DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Pressão nas ruas mostra a Bolsonaro que ele acabará como Macri, diz Humberto

POLÍTICA
De direita, assim como Bolsonaro, presidente da Argentina perdeu nas urnas para a oposição por grande diferença de votos


Depois de participar dos protestos nas ruas de Brasília contra o desmonte da educação promovido por Bolsonaro, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), declarou que os grandiosos atos registrados no país inteiro nesta terça-feira (13) são apenas uma pequena mostra do rastilho de pólvora que já corre por todo o Brasil, segundo texto divulgado por sua assessoria.
“Se o governo não começar a trabalhar em favor dos brasileiros, o país explodirá brevemente. Ou trabalham e mudam essa política de esmagamento de direitos ou, muito em breve, Bolsonaro vai fazer coro com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, que, ontem, chorou depois da surra histórica levada nas primárias argentinas”, afirmou.
Para Humberto, a política econômica adotada pela gestão Macri é exatamente a mesma que Bolsonaro está aplicando aqui no Brasil. Segundo o parlamentar, o povo não é bobo: na hora certa, vai responder ao presidente brasileiro assim como os argentinos responderam por lá.

De acordo com o senador, há uma imensa união dos mais diversos setores sociais em protesto contra o governo, que tem levado o país ao abismo, a uma recessão e a um quadro de desemprego que não consegue solucionar.

“E, agora, vem o ministro da Economia, Paulo Guedes, pedir um ou dois anos de trégua a essa gestão inoperante e incompetente, cujo chefe mentiu aos brasileiros com a oferta de soluções que nós dissemos, desde o início, serem totalmente mentirosas. Não terão. Se baixarmos a guarda, daqui a dois anos, não sobrará nada do Brasil”, disparou.

Atos em favor da educação tomaram conta do Brasil, nesta terça, 13
Ele lembrou que o corte de R$ 1 bilhão na educação, anunciado na semana passada, está destruindo as bolsas de pesquisa e a educação básica e inviabilizando as instituições federais de ensino.

Humberto lamentou que essa última tesourada levou cerca de R$ 20 milhões somente de Pernambuco, onde a universidade federal foi obrigada a desligar os aparelhos de ar-condicionado porque não pode mais pagar a energia e só a Universidade do Vale do São Francisco, no Sertão do Estado, perdeu R$ 7 milhões.

“É uma crueldade com uma região tradicionalmente mais sofrida pelas condições climáticas e econômicas adversas. Eu fico imaginando como não deve estar o senador Fernando Bezerra Coelho, líder de Bolsonaro no Senado, ao ver o presidente cometer um ato de vilania dessa natureza com a universidade mais importante de Petrolina, sua cidade natal, e uma das mais importantes de toda a região do Vale do São Francisco. Que constrangimento”, comentou.

O líder do PT no Senado prometeu um combate diário no Congresso Nacional e na rua para externar as contradições, os desmandos e os desmantelos “desse governo de néscios, que nada faz a não ser jogar o País no caos”.

SE PRIVATIZAR, NORDESTINOS PAGARÃO MAIS CARO PELA ÁGUA, afirma deputado sobre Transposição do Rio São Francisco



O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) foi à tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta segunda-feira (12) para se posicionar contra o anúncio do Governo Federal de privatizar a operação e manutenção do projeto de transposição do Rio São Francisco. A proposta está inclusa no primeiro exemplar da série Pró-Infra, uma iniciativa que vai reunir várias ações nas áreas de logística, energia, saneamento básico, mobilidade urbana, entre outros.

Para Lucas, entregar o controle dos eixos da transposição (Norte e Leste) à iniciativa privada representa uma ameaça para a região, principalmente aos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. “Caso haja a transferência da gestão, os interesses da população correm sério risco, pois estarão em segundo plano e ofuscados pelos objetivos comerciais dos empresários”, alertou. “Nordestinos de quatro estados pagarão mais caro pela água se o Governo privatizar”, lembrou.

“Com os trabalhos praticamente finalizados e após um investimento bilionário feito pela União ao longo de 12 anos, o governo Jair Bolsonaro quer entregar a operação de um projeto tão importante e virar, mais uma vez, as costas para nossa região”, comentou o parlamentar. Atualmente, as obras da transposição encontram-se em fase de conclusão. O Eixo Leste (que sai de Floresta até o agreste paraibano) está 97,6% concluído, enquanto o Eixo Norte (com captação em Cabrobó e seguindo em direção ao reservatório de Jati, no Ceará) apresenta índice de 97%.

Lucas ressaltou, ainda, a importância que o Rio São Francisco tem para o desenvolvimento nordestino. “As águas do Velho Chico desempenham um papel fundamental para o Nordeste, possibilitando a agricultura familiar e irrigada, a pesca artesanal, o abastecimento, a geração de energia e o turismo. Um patrimônio que deve ser bem cuidado através de políticas públicas que prezem pela sustentabilidade para que continue servindo às gerações futuras”, salientou.

CHESF - Na Alepe, o deputado foi o responsável pela criação de dois colegiados que colocaram luz sobre as discussões acerca da utilização e preservação dos recursos do Rio da Integração Nacional: a Frente Parlamentar em Defesa da Chesf e a Frente Parlamentar em Defesa do Rio São Francisco. “Estamos alertas quanto à movimentação do Governo Federal com o objetivo de retomar a privatização do Sistema Eletrobras, o que levaria em seguida para a venda de subsidiárias do setor elétrico como a Chesf”, declarou. “Queremos que a Chesf continue impulsionando o crescimento do país, sem buscar atender os desejos de investidores em detrimento do seu papel como motor do desenvolvimento de uma região. Estaremos atentos a qualquer manobra que venha a comprometer o bolso e o futuro dos nordestinos”, disse.

Garanhuns terá oficinas gratuitas sobre gestão empresarial e vendas voltadas para vidraceiros

EMPREENDEDORISMO
Ação promovida pelo Sebrae em parceria com a Vivix e a AEP acontece nos dias 15, 22, 28 e 29 de agosto e é direcionada para empreendedores do setor de vidros do Agreste Meridional



A utilização das redes sociais para impulsionar as vendas tem sido cada vez mais presente nas empresas em todo o país, principalmente entre os pequenos empreendedores. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), as redes sociais foram responsáveis por 21% das vendas em 2018 e a estimativa para 2019 é de que esse número seja 16% maior. 

Um dos segmentos que terá a oportunidade de receber informações sobre gestão empresarial e como as mídias digitais podem auxiliar no aumento do faturamento das empresas é o de vidraçarias. Para isso, o Sebrae, em parceria com a Vivix (fábrica de vidros com sede no município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife) e a AEP (Associação das Empresas do Polo Pernambuco-Paraíba) realiza uma série de oficinas nos dias 15, 22, 28 e 29 de agosto, exclusivas para os vidraceiros do Agreste Meridional. 

As atividades serão realizadas no auditório da Unidade Agreste Meridional do Sebrae em Garanhuns, sempre das 18h às 22h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela loja virtual www.loja.pe.sebrae.com.br, pelo 0800-570 0800 ou na própria unidade, localizada na Avenida Rui Barbosa, 671, no bairro Heliópolis.

Programação:
Quinta (15/08) - “Como definir o preço de vendas”
Quinta (22/08) - “Como aumentar suas vendas”
Quarta (28/08) - “Whatsapp Business como Ferramenta de Vendas”
Quinta (29/08) - “Instagram Para Negócios”

Inscrições gratuitas pela loja virtual www.loja.pe.sebrae.com.br, pelo 0800-570 0800 ou na própria Unidade Agreste Meridional do Sebrae

Governador indica engenheira civil para a presidência da Compesa

GESTÃO PÚBLICA
Manuela Marinho é a primeira mulher a comandar a COMPESA, uma das empresas orgulho de Pernambuco. Paulo continua valorizando o conhecimento técnico no Governo
Foto-Francisco-Andrade

O governador Paulo Câmara indicou, nesta segunda-feira (12/08), a engenheira civil Manuela Marinho para assumir a presidência da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) com a missão de ampliar e consolidar o abastecimento de água e esgotamento sanitário no Estado. Pós-graduada em Segurança do Trabalho, Manuela coordenou o Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) e foi secretária de Turismo e Lazer em 2018.

Atualmente, Manuela Marinho comanda a área de Transportes da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos. A engenheira, que será a primeira mulher a presidir a Compesa, em 48 anos de existência da companhia, é também auditora fiscal da Secretaria da Fazenda da Paraíba.

A indicação do governador será submetida ao Conselho de Administração da Compesa, na próxima semana.

O administrador Roberto Tavares, atual presidente da Compesa, será nomeado assessor especial do Secretário da Fazenda de Pernambuco, Décio Padilha. Roberto estava na Compesa desde 2007, quando se tornou diretor de gestão da companhia. Ele ocupava a presidência da entidade desde janeiro de 2011.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.