – Em parceria com o Consulado-Geral da França no Recife, a Secult-PE e a Fundarpe promovem, às 18h, um debate na lona de circo armada no Parque Euclides da Cunha. Com as participações de Alban Warret (FRA), Williams Santana (PE) e Maria Paula Costa Rêgo (PE), e mediação de Zezo Oliveira (PE), a atividade discutirá o tema: "Circo: processos criativos no Brasil e na França", e terá como objetivo mostrar a experiência e a vivências dos artistas nos dois países.

Literatura – A Praça da Palavra Hermilo Borba Filho recebe a partir das 20h o lançamento do livro “O Reino Encantado”, de 1878, de Alencar Araripe Júnior. A reedição foi organizada pela especialista e pesquisadora Débora Cavalcante de Moura, que participa de bate-papo com Paula de Melo e Betânia Pedrosa Monteiro.

O Festival de Inverno de Garanhuns é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, e conta também com a parceria da Prefeitura de Garanhuns e apoio da CEPE Editora, Sesc e Sebrae, além do Virtuosi e do Conservatório Pernambucano de Música. Confira a programação completa e atualizada no site oficial: www.cultura.pe.gov.br/fig2017.

Confira abaixo a programação completa desta quinta-feira

Palco Mestre Dominguinhos

20h – Mourinha do Forró
21h – Projeto Setenta com Sete (PE) – Waldonys (CE), Chambinho (SP), Meninão (RJ), Adelson Viana (CE), Agostinho do Acordeon (PE), Mahatma (PE) e Terezinha do Acordeon (PE)
22h20 – Lucy Alves (PB)
23h30 – Chico César (PB)

Palco Pop
18h – Alkymenia
19h – Banda Sinaya (SP)
20h20 – Devotos

Som na Rural

Parque Euclides Dourado
21h20 – Camarones Orquestra Guitarrística (RN) 

Palco de Cultura Popular Ariano Suassuna

12h às 14h – Roda de Sanfona II
13h – Urso da Peleja
14h – Caboclinhos Canindé de Camaragibe
15h – Boi Dourado de Limoeiro
16h – As Kalinas
17h – Boi Maracatu
18h – Coco Raízes do Capibaribe
19h – Forró do Matulão do Mestre Grimário

Palco Instrumental

17h – Estação Brasil
18h – Aglaia Costa
19h – Hugo Linns
20h – Nicolas Krassik (RJ)

Palco Forró

22h – Zelyto Madeira
23h – Terezinha do Acordeon
0h – Cesar Amaral

Palco Mamulengos e Pontos de Cultura
Local: Parque Euclides Dourado

15h – Sementes da Brincadeira: As Presepadas de Benedito brincando de Babau nos domingos de João Redondo
16h – Mamulengo Riso das Crianças
17h - Sertão Maracatu - Batuque Nagô (Ponto de Cultura Orquestra Sertão)

Programa do XIII Virtuosi na Serra (Catedral)
16h – Grupo Instrumental Brasil
21h – Duo Paula Bujes & Pedro Huff (CD Afluências)

ARTES CÊNICAS

CIRCO 
16h – Mostra de Números Tradicionais Cooperação Internacional França-Brasil

18h – Debate "Circo: processos criativos no Brasil e na França", com as participações de Alban Warret (FRA), Williams Santana (PE) e Maria Paula Costa Rêgo (PE), e mediação de Zezo Oliveira (PE).

DANÇA
18h – Enchente
Flávia Pinheiro (PE)
Local: Teatro Luiz Souto Dourado

2ª MOSTRA DE TEATRO ALTERNATIVO

22h – Delicado
Coletivo Grão Comum (PE)
Local: Galeria Galpão

AUDIOVISUAL
Cine Eldorado

18h20 - Longa-metragem Nacional
Era o Hotel Cambridge (Drama, 99 minutos, 2017, Brasil), de Eliane Caffé Classificação: 12 anos

DIÁLOGOS (SESC)
Galeria Galpão

16h - "Conversas para adiar o fim do mundo" - Bené Fonteles
“O que sobra e o que falta na poesia”, com Bráulio Tavares, Adiel Luna e Rouxinol Pereira

LITERATURA
Praça da Palavra Hermilo Borba Filho

9h – Intervenção e Performance | A Chegada de Godot (Ou O Distribuidor de Poemas), com Luiz Manuel (PE)

10h – Colcha de Retalhos | Jackeline Brasileiro Nascimento (Secretaria Municipal de Educação e Editora IMEPH)

10h10 – Mulheres Entre Prosas, Versos e poesias | Afra Flora S. Andrade, Edilene S. Cordelista, Jackeline Brasileiro, Verônica Costa (Secretaria Municipal de Educação e Bibliotecas)

10h40 – As aventuras da leitura | Cia de Arte Alese de Aracajú

11h20 – Strega Nona, a Avó Feiticeira | Cinthia Nayara (Secretaria Municipal de Educação e Editora IMEPH)

11h40 – Feitosa e Costa Contam Causos | Verônica Costa e Sheylla Feitos (Secretaria Municipal de Educação e Editora IMEPH)

12h às 14h – Atividades da GRE
A Paixão de Cristo contada em cordel, um curta-metragem (EREM João Fernandes )

14h – Saraus em Pasárgada
15h – FILIG no FIG, conversa com a escritora e ilustradora Rosinha (PE)
16h – Contação de Histórias com Origamis, com Irene Tanabe (SP)
17h – Vida e Obra de Hermilo Borba Filho: João Denys conversa com Leda Alves (Cepe Editora)
18h – Leitura Dramatizada da obra “A Moça do Trapézio” de Luís Jardim, com o Grupo de Teatro do SESC Garanhuns
19h – Memórias de Luís Jardim, Ivonete Batista conversa com Luiz Afonso Jardim (SESC – PE)
20h – Lançamento do Livro “O Reino Encantado”, de 1878, de Alencar Araripe Júnior, em uma reedição organizada pela especialista e pesquisadora Débora Cavalcante de Moura, que bate-papo com Paula de Melo e Betânia Pedrosa Monteiro.

PLATAFORMA FIG

Garanhuns Palace Hotel
11h às 12h30 - Mesa “Circuito de festivais, como fazer parte”

Mediação: Fabricio Nobre (Bananada – GO)

Convidados:
– Paola Wescher (Popload – SP)
– Zé Ricardo (Rock in Rio)
– Márcio Caetano (Dragão do Mar-CE)
14h às 15h30 - Mesa “Chegamos no digital, consumindo mais vinil”
Mediação: Rafael Cortes (Assustados Discos)

Convidados:

- Heloisa Aidar Pripas (Pommelo, Brisa) | Distribuição física e edição
- Fábio Silveira (Alfafonte) | Distribuição digital
- Pablo Rocha (Noize Record Club)
16h às 18h - Speed Meetings
Com: Fernando Zugno (Festival POA em Cena – POA) | Antônio Amaral (Revista Rolling Stones)| Eduardo Porto (Festival Contato) | Renata Simões (Jornalista) | Representante do SESC

PROJETO OUTRAS PALAVRAS
13h às 17h – Conversa com o escritor Sidney Rocha, vencedor do Prêmio Jabuti de
Literatura (2012) + Participação de Adiel Luna
Local: EREM Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Capoeiras)
Outras escolas envolvidas: EREM Luiz Pereira Júnior (Caetés)

CASA DA UAG TEM PROGRAMAÇÃO DURANTE O FIG. SAIBA MAIS!




A CasaUag Fig é um projeto da Universidade Federal Rural-UAG, com mostras de artes plásticas, literatura, música e outras manifestações, de alunos da faculdade e fora dela. Tudo totalmente gratuito. Funciona pertinho da praça do relógio, ali atras da GERE, em seu primeiro ano. 

A parte musical começa hoje, com quatro bandas todos os dias, até sábado.



Olha aí, pessoal!

FIG supera pouco público da segunda-feira com 35 mil pessoas para BaianaSystem

BaianaSystem levou bom público para Praça Mestre Dominguinhos.
Noite teve ainda Neander, Lucas Santana e banda Eddie


O Festival de Inverno contou com bom público na sexta-feira de abertura da Praça Mestre Dominguinhos. A programação tinha Geraldo Azevedo e o show-tributo a Belchior. A partir do sábado, que teve Baby do Brasil como atração principal, começaram algumas críticas com claros tons políticos. No domingo, a praça estava cheia para Zeca Pagodinho, um desejo antigo do Festival. 

O problema foi a segunda-feira, com MPB-4, muita chuva, frio, e um público diminuto. A segunda-feira é complicada historicamente, e para atrair público foram usados vários artifícios, como noites de brega, rock e forró. Deram certo, mas a Fundarpe voltou a apostar em MPB de qualidade, dentro do projeto de reconceituar, voltando às origens do FIG, mas infelizmente o público ressacado da noite anterior, não compareceu, deixando a praça quase vazia para assistir ao MPB-4, considerado um dos melhores shows do Festival até agora. Muitas pessoas cobraram atrações mais populares na praça. Lembrando, os turistas, geralmente, vêm a Garanhuns nos finais de semana, portanto, pelo conjunto da obra, era de se esperar pouco público, mas não tanto.  

Na terça-feira, com a banda BaianaSystem, a praça voltou a contar com bom público, segundo a Polícia Militar, a Praça Mestre Dominguinhos recebeu em torno de 35 mil pessoas. Entrando na reta final, é claro que haverá um incremento crescente de público, chegando até o sábado. Infelizmente, muitas pessoas ficaram com aquela imagem da segunda-feira como definitiva, pois foi usada como sendo uma constante, todos os dias e em todos os polos, que aliás estão funcionando desde a terça-feira, em plenitude. 

Acho que os problemas existentes podem e devem ser discutidos, mas não de uma forma que possa atrapalhar o nosso grande evento. E vamos torcer que as divergências políticas não sejam maiores que o evento, que nos une!

As atrações poderiam ser outras? Claro que poderiam, pois cada um tem seus gostos. O FIG este ano não trouxe muitos nomes no auge e na mídia para o Polo Principal, por isto é necessário que a Fundarpe escute estes apelos, mas o Festival não é somente a praça, é um produto complexo e completo, com diversas linguagens culturais, que acontecem concomitantemente em diversos polos, envolvendo milhares de pessoas. 

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.