DESTAQUES DO BLOG

DR. ELENÍLSON LIBERATO

segunda-feira, 24 de julho de 2017

VÍDEO MOSTRA NOVO PRÉDIO DA UNOPAR GARANHUNS




Na última sexta-feira (21) estivemos na solenidade de inauguração do novo prédio da Unopar Garanhuns, aliás, momento bastante prestigiado, com centenas de convidados. A mesa foi formada pelo prefeito Izaías Régis, Eliane Vilar (Secretaria de Educação), seus filhos Carlos e Gustavo, ambos da Unopar, Dr. Jurandir Pessoa, e Ademilto Correia, um dos sócios do Polo Garanhuns da universidade. 

O novo prédio conta com área total de 11.000m², composta por Núcleo Acadêmico, Núcleo Administrativo - financeiro, Núcleo Científico e Espaço Gourmet Universitário. Com a nova estrutura, os estudantes serão beneficiados pela melhor estrutura, conforto e mais segurança.

Praça da Fonte Luminosa é polo para literatura durante o FIG



Espaço também recebe o Projeto Outras Palavras
por THAYNA CHAVES

Durante o 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), a Praça Souto Filho, popularmente conhecida como Praça da Fonte Luminosa, recebe a “Praça da Palavra”, um espaço dedicado à literatura durante o festival. O polo de literatura recebe apresentações culturais, além de venda de livros e cordéis de escritores garanhuenses, estandes de editoras, entre outros atrativos. 

A programação teve início na manhã deste sábado (22) com uma ação educativa realizada pelo Sesc/PE, intitulada “Brincando e Cantando com Expressões Populares”. Em seguida, foi a vez da oficina infantil de confecção de marcadores de livros. A programação deste sábado segue até às 19h com o debate, intervenção e lançamento do livro “ Poesia ao Vivo – A impressão que se leva sempre: Sempre Poesia de Maria do Carmo Barreto Campello de Melo, com a atriz e performer pernambucana, Sônia Bierbard. A programação na Praça da Palavra segue até o sábado (29).

Este ano, um diferencial da Praça da Palavra são as capas de livros recicladas feitas de papelão pela ilustradora franco-brasileira Alicia Cuerva. A ilustradora recolhe papelão nas ruas e transforma o material em obra de arte. “Cato papelão nas ruas e no comércio e utilizo esse papelão para fazer as capas dos livros. Por dentro, eles são comuns, impressos e feitos de papel, mas a capa de papelão é pintada de maneira individual. Por isso, cada capa é única e depois é só fazer a costura para tornar o livro um produto artesanal e único já que as capas nunca se repetem porque são feitas à mão”, disse a ilustradora. 

Fotos: Nichole de Andrade - Secom/PMG

MPB4 no Festival de Inverno de Garanhuns. Será maravilhoso!

FIG 2017 | Segunda-feira com ritmos regionais e MPB4 no palco Mestre Dominguinhos. Confira os destaques e a programação desta segunda-feira do Festival de Inverno de Garanhuns na música, artes cênicas e visuais, literatura e audiovisual



Qualquer álbum da música brasileira deve contar com algumas gravações do MPB4, principalmente a antológica "Amigo é pra essas coisas". Estar na praça nesta segunda-feira é viajar no tempo, aplaudindo algumas das vozes que fazem parte da nossa formação. MPB4 é imprescindível para compreender nossa música, através da valorização de grandes compositores, arranjos, instrumentos e vozes que se completam. Não há opção, é assistir e se emocionar. Para quem conhece, é sublime. Para quem não teve tanto contato com a obra do grupo, é descoberta, conhecimento e paixão à primeira vista. 

Com Chico, no clássico Roda-Viva
Uma oportunidade poucas vezes oferecida tão próximo da gente e de graça, na praça, para o povo! Seja na obra de Chico Buarque, ou de Vinícius, João Bosco, entre tantos outros, MPB4 fez da originalidade e dos tons sobrepostos nesta afinação, uma das mais bonitas e importantes histórias da música brasileira.

A segunda-feira do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) está recheada de música, teatro, artes visuais e literatura. Como é tradição no FIG, uma banda de Garanhuns abre a noite no palco principal Mestre Dominguinhos. Nesta segunda-feira é a vez da Still Living levar seu hard rock autoral para a praça. Em seguida, o FIG dá espaço para o cantor, compositor e instrumentista Herbert Lucena, que transita entre o rock e referências regionais como o coco. No palco do FIG, ele apresenta um apanhado do repertório de seus três CDs lançados. Entre eles, o álbum “Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender” (2011), com o qual conquistou três troféus no 23º Prêmio da Música Brasileira em 2012.

Depois de Herbert Lucena, o Mestre Dominguinhos, falecido há quatro anos, é reverenciado no projeto especial Cantoria Agreste, que une os músicos Gennaro, João Netto, Marcelo Melo e Sérgio Andrade. Garanhuns é a terceira cidade a receber o show, que estreou recentemente em São Paulo e passou recentemente pelo Recife. 

A longa trajetória de quase 50 anos do grupo MPB4 encerra a noite com o show “O Sonho, a Vida, a Roda Viva”. A apresentação é baseada no CD homônimo, de canções inéditas, mas não vão faltar sucessos de Noel Rosa e Chico Buarqueque foram cristalizados na voz do MPB4.

O Festival de Inverno de Garanhuns é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, e conta também com a parceria da Prefeitura de Garanhuns e apoio da CEPE Editora, Sesc e Sebrae, além do Virtuosi e do Conservatório Pernambucano de Música. Confira a programação completa e atualizada no site oficial: www.cultura.pe.gov.br/fig2017.



Mais música – O virtuosi chega em Garanhuns com recital de piano da russa Kristina Miller, às 16h, na catedral de Santo Antônio. Mais tarde, às 21h, se apresenta o pianista filipino Victor Assuncion, já bem conhecido do público do festival pela sua desenvoltura com o instrumento. No parque Euclides Dourado, o Som na Rural vem com duas atrações de fora do estado: Mestre Lourimbau, da Bahia, e Francisco, El Hombre, de São Paulo. No palco de Cultura Popular, destaque para o Negra Atitude, grupo de dança afro do Ponto de Cultura do Quilombo Estivas, em Garanhuns. 

Teatro – O premiado monólogo O Açougueiro, com o ator Alexandre Guimarães, tem apresentação única a partir das 18h no Teatro Luiz Souto Dourado. Misturando referências árabes e do Sertão, a peça, que já passou pelos festivais de Curitiba e Tiradentes, conta a história do dono de um matadoro que se apaixona por uma prostituta. Já no palco do Som na Rural, o grupo baiano Cia. Buffa de Teatro apresenta As Bodas de Umbigolina Goiabenta, que explora o universo da Commedia dell'arte. 

Casa Galpão – O espaço de artes visuais do FIG recebe a mostra 32ª Bienal de São Paulo – Itinerâncias com uma conversa do artista plástico, escritor, poeta e compositor paraense Bené Fonteles sobre o OcaTaperaTerreiro, projeto que desenvolveu e resultou na construção de uma oca e que desperta reflexões sobre a vida indígena no Brasil. A conversa começa às 16h na Av. Dantas Barreto, 34.

O Festival de Inverno de Garanhuns é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, e conta também com a parceria da Prefeitura de Garanhuns e apoio da CEPE Editora, Sesc e Sebrae, além do Virtuosi e do Conservatório Pernambucano de Música. Confira a programação completa e atualizada no site oficial: www.cultura.pe.gov.br/fig2017

Confira abaixo a programação completa desta segunda-feira

MÚSICA
Palco Mestre Dominguinhos
21h – Still Living
22h – Herbert Lucena
23h – Cantoria Agreste
0h30 – MPB4 (RJ)

Palco de Cultura Popular
12h – Reisado Santíssimo Redentor 
13h – Grupo Negra’Atitude (Quilombo Estivas)
14h – Mendes e sua Orquestra
15h – Bloco de Samba Turma do Saberé
16h – Urso Cangaçá de Água Fria
17h – Maracatu de Baque Solto Leão da Fortaleza
18h – Coco Bojo da Macaíba
19h – Linguarudo de Ouro Preto

Som na Rural
Parque Euclides Dourado
18h – As Bodas de Umbigolina Goiabenta (Teatro | BA)
19h – Projeto Armazém
20h20 – Mestre Lourimbau (BA)
22h30 – Francisco, El Hombre (SP)

Programa do XIII Virtuosi na Serra (Catedral)
16h – Kristina Miller (Rússia) | Recital e piano
21h – Victor Assuncion (Piano)

ARTES CÊNICAS

CIRCO
16h – Bagu & Cia.
Empyre Circus (PE)

TEATRO ADULTO
18h – As Bodas de Umbigolina Goiabenta
Cia. Buffa de Teatro (BA) | Joice Agle
Local: Som na Rural (Parque Euclides Dourado)

18h – O Açougueiro
Alexandre Guimarães (PE)
Local: Teatro Luiz Souto Dourado

2ª MOSTRA DE TEATRO ALTERNATIVO
22h – A Última Cólera no Corpo de Meu Negro
Cia. Experimental de Teatro (PE) | Raphael Gustavo
Local: Galeria Galpão

AUDIOVISUAL
Cine Eldorado
14h – Longa-metragem Infanto-juvenil
O que queremos para o mundo? (Ficção, 65 minutos, 2016, Brasil), Igor Amin
Classificação: Livre

18h20 – Lançamento da Série Giga 1ª Temporada + Conversa com a equipe do filme
Giga (Ficção, 90 minutos, 2017, Brasil), de Taciano Valério
Classificação: 16 anos

DIÁLOGOS (SESC)
Galeria Galpão
16h - "Conversas para adiar o fim do mundo" - Bené Fonteles
“OcaTaperaTerreiro na Bienal SP” - Projeção do catálogo virtual

LITERATURA
Praça da Palavra Hermilo Borba Filho

9h – Ação Educativa: Brincando e Cantando com Expressões Populares (SESC – PE)
10h – Menina Bonita do Laço de Fita | Mediação de Leitura, com o Prof. Iakson Vilela
(Escola Artur Brasiliense Maia)
10h10 – Conta lá que eu conto cá | Yalle Feitosa e Cia. Faz-de-Conta (Secretaria
Municipal de Educação e Editora IMEPH)
10h50 – As Aventuras da leitura | Cia de Arte Alese de Aracajú
11h30 – Histórias que Encantam | Adriana Faustino, Ana Paula Marinho e Luciana
Miranda (Biblioteca - IDC – SESI)
11h40 – Contos e Causos | Sandoval Ferreira (Biblioteca Indústria do Conhecimento -
IDC – SESI)
12h às 14h – Atividade da GRE
- Cabaret Littéraire: análise patológica e psicológica do Ser Humano Estudantes de
ensino médio da EREM José do Patrocínio Mota – GRE/AM)
- Mulheres ícones da história (EREM Nossa Senhora do Perpétuo Socorro)
- Teatro e música de encerramento: a performance da voz nos contos de Machado de
Assis (EREM Luiz Pereira Junior)
14h – Saraus em Pasárgada
15h – Palestra | A Ficção e a Realidade no Mundo da Literatura, com Alexandre
Santos (UBE)
16h – Rede Mestres e Brinquedos em Sementes da Brincadeira, um bate-papo com
Danielle Jansen e Wagner Porto sobre o brinquedo, a literatura oral, as tradições
fitoterápicas e a ecologia
17h – Palestra | Revolução Literária em Pernambuco, com José Bezerra de Lemos
(UBE)
18h – Palestra | Elementos de uma Pesquisa Histórica, com Melchiades Montenegro
(UBE)
19h – As Diversas Personagens na Obra de Luís Jardim, Adelmo Camilo conversa com
Wagner Marques

PONTOS DE CULTURA
Casarão dos Pontos de Cultura
15h - Abertura das atividades do VII Casarão dos Pontos de Cultura
Mesa: Desafios da Sustentabilidade com Marcus Sanchez e Tarciana Portella

Praça lotada para ver Zeca Pagodinho no FIG 2017




E a expectativa chegou ao fim, dando lugar à alegria. Zeca Pagodinho, um dos artistas mais aguardados na história do Festival de Inverno de Garanhuns, tocou para uma Praça Mestre Dominguinhos lotada. Era meia noite e meia já na madrugada desta segunda-feira (24) quando o carioca de Xerém, subúrbio da capital, começou a cantar seus grandes sucessos. E foram muitos. Com simpatia, banda e coral completos, e seu tradicional copo de cerveja numa mesa ao lado.

Foi muito bom! O povo cantou, sambou e só deixou a praça depois do bis, que fechou a noite em alto astral, com pagode de primeira. 

Abrindo a quarta noite do FIG, Cafuringa e Banda subiram ao palco Mestre Dominguinhos. Ao som da Jovem Guarda, o cantor animou o público que chegava na praça. A segunda atração da noite, as reppers da banda Donas, levaram mensagens de empoderamento e força para as mulheres. Em homenagem ao Nordeste, a dupla misturou o rap com o baião em um som contagiante, que contou com a participação da garanhuense Yasmin Amaral, que realizou uma bela apresentação de malabares durante o show. Em seguida foi a vez o músico Zé Brown, nome artístico de José Edson da Silva que também é compositor, rapper, embolador e arte-educador. O artista agitou o público ao som de muito hip hop. 

Penúltima atração da noite, a banda baiana IFÁ apresentou um repertório inspirado na diversidade musical de matriz africana e é reconhecido como o grupo de afrobeat da Bahia. O IFÁ realizou sua apresentação com músicas em formato instrumental. 

Com informações de Thayná Chaves
Fotos: Nichole de Andrade - Secom PMG


Breve História Cantada do Mestre Dominguinhos, palestra no FIG 2017

Amigos, estaremos na Praça da Palavra, nesta terça-feira (25), com um pequeno recital contando um pouco da história do Mestre Dominguinhos, através de suas músicas. O acompanhamento é de Tuxinha, com sua sanfona mágica. É aberto a todos, e estão convidados!

A primeira vez que apresentamos este trabalho foi em Porto de Galinhas, no Festival Literário, onde recebemos o convite para apresentar no dia seguinte, devido à boa repercussão que tivemos!


PREFEITO VALMIR DO LEITE RESPONDE AOS QUESTIONAMENTOS DA OPOSIÇÃO EM PARANATAMA





O Prefeito Valmir do Leite, no uso das suas atribuições, vem através deste veículo de comunicação, esclarecer alguns questionamentos, sem fundamento, feitos pelo presidente de um dos partidos de oposição no Município, o qual aparenta não conhecer a legislação e nem a realidade do município, através de um blog da região no último dia 18/07, relacionados ao fechamento de algumas escolas no Município.

I- O número de escolas fechadas foi de 04 (Quatro) escolas, e não onze como foi mencionado.

· Escola Francisco Damião – St. Mocós

· Escola Luiz Alexandre – St. Estreito

· Escola Maria Gomes – St. Pedra do Navio

· Escola José Ferreira Viana – St. Campo do Jequiri

II- As comunidades onde as escolas foram fechadas foram informadas e esclarecidas quanto ao real motivo do ato, através de reuniões com pais, alunos e com o Conselho Municipal de Educação, que é formado por membros de diversos segmentos da sociedade municipal, além da Câmara de Vereadores, o que invalida o uso parágrafo único do Art. 28 da Lei de Diretrizes Básicas da Educação Nacional como justificativa de ilicitude da ação.

III- As escolas foram fechadas por que o número de alunos que nelas se matricularam neste ano letivo, ficou muito abaixo do número mínimo exigido pelo MEC.

IV- O fechamento das Escolas foi feito de acordo com o item 5.2.2 da "Organização Escolar; As turmas" elaborado pelo Conselho Nacional de Educação, com aprovação do MEC, o qual diz e na Lei do Piso Salarial “As turmas deverão ter no mínimo 25 alunos”.

V- Quantos às reformas, o governo anterior sempre tratou de fazer, anualmente a manutenção de todas as escolas do município.

VI- O ato do fechamento das escolas configura o Exercício Regular do Direito e o Estrito Cumprimento do Dever Legal, pois há uma lei ou norma que o acoberta.

VII- Não existe evasão e sim migração, a população rural do município tem se concentrado, nos últimos anos, em torno dos povoados e da cidade, tanto pela seca, quanto pela instalação das usinas eólicas. Outro fator que contribui para a migração é o baixo índice de natalidade.

VIII- A construção de Escolas novas, modernas, planejadas e estruturadas, com capacidade de acolher o alunato municipal com conforto e qualidade é de extrema necessidade para o Município. As Escolas que serão construídas atenderão toda a demanda rural, além de dar reais condições ao Município de cumprir a meta 6 do PME (Plano Municipal de Educação) a qual obriga os municípios a ofertar ensino integral.

O Prefeito Valmir do Leite, bem como a Secretaria Municipal de Educação estão sempre abertos e disponíveis à população para esclarecimentos, eles repudiam as afirmações sem fundamentos e defendem uma política limpa, transparente. Lamentamos que a pessoa que fez os questionamentos esteja tão mal informada sobre o lugar onde vive e além disso mal assessorado. Fonte: Blog do Elvis Amâncio

José Valmir Pimentel de Góes – Prefeito

Diretoria de Imprensa e Comunicação Social

Paranatama-PE, 19 de Julho de 2017

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.