GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

sexta-feira, 31 de julho de 2020

Nota Oficial da ALEPE sobre operação da PF

Nota da Alepe sobre a operação da PF realizada nesta quinta-feira (30):

A Assembleia Legislativa de Pernambuco esclarece que:

- Todos os contratos firmados respeitam a legislação vigente e passam por um criterioso processo de avaliação e controle da procuradoria e auditoria.

- Estamos à disposição das instituições de fiscalização para colaborar com o esclarecimento dos fatos.

ALEPE.

quinta-feira, 30 de julho de 2020

GARANHUNS / Campanha Nosso Gás de Solidariedade distribui botijões de gás para famílias carentes

Ação está ligada ao Mãos Solidárias, que pretende estender ação para cidades no Sertão e Região Metropolitana do Recife
Lucila Bezerra / Brasil de Fato



Na última quarta-feira (29), foi realizada em Garanhuns a primeira ação da campanha ”Nosso Gás de Solidariedade”, como parte das ações do Mãos Solidárias. A iniciativa distribuiu 150 botijões de gás à preços acessíveis para pessoas de bairros periféricos do município como uma resposta aos aumentos do preço do gás de cozinha pelas mudanças na política de preço da atual gestão da Petrobrás e se posicionando contra a privatização da estatal.

A campanha Mãos Solidárias já vinha realizando doações de cestas básicas para 150 famílias em Garanhuns, mas muitas delas passaram a relatar que não tinham como cozinhar esses alimentos por não conseguirem comprar o gás de cozinha devido aos aumentos consecutivos no preço do produto.

“A gente sabe que na sociedade que a gente vive não existe uma classe trabalhadora, um ramo, uma categoria que trabalha sozinha, o professor precisa da gasolina para abastecer o automóvel e ir trabalhar, o agricultor precisa do gás de cozinha para cozinhar”, afirmou Uedislaine Santana, vice-presidenta da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE) e coordenadora do Mãos Solidárias. Ela reafirma que acredita que tratar de solidariedade envolve esse debate. “Não seria viável falar de solidariedade, falar de classe trabalhadora, e não se envolver nessa luta contra a privatização da Petrobrás enquanto uma riqueza do nosso país”, disse.

A campanha inicialmente organizou 250 voluntários e distribuiu 9.000 marmitas solidárias. Com o passar do tempo e a interiorização da doença que hoje tem como epicentro em Pernambuco o Agreste e o Sertão, passaram a realizar doações de cestas básicas e botijões de gás para as famílias em situação de vulnerabilidade. Além disso, a ação visa refletir sobre como os governos municipais, estadual e federal vem pensando ações de proteção do povo e em defesa à vida.

“As políticas públicas não estão chegando até essas pessoas. e em período de pandemia isso fica mais evidente, algumas campanha que tinham de solidariedade aqui no Agreste Meridional pararam, então a gente teve essa consciência de que não podia parar”, afirmou Uedislaine, que percebe que as necessidades aumentaram nesse período, “Tem muita gente nas periferias que não tem um emprego, então já é difícil elas terem o alimento, imagina ainda ter o dinheiro do gás de cozinha que está a R$100,00, que é um valor inacessível para quem tem dinheiro, imagina para quem não tem”.

A iniciativa que em breve deve chegar a Caruaru, Recife e Petrolina mostra a importância do diálogo para entender as necessidades das famílias atendidas para acolher dar resposta a essas questões. “Ver o sorriso das pessoas, crianças comemorando porque vai ter o que comer, ver um idoso dizendo que vai poder cozinhar as três refeições é sem tamanho a gente poder oferecer e ver no olhar das pessoas que elas se sentem acolhidas”, falou.

Em Garanhuns, o Mãos Solidárias, além do apoio das organizações ligadas á Frente Brasil Popular, também é uma realização da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco (FETAPE), Coletivo Motirõ, Instituto Manuel Santos, Instituto Raízes, Associação dos Docentes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (ADUFERPE), Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (UFAPE), Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase em Saúde do Campo – UPE e da Fundação Luterana de Diaconia através do Programa de Pequenos Projetos – PPP.

Para quem quiser doar alimentos ou itens de higiene pessoal, as doações estão sendo recebidas no Centro de Formação Luiz Inácio Lula da Silva/Subsede da FETAPE, localizada na Avenida Duque de Caxias, 258, no bairro de Heliópolis. Para quem optar pela doação em dinheiro, a conta disponibilizada pela campanha é:

Banco do Brasil:
Agência: 0067-1
Conta Corrente: 263478-3
Associação Técnica para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar
CNPJ:10.812.610/0001-43

Edição: Vanessa Gonzaga

SALÁRIOS / Governo do Estado divulga calendário de pagamento dos servidores referente ao mês de julho


O Governo de Pernambuco, mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus, vem unindo esforços para honrar os seus compromissos junto ao funcionalismo público estadual. Neste sentido, o governador Paulo Câmara divulga o calendário de pagamento de todos os servidores do mês de julho. Os aposentados e pensionistas irão receber no próximo dia 06 de agosto. Já os servidores ativos e comissionados terão o pagamento efetuado no dia seguinte, 07 de agosto.

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Garanhuns: MPPE ajuíza ação civil para suspensão do processo licitatório de serviços nas feiras livres


29/07/2020 - O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ajuizou, nesta quarta-feira (29), uma ação civil pública, na Vara da Fazenda Pública da Comarca de Garanhuns, para que o município suspenda de imediato o novo processo licitatório que visa a concessão de serviço para padronização das bancas, gestão, organização e manutenção das feiras livres realizadas em espaços públicos da cidade, demonstrando irregularidades no edital de licitação nº 28/2020 (Concorrência nº 06/2020).

Segundo apuração do MPPE, os feirantes locais se insurgiram contra o fato de a administração municipal não ter ouvido os mesmos antes da elaboração do novo termo de referência e do respectivo edital, o que permitiria uma melhor ampliação das discussões acerca de temas importantes para o regular funcionamento das feiras livres na cidade, evitando erros na especificação do objeto do edital.

Os feirantes reclamaram de vários pontos no texto do novo edital. Um deles é não considerar o menor preço das bancas cobrados dos feirantes como critério de classificação das empresas, repetindo o edital anterior e contrariando o que a Prefeitura teria acertado com os feirantes. Ressalta-se que os preços das bancas no novo edital estariam altos, em desacordo com a situação financeira dos feirantes.

“A reivindicação dos noticiantes procede, ao passo que, a exemplo da licitação anterior, que continha irregularidades semelhantes, o edital de licitação objeto dos autos também não observou esses detalhes que podem inviabilizar o funcionamento das feiras. Não só em aspectos técnicos, mas também aspectos práticos, tais como valores das bancas”, analisou o promotor de Justiça Domingos Sávio Agra.

“A não observância da realidade e de maneira especial a condição financeira dos feirantes tende a inviabilizar a curto ou médio prazo a realização das feiras, uma vez que os feirantes são, em grande parte, pessoas que trabalham na informalidade, a maioria pequenos agricultores, cujo único sustento vem da venda dos alimentos que produzem em suas pequenas propriedades e que são comercializados nas feiras que acontecem no município ao longo da semana”, frisou o promotor de Justiça. “Também não é bom para a sociedade que se diminua drasticamente a quantidade de feirantes, pois isso afetaria diretamente a quantidade de produtos ofertados, o que elevaria os preços dos produtos comercializados”, concluiu ele.

Desde o início de toda a discussão sobre a administração das feiras em Garanhuns, o MPPE tem acentuado a necessidade de diálogo e transparência da Administração Pública para com os feirantes e a população interessada. “As feiras livres são fenômenos complexos, de maneira que as intervenções do poder público, de maneira especial no regime democrático, devem ser pautadas pelo diálogo permanente e transparente com as pessoas que trabalham diretamente nesses espaços. Do contrário, as intervenções estarão fadadas ao insucesso e ao autoritarismo”, observou Domingos Sávio Agra.

O promotor de Justiça também observou que, no edital, a Prefeitura pretende negar às microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) os benefícios previstos na Lei complementar nº 123/2006, afirmando que tais benefícios não seriam aplicáveis à licitação em tela por não se tratar o objeto do certame de venda ou aquisição de bem, mas de concessão de espaço público a terceiro, afirma, para prestação de serviço que a Administração Pública não consegue exercer.

“Ocorre que, ao contrário do que menciona a referida justificativa, o objeto da licitação em tela, a rigor, não é a concessão de espaço público a um terceiro, mas sim, conforme especificado no edital, a concessão de serviço público para fins de padronização das bancas, gestão, organização e manutenção das feiras livres realizadas em espaços públicos de Garanhuns”, citou o Domingos Sávio Agra. “A Lei Complementar no 123/06 prevê, não só a participação das *MEs e EPPs nas licitações, mas também a adoção de tratamento diferenciado e simplificado, não havendo óbice para sua aplicação, no que se refere à concessão de serviço público.”

Outra irregularidade da Prefeitura foi a justificativa para a não adoção do pregão como modalidade licitatória, eletrônico ou presencial, sob o argumento de se tratar de uma concessão e porque a administração das feiras livres não se configuraria um objeto comum. Justificativas que, segundo o Ministério Público, não procede, por não haver óbice legal da aplicação de pregão em concessão e por serem as feiras eventos comuns

Segundo o representante do Ministério Público, a situação se agrava em termos de competitividade quando o município cria regras anômalas que restringem o acesso aos atos licitatórios.

“É prevista sessão interna/sigilosa de abertura dos envelopes, sem transmissão em tempo real, apenas com juntada da gravação e das fotografias a posteriori, o que entendemos ser absolutamente ilegal. Assim, da forma como está posto, o edital de licitação impede a devida publicização, pois a abertura dos envelopes será realizada a portas fechadas, e põe em risco a lisura do procedimento, já que os interessados não poderão acompanhar os trabalhos realizados pela comissão de licitação”, destacou o promotor de Justiça.

A abertura dos envelopes está prevista para a segunda-feira, 3 de agosto. “É prudente a suspensão do processo para evitar mais gastos por parte da administração pública e insegurança jurídica não só para os competidores, mas também para os feirantes, que são diretamente afetados pelo desenrolar do procedimento licitatório”, advertiu Domingos Sávio Agra.

Na ação, o Ministério Público ressalta ainda contradição na divulgação oficial da data da licitação, a necessidade de divisão do objeto em lotes de feiras (e não em lote único como está no edital) e de observância da Recomendação Conjunta TCE/PGJ 01/2020, item 4, (DOE de 24/04/2020) e da Consulta TC 2052602-7, do TCE, para garantir a competitividade e publicidade. A ação recebeu o nº 0003687-73.2020.17.2640. Já o atual contrato de concessão da organização das feiras livres no Município é objeto de outra ação de nulidade proposta pela promotoria (ACP 0002108-27.2019.8.17.2640).

NOTA DE RESPOSTA DO DEPUTADO JOÃO CAMPOS SOBRE NOTÍCIAS FALSAS EM GARANHUNS


NOTA DO DEPUTADO JOÃO CAMPOS

"Lamento que o nível do debate em Garanhuns não acompanhe o mínimo do razoável. Não podemos aceitar a divulgação de notícias falsas e que em nada ajudam o processo de enfrentamento ao novo coronavírus. Desde o início da pandemia, redirecionei 90% das minhas emendas parlamentares para a Saúde, visando justamente ações de combate à pandemia. Sendo assim, quase R$ 400 mil foram destinados para o Hospital Dom Moura. Nesse momento, o mais importante é evitar a contaminação do debate político/eleitoral e trabalhar firme para salvar vidas. Para esse trabalho, tenho contado com a parceria do amigo e deputado estadual Sivaldo Albino e, juntos, temos atuado dando todo o apoio necessário ao povo dessa cidade tão querida e estratégica para a região do Agreste."

João Campos 
Deputado Federal


Pernambuco é o 2º estado do país em número de leitos abertos para enfrentar a Covid-19

Estudo do Conselho Federal de Medicina estabeleceu um ranking de ampliação de leitos no Brasil. São Paulo aparece em primeiro

O Conselho Federal de Medicina publicou um estudo que analisou o número de leitos nos estados e capitais brasileiros entre fevereiro e junho de 2020. Pelo levantamento, Pernambuco aparece como o segundo estado brasileiro em ampliação da rede hospitalar. São 2.697 novos leitos criados em função do enfrentamento da Covid-19. O estado de São Paulo contabilizou 5.354.

“Isso só foi possível, graças não só ao esforço dos profissionais da Secretaria Estadual de Saúde, mas também de várias áreas do governo que se engajaram no nosso Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 e realizaram a maior operação logística e sanitária da história da saúde pública pernambucana e, agora, comprovadamente, uma das maiores do país”, avaliou o governador Paulo Câmara.

Assim como o estado de Pernambuco, o Recife só perdeu para o município de São Paulo em número de leitos abertos durante a pandemia.

“A melhor notícia em relação a todos esses leitos é que a taxa de ocupação deles está há quase dois meses abaixo de 80%, mesmo com o Plano de Convivência com a Covid-19 tendo avançado até a etapa 6, na Região Metropolitana, na Zona da Mata e em parte do Agreste”, completou o governador.

O estudo do Conselho Federal de Medicina está disponível na página oficial do órgão: portal.cfm.org.br.

V GERES / PACIENTES COM SINTOMAS JÁ PODEM MARCAR SEUS TESTES PARA COVID-19



A V GERES está informando à população dos 21 municípios de sua abrangência que já estão disponíveis os testes para diagnósticos de Covid-19, conforme determinação do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Saúde. Esta fase de ampla testagem a todos que apresentarem sintomas gripais iniciou no último dia 15 deste mês.

Segundo a gestora regional de saúde, Catarina Tenório, além da ampliação da testagem, o Estado mantém os exames para todos os casos graves e óbitos suspeitos para o novo coronavírus. Estão sendo ofertados testes do tipo RT-PCR (swab nasofaríngeo), indicado para quem está com sintomas gripais até o sétimo dia do início do quadro, podendo, porém, ser estendido até o décimo dia, caso persistam os sintomas; e o teste rápido, para os casos em que o paciente esteja há mais de sete dias do início dos sintomas e também com mais de 72h desde o desaparecimento dos sintomas. 

"As marcações para os testes devem ser feitos através do site ou aplicativo ATENDE EM CASA (www.atendeemcasa.pe.gov.br) ou por smartphones com sistema Android. O app está disponível para baixar na Play Store. Além de marcações, o serviço oferece consultas on-line com profissionais de saúde.

Municípios da V Regional de Saúde: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçado, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

terça-feira, 28 de julho de 2020

Estou entusiasmado com possibilidade de governar Olinda, diz João Paulo (PC do B)


Em live pelo Instagram do Portal de Prefeitura (@portaldeprefeitura), o deputado João Paulo (PCdoB), pré-candidato a prefeito de Olinda, afirmou que a cidade carece atualmente de uma administração capaz de tomar iniciativas, formar parcerias e governar para todos.

Segundo ele, o atual prefeito tem se pautado por privilegiar determinados grupos, em detrimento da grande diversidade que caracteriza a população olindense, enquanto se descuida de aspectos cotidianos, como a limpeza pública.

“Estou entusiasmado com possibilidade de governar Olinda, pois ela tem enorme potencial para ser uma cidade de importância mundial, por sua riqueza arquitetônica e sua cultura”, observou João Paulo.

“Temos que elevar esse potencial, em todas as áreas, e ao mesmo tempo cuidar das pessoas, sem qualquer tipo de discriminação, e com políticas públicas capazes de atender às necessidades básicas em Saúde e Educação, por exemplo, que não estão sendo atendidas no momento”.

De acordo com João Paulo, o prefeito eleito em 2016 até agora não apresentou uma ideia inovadora para a cidade e é a cara de Bolsonaro em Olinda.

“Ele representa um governo federal nazifascista, homofóbico, despreparado e que tem se colocado contra as conquistas dos trabalhadores”, disse o deputado. “Olinda não combina com isso”, acrescentou. O deputado disse ainda que chega à disputa pela prefeitura de sua cidade natal com experiência que considera importante: os dois mandatos como prefeito do Recife, dos quais saiu com 88% de aprovação popular.

GovernoPE e BNDES firmam acordo para realização de estudos para concessão de trechos de quatro rodovias estaduais

Concessão de272 quilômetros da PE-045, PE-050, PE-060 e PE-090 poderão gerar investimentos da ordem de R$ 850 milhões

O Governo de Pernambuco e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) firmaram acordo para a realização de estudos que irão avaliar a viabilidade de concessão de trechos de quatro rodovias à iniciativa privada. O contrato, firmado nesta semana, contempla 272 quilômetros da PE-045*, PE-050**, PE-060*** e PE-090****, que cortam 30 municípios pernambucanos. A expectativa é que a iniciativa gere investimentos de até R$ 850 milhões ao longo do prazo de concessão e que o leilão seja realizado até 2022.

Pelo acordo firmado, BNDES definirá o escopo dos estudos a serem realizados, contratará os consultores para suporte à execução do trabalho, coordenará e fiscalizará o trabalho o desenvolvido. Pelo lado do governo, a gestão será da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Habitação (Seduh), por meio do Programa de Parcerias Estratégicas de Pernambuco (PPPE), e da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos. O contrato firmado é decorrente de um acordo de cooperação técnica firmado em 2017 entre o governo e o banco com o objetivo de avaliar projetos de concessão que sejam viáveis e economicamente interessantes para o Estado.

Além de gerir os estudos, BNDES promete realizar roadshows junto a potenciais interessados na concessão e dará o apoio necessário à realização do procedimento licitatório para transferência do empreendimento à iniciativa privada.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Pernambuco, Marcelo Bruto, acredita que o projeto trará uma série de benefícios não só às rodovias, mas também às cidades que são cortadas por estas estradas. “Não se trata apenas de uma requalificação de estradas. A concessão traz a reboque a possibilidade de crescimento das economias locais, com a facilitação dos acessos, com o incremento da circulação de mercadorias e mais investimentos. É uma iniciativa que tem potencial para mudar a realidade de várias localidades espalhadas pelo Estado”, pondera o secretário.

“O Estado tem dedicado todos os esforços no sentido de inovar na gestão da malha viária, sobretudo, pela sua importância para o desenvolvimento social e econômico. Nesse contexto, os estudos a serem realizados serão fundamentais para que Pernambuco possa traçar estratégicas com o objetivo de garantir novos investimentos voltados para a infraestrutura viária. Temos expectativas muito positivas com relação ao projeto e de que ele traga inúmeros benefícios, como melhoria na trafegabilidade, segurança e conforto para a população”, acrescenta a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista.

Além das rodovias estaduais mencionadas, o BNDES também estudará a possibilidade de concessão para trechos de 719 km de extensão, das rodovias federais BR-101 e BR-232, localizadas em Pernambuco, no âmbito de contrato assinado entre o BNDES e o Ministério da Infraestrutura (MINFRA), em maio de 2020. O referido contrato contempla estudos para concessão de até 7.213,7 km de rodovias federais espalhadas por todo o Brasil.

"O BNDES está preparado para ajudar o País na retomada da economia, com um foco especial nas regiões Norte e Nordeste, gerando impacto social. Para isso, temos uma carteira de projetos em estruturação com potencial de gerar investimentos estimados em R$ 200 bilhões. A atuação do Banco segue o conceito de “one stop shop” para o cliente público, começando na concepção dos projetos, conjugando os objetivos das políticas públicas com a viabilidade do ponto de vista do futuro investidor. Em seguida é feita a estruturação propriamente dita, com o apoio de consultores especializados, caminhando até a fase da ida a mercado, com o leilão do projeto. O BNDES permanece atuando no pós-leilão, dando suporte caso haja qualquer judicialização. Caso necessário, o BNDES pode ainda prover o financiamento para implementação do projeto”, agrega o diretor de infraestrutura, concessões e PPPs do BNDES, Fábio Abrahão.

* Rodovia que liga Escada a Vitória de Santo Antão
** Rodovia que liga Limoeiro a Vitória de Santo Antão
***Rodovia que liga o Cabo de Santo Agostinho ao Litoral Sul
**** Rodovia que liga Carpina a Toritama

Nota de Pesar - Mestre Aprígio

NOTA DE PESAR

O convívio com os vaqueiros desde a infância, no Sertão pernambucano, e seu grande talento para o artesanato, fizeram do Mestre Aprígio um dos maiores artistas brasileiros no trabalho com o couro. Autor de lindas peças, seus chapéus, gibões e sandálias vestiram nomes como Luiz Gonzaga, Gonzaguinha e Dominguinhos, entre tantos outros. Eleito Patrimônio Vivo de Pernambuco em 2019, seu legado permanecerá como uma referência indelével no cenário artístico e cultural do nosso Estado. Quero me solidarizar com seus familiares e amigos neste momento de dor.

Paulo Câmara
Governador de Pernambuco

O poder centralizador de Izaías prejudicou Garanhuns



Tivemos nas duas últimas gestões em Garanhuns o prefeito Izaías Régis com estilo centralizador, não muito adepto a reuniões para planejamentos e monitoramentos, exerceu a função de forma empírica. É fato que demonstra amor por Garanhuns, mas não é o único apaixonado por esta cidade.

Com seu estilo, atraiu para si todas as qualidades e defeitos de sua gestão. Nenhum secretário ou vereador aliado conseguiu aparecer e as respostas nas urnas para seus candidatos recentes foram pífias, não consegue repassar votos. Ou seja, seu estilo personalista só beneficia ele próprio. Em um universo de cerca de 90 mil eleitores, deu pouco mais de cinco mil votos a seu deputado federal (Sílvio Costa) e menos de quatro mil a seu estadual, Álvaro Porto, que desapontado parece ter se afastado do prefeito. 

Izaías trabalhou também para impedir que novas lideranças políticas surgissem em Garanhuns. Na campanha anterior de deputado, apoiou Zaqueu com único intuito de mostrar sua força no município, mas sem o mínimo desejo de que ele fosse eleito. Não arregimentou apoios na região que tornassem possível aquele projeto. Na campanha de 2018 apoiou candidatos de fora para não dar asas aos de Garanhuns. Deu errado. Para vereador, tem também seus escolhidos e faz tudo para elegê-los, evitando o surgimento de verdadeiras lideranças populares.

No seu centralismo político sempre atacou seus adversários políticos e setores da mídia que lhe criticassem. Seu poder centralizador e vaidade política alimentam sua vontade de ser reconhecido como maior prefeito da história, e para isto atacou até os prefeitos que o antecederam, e quis a ironia do destino de ter que aceitar a pré-candidatura de Silvino Duarte, já que não conseguiu decolar a candidatura de Haroldo Vicente, seu vice, e que ele sempre acreditou que o faria prefeito com facilidade.

Em sua vontade de tomar conta politicamente de Garanhuns, não poupou esforços para eleger os 13 vereadores, provando que toda unanimidade é burra, pois pouco tempo se manteve. Barco lotado afunda. Mas queria provar sua força.

Izaías usou todos os meios para atacar o governo estadual, levando a população a rejeitar o governador. O método era simples. Em eventos e encontros, agradecia os investimentos e se dizia amigo. Mas para a mídia, discursos e rodas de conversa sempre atacou, passando sempre a mensagem que Paulo Câmara odeia Garanhuns. Izaías chegava a ir à Recife dar entrevistas a emissoras de rádio para levar este mote à mídia. Como era quase uma unanimidade em Garanhuns, o discurso pegou. Não há uma só frase do governador contra Izaías, e pelos investimentos do estado em Garanhuns, esta visão do prefeito não se sustenta, mas a população assimilou este discurso raivoso. Vale lembrar que foi com apoio de Eduardo Campos e Lula que Izaías se elegeu prefeito. Hoje bate nos socialistas e apoiou Bolsonaro para presidente.

Para manter este discurso contra Paulo Câmara, Izaías criou uma barreira e um distanciamento. Não manteve o diálogo institucional que se espera entre gestores, independente de suas diferenças políticas. Ao longo dos anos, esta situação prejudicou Garanhuns. O clima bélico nunca é bom.

Para manter a sensação de bom gestor, investiu nas festas, e isto ele faz bem. São momentos onde todos estão felizes, recebemos turistas, grandes artistas, movimenta a cidade, embeleza... É a Garanhuns de sonhos que todos querem. Mas a periferia estava recebendo asfalto de péssima qualidade, os PSFs com problemas, obras paradas espalhadas pela cidade (escolas, creches, CEAGA, etc). Problemas com funcionalismo municipal, agentes de saúde, guardas, professores, administrativos...

E chegou a pandemia para mostrar que a gestão não se sustentava no social. A saúde municipal nunca foi prioridade.

Mas ao longo dos anos fomos vendo um prefeito forte, com discurso contundente contra o governador, que realizou grandes festas, mas deixou um vazio de ações sociais que estão sendo cobradas agora pela população. 

Izaías se elegeu prometendo o contrário do seu fim de gestão. Iria incentivar o surgimento de novas lideranças políticas, iria trabalhar com a participação da sociedade... E o que vemos é o retorno ao passado, o cerseamento político e a centralização. Vai deixar a prefeitura e se eleger deputado estadual. E seu candidato é Silvino. Ou seja, a Garanhuns do futuro de Izaías é voltar 20 anos no tempo.

Ninguém segura a primavera. Garanhuns cresce (historicamente) quando temos participação de diversos atores políticos trabalhando pela cidade. A eleição de Sivaldo Albino possibilitou abrirmos um bom canal de diálogo com o governo do estado, em apenas um ano já vemos um novo espaço de Garanhuns em Pernambuco, sem brigas. Fernando Rodolfo tem se movimentado em Brasília, devemos apoiá-lo. Garanhuns vai encorpando diversas lideranças e o momento é propício a novas conquistas. Temos na memória Cristina, José Tinoco, Ivo e José Cardoso, todos eles deputados, quer fosse em Brasília ou Recife, brigando por Garanhuns. Queremos isto de novo, queremos a pluralidade e não o centralizamos que persegue e impede vozes contrárias.

Acho que Izaías poderia entender este novo momento, até ajudar esta Garanhuns que pede passagem e não tentar novamente centralizar tudo, pois o que aparentemente parece ser positivo na prática impede o desenvolvimento político e o trabalho daqueles que têm muito a contribuir com nosso município.

segunda-feira, 27 de julho de 2020

COLETIVA DE IMPRENSA / Universidades detalham retorno às aulas de forma on-line



Os reitores da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Marcelo Carneiro Leão; da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Alfredo Gomes; e da Universidade de Pernambuco (UPE), Pedro Falcão; convidam a imprensa para coletiva a ser realizada nesta terça-feira (28), às 15h, no Auditório João Alfredo, localizado no 1º andar da Reitoria da UFPE.

Durante a coletiva, serão tomadas todas as medidas de higiene e segurança para os profissionais que forem realizar a cobertura de forma presencial. A coletiva também será transmitida, de forma on-line, por meio da plataforma Google Meet: https://meet.google.com/wec-grgh-qex.

Na ocasião, os três reitores estarão à disposição dos jornalistas para detalhar como as instituições irão promover a retomada das aulas da graduação de forma remota. Eles falarão ainda a respeito das iniciativas que vêm sendo realizadas desde o início do período de isolamento social para o enfrentamento da pandemia de Covid-19, a exemplo da produção e distribuição de álcool em gel e 70%, pesquisas e esclarecimentos diversos fornecidos à população.

Em decisão tomada na última quinta-feira (23), a UPE irá retomar as aulas da graduação, de forma remota, no dia 8 de setembro. O Perí­odo Suplementar 2020.3 terá a duração de dez semanas e vai até o dia 25 de novembro. A UFPE e a UFRPE irão retomar as aulas da graduação no mesmo dia, 17 de agosto. Na Universidade Federal de Pernambuco, o Calendário Acadêmico Suplementar terá três meses de duração, sendo finalizado em novembro. Já na Universidade Rural, o Perí­odo Letivo Excepcional (PNL) 2020.3 vai ter a duração de dez semanas e encerramento em novembro. Nas três instituições, a adesão dos estudantes às aulas remotas será facultativa.

sábado, 25 de julho de 2020

PEDRO BRAGA interpreta TU ÉS, e a gente conhece o cantor e sua música!


O mundo gospel já deu muitas das mais belas vozes da música popular, outras seguem na missão de evangelizar. Tanto no Brasil quanto nos EUA, principalmente, é comum vermos cantores e cantoras citarem a igreja como campo de formação artística.

Trago este vídeo para vocês do Pedro Braga, jovem da Igreja Kerigma de Canhotinho, que canta a canção TU ÉS, de sua autoria, disponível em seu canal no Youtube. Em apenas quatro minutos a gente vê o compositor, o cantor, o músico ao violão e a mensagem, em um vídeo simples, mas muito bem produzido.

Pedro é filho de Jandira e Marcos, meus amigos. Marcos da Kerigma, do Judô e do CRA. 

Lembro que Alexandre Marinho apresentou a ideia de trazer uma extensão do Conservatório Pernambucano de Música ao deputado Sivaldo Albino, que aprovou de imediato e levou a proposta ao estado, chegou a iniciar a conversa com a gestão do Conservatório em Recife, mas aí veio a pandemia. Esperamos que retome e tenhamos este investimento sócio-cultural em Garanhuns.

Já imaginaram estes jovens, como o Pedro Braga, com acesso ao ensino da música, desenvolvendo ainda mais o dom que Deus lhe deu? Assistam o vídeo, e se gostarem, compartilhem, como faço agora.

Conheçam o canal de Pedro no Youtube / 




Gostou? Compartilhe.

sexta-feira, 24 de julho de 2020

FIG NA TV / programação desta sexta-feira (24) tem Tributo a Belchior, Diogo Nogueira, Alcione, Andréa Amorim e Celino Melo

GARANHUNS: Vereadores deveriam abrir CPI para investigar obras paradas da prefeitura, defende ex-parlamentar



"É espantosa a quantidade de obras paradas da prefeitura de Garanhuns sem que ninguém faça nada. As pessoas não se pronunciam, ninguém cobra, Ministério Público não se posiciona, não chega na justiça e os vereadores, que deveriam fiscalizar, fazem parte da prefeitura, são quase todos compromissados com o prefeito e não cumprem suas obrigações." - O desabafo é do ex-vereador Eraldo Caxiado, que tem trazido este tema aos meios de comunicação e redes sociais.

"São obras sem conclusão de escolas, creches, pórtico, Ceaga, e até a UPA24h só abriu porque chegou mais dinheiro federal da Covid, se não também estaria lá parada, sem terminar, como esteve nos últimos cinco ou seis anos, e ninguém se pronuncia. Sem contar que os asfaltos feitos estão todos se desmanchando com menos de um ano de feitos nos bairros da cidade." - Afirma o ex-vereador.

Segundo o ex-parlamentar, caberia aos vereadores de Garanhuns investigarem os motivos de tanta obra parada, e ao Ministério Público levar à justiça para punir os responsáveis. "Imaginamos que dois grandes motivos levaram a esta situação, a falta de gestão, totalmente despreparada, que só sabe fazer festa, e o projeto eleitoral do prefeito. Imaginou que iria entregar tudo no último ano de seu governo, depois de sete anos de obras paradas, para enganar a população e eleger seu sucessor" - Finaliza Caxiado.

Aliança pelo Brasil / INTRIGAS DE UM PARTIDO

Lançado em novembro de 2019 para abrigar Jair Bolsonaro e seus correligionários, o Aliança pelo Brasil não conseguiu se viabilizar a tempo das eleições deste ano – eram necessárias 492.000 assinaturas e, até julho, o TSE validou apenas 15.834 – e já vive um racha interno entre caciques, além de sofrer um processo de debandada antes mesmo da sua criação. 

Matéria de VEJA mostra os bastidores da disputa que tem ajudado no processo de derrocada precoce do partido, como os conflitos entre três nomes fortes, os advogados Karina Kufa, Luís Felipe Belmonte e Admar Gonzaga. 

Nesse ritmo, tudo leva a crer que Bolsonaro precisará de uma nova legenda de aluguel na sua campanha da reeleição, como fez com o PSL em 2018.

O PTB já ofereceu o partido.

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Hidroxicloroquina é ineficaz em casos leves a moderados, diz estudo com 55 hospitais no país

O GLOBO

O uso da hidroxicloroquina não oferece benefícios a pacientes com Covid-19 em quadros leves e moderados, concluiu estudo que envolveu 55 hospitais brasileiros. Médicos e pesquisadores acompanharam 667 pacientes de unidades públicas e privadas entre março e junho. O resultado foi divulgado no periódico científico “New England Journal of Medicine”.

“Não constatamos nenhum efeito benéfico, nem com a hidroxicloroquina sozinha nem junto com a azitromicina”, afirma o médico intensivista Regis Goulart Rosa, que participou do estudo. Além disso, os medicamentos provocaram efeitos adversos nos pacientes.

O tratamento com hidroxicloroquina tem como principal defensor no país o presidente Jair Bolsonaro. Ele recomenda a substância desde o início da pandemia e passou a usá-la depois que recebeu diagnóstico positivo para a Covid-19. Bolsonaro faz dois exames cardíacos por dia para monitorar efeitos colaterais.

Em foco: o Ministério da Saúde foi alertado por técnicos a não adquirir e produzir cloroquina em massa. Em reunião em maio, o governo relatou a importação de três toneladas de insumo para produzir a substância. Por ordem de Bolsonaro, o Exército passou a fabricar o medicamento. O Ministério Público que atua junto ao Tribunal de Contas da União investiga suspeita de superfaturamento na compra da matéria-prima. Hoje, o governo tem estocado ao menos 5,4 milhões de comprimidos.



AUXÍLIO PARA ARTISTAS

A Medida Provisória que define as regras do auxílio emergencial de 600 reais para trabalhadores da área cultural  foi aprovada pelo Senado, com alterações do relator Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB). Entre as mudanças está a obrigação de estados e municípios de apresentar uma lista dos beneficiados pela ajuda. 

A proposta prevê ainda um subsídio para manutenção de espaços artísticos, pequenas empresas culturais, cooperativas e organizações comunitárias, conforme previsto pela Lei Aldir Blanc, sancionada em junho. 

Por ter sido alterado, o texto da Medida Provisória voltará à Câmara dos Deputados para nova apreciação.

Kiara, Elba e Vanessa da Mata na tela do FIG NA TV

FIG NA TV
Na tela da @InfoTv Web, no YouTube e no Facebook



*PROGRAMAÇÃO*
Entrevistas, apresentações ao vivo e reprises de grandes shows do Festival de Inverno de Garanhuns nos últimos anos.

E esta quarta-feira tem muita voz feminina mostrando a força da nossa música!!! 

*23/07 – QUINTA*
19h30 - Bate-papo do FIG
20h - Elba Ramalho (2019)
21h - Kiara Ribeiro (Ao vivo)
22h - Vanessa da Mata (2018)

Oferecimento: Delivery no FIG, Ouro Verde, Chalé Express, Ceofood, Sivaldo Albino Deputado Estadual, Blog Ronaldo César e Varanda Restaurante

Reabertura gradual das agências do INSS será a partir do dia 3 de agosto

Atendimento exclusivo por meio de canais remotos até o dia 31 de julho 



A Portaria Conjunta nº 27 da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), publicada em 8 de julho de 2020, adiou para 3 de agosto o retorno do atendimento presencial nas Agências da Previdência Social. O atendimento exclusivo por meio de canais remotos será até o dia 31 de julho e continuará sendo realizado mesmo após a reabertura das agências. 

Em um primeiro momento, o tempo de funcionamento das agências será parcial, com seis horas contínuas, e o atendimento será exclusivo aos segurados e beneficiários com prévio agendamento pelos canais remotos (Meu INSS e Central 135). Também serão retomados os serviços que não possam ser realizados por meio dos canais de atendimento remotos como, por exemplo, realização de perícias médicas, avaliação social e reabilitação profissional. A reabertura gradual e segura irá considerar as especificidades de cada uma das 1.525 Agências da Previdência Social no país. Cada unidade deverá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva. As unidades que não reunirem as condições necessárias para atender o cidadão de forma segura, continuarão em regime de plantão reduzido. 

O INSS irá disponibilizar um painel eletrônico contendo informações sobre o funcionamento das Agências da Previdência Social, os serviços oferecidos e o horário de funcionamento. Considerando que parte considerável dos segurados só conseguem cumprir as exigências de forma presencial, a Superintendência Regional Nordeste, assim como outras unidades do INSS, está criando alternativas para que os usuários possam cumprir as exigências e os processos possam ser analisados. Desse modo, aqueles segurados que requereram benefício e estão com alguma exigência para ser cumprida, poderão entregar os documentos solicitados na unidade mais próxima de sua residência, em sistema semelhante ao de drive-thru, onde serão disponibilizadas urnas para o usuário depositar envelope lacrado contendo cópias simples dos documentos exigidos juntamente com o formulário de cumprimento de exigência que deverá estar preenchido e assinado. 

Todas as medidas tomadas para garantir o direito dos cidadãos durante a pandemia da covid-19, incluindo a simplificação dos procedimentos e a oferta de serviços por meio de canais remotos, continuarão valendo mesmo após a retomada do atendimento presencial. 

O adiamento do retorno gradual e seguro do atendimento presencial para o dia 3 de agosto foi definido pelos dirigentes da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e do INSS após nova avaliação das informações apresentadas pelo grupo de trabalho responsável pelo plano de ação de reabertura indicar que um número reduzido de Agências cumpriria todos os requisitos estabelecidos até a data anteriormente prevista (13 de julho). 

quarta-feira, 22 de julho de 2020

Pedro Veloso faz Live com Carlos Veras e Fernando Haddad


Nesta quarta-feira, dia 22 de julho, às 19h, será transmitida no facebook a live com o pré candidato a prefeito do PT de Garanhuns Dr. Pedro Veloso com o Deputado Carlos Veras e o Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo e ex-candidato à presidência do Brasil.

A exibição será feita na página oficial do deputado Carlos Veras

MEDO / RJ volta às aulas com incertezas.

Crivella volta as aulas no Rio, e limita a quatro séries


A reabertura das escolas privadas da cidade do Rio de Janeiro em 3 de agosto será escalonada. O prefeito Marcelo Crivella esclareceu ontem que a autorização vale para turmas de 4º, 5º, 8º e 9 º anos do Ensino Fundamental. Depois de 15 dias e uma nova avaliação da medida, outros estudantes poderão ser liberados.

Colégios, pais e alunos seguem indecisos e o sindicato de professores diz não concordar com a volta às aulas, enquanto especialistas alertam para riscos .

Grandes redes de ensino não bateram o martelo sobre a retomada presencial. Na rede pública, alunos e pais cobram da prefeitura o prometido pagamento do auxílio-merenda.



NOTA DO BLOG: Continuo achando que as aulas só deveriam voltar quando tivermos a vacina. 

Colégio Santa Joana D'Arc realiza avaliações diagnósticas com os alunos pela plataforma do Positivo ON!!!

A reinvenção da equipe diretiva e docente é diária e a educação segue firme e forte nesse momento.

Procurando atender cada vez melhor aos alunos, o colégio juntamente com o sistema de Ensino Positivo realiza momentos de avaliação diagnóstica para alunos do 1º ao 9º ano.

A família Joana D'Arc compreende que uma educação voltada para o futuro é aquela que permite que os alunos sejam capazes de desenvolver um olhar crítico, ético e humano.





terça-feira, 21 de julho de 2020

De Oxford ou da China, deveremos ter a vacina em dezembro ou janeiro

CORRIDA DAS VACINAS

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica Astrazeneca obteve resultados positivos em sua primeira fase de testes com humanos. Segundo o estudo, o imunizante foi capaz de induzir a produção de células T, que atuam no sistema de defesa do organismo, e anticorpos, e os efeitos colaterais foram brandos. O experimento no Reino Unido contou com a participação de 1.077 adultos saudáveis. Em outra frente, a vacina chinesa desenvolvida pela CanSino Biologics também se mostrou segura e capaz de induzir resposta imune no organismo de mais de 90% dos 508 chineses que participaram do estudo. As reações adversas foram consideradas comuns.
 


COMO SERÁ APLICADA?

Com o avanço nos testes e os resultados positivos com humanos, há motivos para nos mantermos otimistas sobre a descoberta de uma vacina contra o novo coronavírus. Apesar de o Brasil se encontrar em posição privilegiada para o acesso ao imunizante de Oxford, caso ele se mostre eficaz, a chegada do antídoto ao país deve demorar alguns meses. Com uma parceria firmada com a Astrazeneca, que vai produzir e distribuir a vacina de Oxford, cerca de metade das 30,4 milhões de doses devem chegar ao país ainda este ano, em dezembro, e a outra metade em janeiro de 2021, já prontas para serem aplicadas. A população "mais vulnerável" deve receber as primeiras doses, segundo o Ministério da Saúde.

Governo quer acabar com Fundeb, diz Danilo Cabral



A contraproposta do governo federal para o novo Fundeb pode implodir o financiamento da educação básica brasileira. A avaliação é do deputado federal Danilo Cabral (PSB), vice-presidente da comissão especial que analisa a PEC 15/15. “Desde seu início, o atual governo federal não participou do debate e, agora, aos 48 minutos do segundo tempo, tenta desfazer o que foi negociado e acrescenta novos elementos. Chega a ser um desrespeito com o Congresso Nacional”, criticou o parlamentar. 

Segundo Danilo Cabral, o novo Fundeb é um avanço para o principal instrumento de financiamento da educação básica do Brasil. “A ideia de adiar a vigência do fundo para 2022 e a retirada de recursos são formas de não valorizar tudo que foi discutido, com ampla participação da sociedade”, afirma. Neste fim de semana, o governo federal fez circular a sugestão de que a educação, no próximo ano, seja financiada com recursos do orçamento da União, além do uso de metade do dinheiro da ampliação da participação da União seja destinada para a transferência direta de renda para famílias com crianças em idade escolar que se encontrem em situação de pobreza ou extrema pobreza.

“Isso é inconstitucional. É um verdadeiro ‘jabuti’ que o governo coloca na votação do Fundeb. Na verdade, o governo não tem interesse em tornar o fundo permanente e, por isso, usa de artifícios para tumultuar a análise da PEC pelo Congresso”, diz Danilo Cabral. O governo também propôs que o Fundeb financia pagamento de inativos. O relatório da PEC destina os recursos apenas para o pagamento dos profissionais da ativa. 

Danilo Cabral destaca que o novo Fundeb traz avanços em relação ao modelo existente atualmente. Ele elenca como exemplo a sua constitucionalização, que oferece segurança e estabilidade para investimentos na educação por parte de estados e municípios, melhora o equilíbrio federativo e a qualidade dos gastos, com a criação de indicadores de desempenho. “É isso que defendemos e que precisamos aprovar no Congresso Nacional. Por isso, pedimos a mobilização de todos para pressionar pela aprovação do Fundeb como está posto no relatório da deputada Dorinha Rezende (DEM-TO)”, ressaltou. 

Previsto para ser votado nesta segunda-feira(20), o novo Fundeb deve começar amanhã (21), pela falta de consenso. “No limite, acredito que encerremos a votação na quarta-feira (22)”, encerrou Danilo Cabral. Por ser uma proposta de emenda constitucional, será preciso fórum qualificado, aprovação por 3/5 dos deputados (308) e votação em dois turnos.

segunda-feira, 20 de julho de 2020

SETE DE SETEMBRO ESPORTE CLUBE DIVULGA EDITAL


MP vai analisar doações de terrenos da prefeitura



Partidos de oposição em Garanhuns acionaram o Ministério Público para analisar as irregularidades das doações dos terrenos em ano eleitoral que estão sendo feitas pela prefeitura.

O promotor de justiça dr. Domingos Sávio já notificou o prefeito, a procuradoria e a Câmara Municipal para se pronunciarem.

No pedido, PDT e PSB apontam as irregularidades das doações em ano eleitoral.

OPINIÃO DO LEITOR / Pandemia e falta de empatia: fogo e gasolina?

 

ARTIGO 

"Nunca na História moderna vivemos um momento tão crítico e desolador. Desde a epidemia de Peste Espanhola, no começo do século XXI, o mundo não sofria com a disseminação de um vírus tão letal, rápido e ainda tão pouco conhecido. Mas o que mudou na humanidade em um século? Porque em um mundo globalizado, onde a informação é de fácil acesso e se propaga instantaneamente, estamos tendo tanta dificuldade em conter e minimizar os danos causados pelo novo coronavírus? 

Eu me arrisco a dizer que o combustível para a falta de um controle mais eficaz do vírus consiste no fato de o ser humano estar caminhando cada vez mais para o lado oposto do que chamamos e conhecemos por empatia. 

No dia 12 de Março deste ano tivemos a primeira morte por Covid-19 confirmada no Brasil. Tão logo a população tratou de estocar produtos como álcool em gel e papel higiênico. 

Porém, pouco mais de quatro meses depois, com mais de 77 mil mortos e uma média de 1.068 mortes por dia (Fonte: Uol), a população parece ter normalizado e banalizado a morte e a pandemia. Os SETENTA E SETE MIL MORTOS viraram apenas um número. Mas são 77 mil famílias em luto. O Brasil agora é o segundo país em casos do novo vírus, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Ah, e convém lembrar que estamos sem um Ministro da Saúde até o momento. Temos um interino que não é da área da saúde e já demonstrou não saber o que faz. E justamente nesse momento, a maior parte dos municípios estão determinados a abrir comércios, academias, locais de uso público, etc. 

Agora, vamos falar sobre nossa realidade: Garanhuns. 

Garanhuns não foge à regra. Em 27 de Junho tínhamos 409 casos confirmados e 30 óbitos (Fonte: Sec. Municipal de Saúde). Hoje, 20 de Julho, a nossa cidade contabiliza 604 casos confirmados. Um aumento de 195 casos em apenas três semanas. O número de óbitos subiu para 39. E sabemos que ainda existem casos não notificados, de pessoas que são assintomáticas, tiveram sintomas, mas não foram testadas etc. Esse número deve ser bem maior. E diante desse cenário, qual foi a atitude tomada? Reabrir tudo. 

Ora, se com um isolamento não obrigatório as pessoas estavam a perambular pelas ruas, muitas vezes em grupo e sem máscara, ou quando com máscara, muitas vezes usadas no queixo ou com o nariz de fora, como será a partir de agora, com tudo reaberto e a sensação de liberdade e normalidade se tornar ainda mais acentuada? A resposta é simples: o caos. 

Na minha opinião, Izaías Régis sempre foi um prefeito exemplar. Um homem nada acomodado, que sempre defendeu Garanhuns e tem feito uma ótima gestão. Seu empenho em fazer Garanhuns brilhar e ser uma cidade melhor é admirável. Mas o que se passou na cabeça dele para aderir à essa flexibilização? 

Senhor prefeito, eu adoraria ver a energia com a qual você governa e defende nossa cidade empregada com a mesma intensidade para encontrar uma solução para essa questão. Reabrir não foi a melhor. O momento não é oportuno. Sabemos que a desobediência será enorme. 

A situação é, de fato, muito complexa. Há uma preocupação grande com a economia das cidades e do país, o que é bastante plausível. Todavia, de que serve um comércio aberto com uma população exposta ao risco? Há consumo e economia sem pessoas? O bem mais valioso não deveria ser a vida, assim como rege o Direito brasileiro? Insisto: entendo a necessidade da retomada das atividades, mas as autoridades estão pensando no preço que iremos pagar por isso? 

As consequências serão devastadoras. Temos exemplos no mundo inteiro de locais que resolveram reabrir e em pouco tempo decretar isolamento de novo, por conta do aumento de casos. Então que caminho seguir? É uma resposta difícil. Não há consenso ainda. A Organização Mundial de Saúde não recomenda tal atitude. Economistas liberais defendem. Parte da população quer, outra sequer sairá de suas casas. 

E que perfil de cidadão é esse que deseja que tudo volte ao normal? Exatamente aquele que não consegue exercitar sua empatia, sua compaixão. O brasileiro de uma forma geral nunca pensa nele como sendo parte de um todo, de um coletivo. Há muito egoísmo. Essas pessoas são as mesmas que usam a máscara no queixo, que não respeitam as faixas de distanciamento nas filas, que se informam por whatsapp, que acreditam que o Presidente do país é a autoridade competente para gerir a pandemia, inclusive RECEITANDO medicação sem nenhuma eficácia comprovada ainda pela classe médica e científica. 

Então, o que fazemos nós, que estamos respeitando o isolamento? Não se trata aqui de "ah, cada um faz o que quer". Não é assim que essa banda toca. O cidadão que optar por ir às ruas, por falta de empatia ou até mesmo por não suportar mais ficar confinado, não parou para pensar que não coloca em risco apenas a vida dele, mas também de toda a população? O cidadão que diz que "cada um age como quer" precisa entender que essa situação é como o trânsito de uma cidade. Se você avançar o sinal vermelho provavelmente irá causar um acidente e machucar alguém que estava respeitando a lei.

Bom, ficam a reflexão e os questionamentos. O texto é tomado sim por interrogações, uma vez que ainda não temos respostas para tudo e estamos um pouco longe de algo que combata o vírus. Mas um coisa já foi comprovada: o isolamento, a quarentena, funciona. 

Não se informem por mensagens de Whatsapp ou matérias sem fonte confiável. Respeitem o distanciamento. Usem a máscara de forma correta. Lavem bem as mãos. Pensem como parte da coletividade e não apenas em si. Esse, até o momento, é o meio que tem nos mantido ainda sadios e vivos. 

Ouçam as autoridades da saúde. Esqueçam as opiniões infundadas e irresponsáveis de políticos que não sabem (ou bem sabem) o mal que estão fazendo (leia-se Jair Bolsonaro).

Fica meu apelo, minha reflexão."

NOTA DO BLOG: O leitor que assina este artigo optou por não se identificar.

AGORA COMIGO: Números da Covid em sua região

Embora alguns digam que os números da pandemia no Brasil já dão sinais positivos, a realidade não é bem assim, não há uma regularidade nas regiões do país. Temos estados em queda de infecção e mortes, outros que estabilizaram e muitos ainda em curva crescente, e por isto o Brasil ainda bate recordes. Até dentro dos estados, as regiões mostram discrepâncias. Ao analisar os números, não olhem os dados nacionais, procurem do seu município e da sua região. 

BRC.blog.br

PSB PODE LIDERAR NOVO PROJETO DE PARTIDO UNINDO LIDERANÇAS DA ESQUERDA

Flávio Dino (PCdoB) e Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB


O Jornal O Globo traz uma informação importante para o mundo da política nacional, a criação de um novo partido de esquerda, com inspiração no antigo MDB.

Em uma época de polarização e radicalismo entre direita e esquerda, o futuro pode vir do equilíbrio, longe desta direita que se mostrou autoritária e sem projeto de país, e também longe do Centrão fisiologista que se vende por cargos nos governos. O viés deste projeto é de esquerda democrática, como era o MDB durante e no pós-ditadura.

Aliás, a ideia deste novo partido é criar uma opção a Bolsonaro em 2022. Um dos líderes deste projeto é o governador Flávio Dino, que tem grande aprovação e deseja a fusão do seu partido, o PCdoB com o PSB do governador pernambucano Paulo Câmara. 

Este projeto poderia agregar lideranças como o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), segundo O Globo. Em vários estados o PSB tem fortes lideranças e o projeto nacional poderia ter no próprio Flávio Dino seu candidato a presidente. Em Pernambuco, o PCdoB tem a vice-governadora Luciana Santos.

O eleitorado, ao ver onde os radicalismos tem nos levado, pode querer o equilíbrio de uma centro-esquerda experiente e renovada.

DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.