PE CONTRA O CORONAVÍRUS

quinta-feira, 13 de maio de 2021

Prefeitura de Garanhuns amplia faixa etária para vacinação de pessoas com comorbidades

 AMPLIAÇÃO FAIXA ETÁRIA COMORBIDADES_LUCAS MONTEIRO.jpeg


Com a chegada de novas doses da vacina Astrazeneca, a Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria de Saúde, realiza uma nova ampliação dos grupos prioritários para a Campanha de Vacinação contra a Covid-19. Desta forma, serão vacinadas as pessoas com comorbidades, e com deficiência permanente cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), acima dos 50 anos de idade. As especificações para cada comorbidade estão elencadas na Nota Técnica nº 11/2021 da Secretaria estadual de Saúde (SES), disponível em: (http://www.vemvacinagaranhuns.site/anexo/nota.pdf).

O agendamento já está disponível e deve ser feito pelo site (vemvacinagaranhuns.site). Também continuam sendo vacinadas as pessoas de 18 a 59 anos, com as seguintes condições: doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise); obesidade mórbida; Síndrome de Down; transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pessoas vivendo com HIV. 

Documentação – As pessoas com comorbidade que se enquadram nesta fase, precisam apresentar no ato da vacinação documento oficial com foto, cartão do SUS, cópia do CPF, comprovante de residência, e o modelo de atestado para comprovação das comorbidades; disponível no portal da Prefeitura de Garanhuns (garanhuns.pe.gov.br) e na plataforma de agendamento do município (vemvacinagaranhuns.site).

Garanhuns/ Operação Reconstrução chega ao bairro do Manoel Chéu

 



A Prefeitura de Garanhuns segue trabalhando na Operação Reconstrução para recuperar as vias do município. Foram mais de 200 problemas mapeados na cidade e nos distritos.


Nesta quarta-feira (12), a Secretaria de Infraestrutura, Obras e Serviços Públicos enviou uma retroescavadeira para melhorar o acesso ao bairro Manoel Chéu, na Rua Oscar Francisco da Silva. Está sendo retirada a terra que ficou por cima do calçamento por causa das últimas chuvas.

Com o serviço concluído, pedestres e veículos poderão circular com maior tranquilidade.

Silêncio do STF sobre Toffoli evidencia tática para abafar caso

 



Dia de opostos entre Congresso Nacional e STF (Supremo Tribunal Federal) ontem. O primeiro abrigava um barulhento depoimento do ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten, em que houve até ameaça de prisão.

Enquanto isso, os ministros da Suprema Corte julgavam calmamente um caso tributário. Nem parecia que no dia anterior a Polícia Federal tinha pedido a abertura de um inquérito contra o ministro Dias Toffoli.

Publicamente, não se tocou no assunto. Ninguém saiu em defesa de Toffoli. Nem mesmo ele falou do tema. Para a colunista do UOL Carolina Brígido, os ministros consideram o episódio ruim, mas duvidam de uma condenação.

A tática agora é falar pouco sobre o caso para deixar o assunto morrer e evitar que o STF fique ainda mais frágil nos atritos constantes com o governo de Jair Bolsonaro.

Para um tribunal falante, o silêncio de ontem é simbólico.

UOL

Paulo Câmara empossa nova secretária da Mulher




O governador Paulo Câmara empossou, nesta quarta-feira (12.05), em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, a nova secretária estadual da Mulher, Ana Elisa Gadelha. Ela substitui a ex-secretária Silvia Cordeiro, que estava à frente da pasta desde 2015, e agora atuará na Assessoria Especial do Governador.

Na Policia Civil há 11 anos, Ana Elisa é delegada e dedicou metade da sua carreira à atuação em delegacias da mulher e no combate a violência contra as mulheres. Foi titular da Delegacia da Mulher do município do Paulista, e antes de assumir a pasta estava no cargo de assessora do Departamento de Polícia da Mulher.

De acordo com a nova secretária, o foco principal será o combate ao feminicídio no Estado, sem deixar de lado outros segmentos. “A polícia me ensinou bastante a necessidade de a gente trabalhar com a prevenção. Uma mulher que tem informação, que recebe capacitação e consegue ser independente financeira e emocionalmente, consegue romper o ciclo de violência. E é nisso que vamos trabalhar”, detalhou.

Prestigiaram a posse de Ana Elisa, os secretários estaduais Antônio de Pádua (Defesa Social), Alexandre Rebelo (Planejamento e Gestão), Marcelo Barros (Educação e Esportes), José Neto (Casa Civil), Ernani Medicis (Procurador-Geral do Estado) Alexandre Gabriel (Chefe da Assessoria Especial do Governador), Alexandre Campelo (Chefe de Gabinete do Governador) e Bruno Charamba (Executivo de Educação).

Bolsonaro, Mourão e 3 ministros ignoraram vacinas da Pfizer

Empresa chinesa vai fabricar 1 bilhão de doses da vacina da Pfizer -  Notícias - R7 Internacional


A Pfizer pediu pediu "celeridade" em relação a oferta de suas vacinas contra a covid-19 em carta endereçada a Jair Bolsonaro, ao vice-presidente Hamilton Mourão e a outros dois ministros além de Eduardo Pazuello: Paulo Guedes, da Economia, e Walter Braga Netto, então chefe da Casa Civil, hoje ministro da Defesa. Isso é o que conta Josias de Souza, que publicou a íntegra do documento em sua coluna.

Na carta enviada em setembro do ano passado, o presidente mundial da Pfizer Albert Bourla escreveu: "Quero fazer todos os esforços possíveis para garantir que doses de nossa futura vacina sejam reservadas para população brasileira, porém celeridade é crucial devido à alta demanda de outros países e ao número limitado de doses em 2020."

A carta foi repassada à CPI da Covid pelo ex-secretário de Comunicação da Presidência Fábio Wajngarten.

Em depoimento à CPI, Fábio Wajngarten disse ter sido alertado para a falta de resposta do governo à Pfizer em 9 de dezembro de 2020, quase dois meses depois do envio da carta a Bolsonaro e outros integrantes da cúpula do governo.

Garanhuns inicia segunda etapa da vacinação contra a gripe

 



Garanhuns iniciou a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza. Passam a integrar os grupos prioritários da campanha os idosos com mais de 60 anos e professores. No município a vacinação segue nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), de segunda a sexta-feira, das 08h às 16h.

A campanha segue também para os grupos prioritários definidos desde o dia 12 de abril. São eles: crianças entre seis meses a cinco anos, trabalhadores da área da saúde, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto). As pessoas que tomaram a primeira ou a segunda dose da vacina contra a Covid-19 devem esperar pelo menos 14 dias para tomar o imunobiológico contra a gripe. Os profissionais da rede pública ou privada devem apresentar comprovantes laborais, como crachás ou carteira de trabalho para vacinação.

Até o momento, mais de  6200 pessoas do público-alvo já foram vacinadas. A meta é chegar a 90% de cobertura dos grupos. “A influenza também é um vírus respiratório perigoso, e a vacinação é de grande importância para proteger nossos idosos e crianças. Por isso, a população precisa ir até as unidades de saúde e aumentar a adesão à mais esta campanha”, afirma a secretária de Saúde, Catarina Tenório.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.