DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

sábado, 4 de agosto de 2018

ARMANDO NA CONVENÇÃO: Chegamos inteiros e coesos


O principal grupo de oposição no estado fez sua grande convenção neste sábado (04/08), no Classic Hall, confirmando o senador Armando Monteiro (PTB) como candidato ao governo pela frente de oposição "Pernambuco Vai Mudar". O evento reuniu candidatos e representantes dos 13 partidos que compõem a aliança liderada pelo petebista: PTB, PSDB, DEM, PSC, PPS, PRB, Podemos, PV, PSL, PRTB, PHS, PSDC e PMB. 

Era uma hora da tarde quando, após uma sequência de discursos que incluiu seus companheiros de chapa - os candidatos a vice-governador Fred Ferreira (PSC) e às duas vagas no Senado, Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM) -, Armando se posicionou na passarela armada na casa de eventos de Olinda para as falas da convenção, que começou às 9h. "Não é hora de olhar para o passado. Querem falsear o debate. Mas sabe o que nos interessa? É o lado da mudança, o do futuro de Pernambuco", afirmou.

"O que é ser novo? Não é apenas ser jovem. Ser novo é ser diferente, é ser capaz de entender as mudanças e transformações. É ser honesto, é entender que se governa para a maioria de forma transparente", salientou.

Armando desferiu críticas contundentes ao Governo do Estado e o governador Paulo Câmara. "Sabemos que a eleição de 2014 não foi uma eleição em que apenas se elegeu um governador. Foi uma homenagem ao ex-governador Eduardo Campos", disse Armando, emendando: "Mas essa justa homenagem se seguiu uma grande decepção. Esse governo tem a marca da omissão: falhou na saúde, na educação, na segurança."

O candidato ao governo finalizou seu discurso lembrando que fará de tudo para elevar o nível do debate. "Mas, do jeito que a bola vier, nós vamos devolver. Faremos o enfrentamento em qualquer campo. Eles apostaram que nós não chegaríamos unidos aqui. Pois erraram feio. Chegamos inteiros e coesos."

Fotos: Leo Caldas e Ricardo Labastier/Divulgação
Texto editado da Assessoria de Imprensa do Candidato

UBE empossa nova diretoria em Garanhuns

Natanael Vasconcelos assume presidência da UBE Garanhuns
Neste sábado (04/08), às 19h, no auditório do Garanhuns Palace Hotel, a UBE - União Brasileira de Escritores, Núcleo Garanhuns, empossa nova diretoria para um novo biênio. O contador Natanael Vasconcelos Silva assume a presidência, substituindo José Renato Siqueira. O professor Albérico Fernandes será o vice. A secretaria ficará com o médico Ulisses Pereira, e a tesouraria com Ronaldo Cesar, este mesmo.

José Renato deixa um legado de fundação e consolidação do Núcleo em Garanhuns, com participação em praticamente todos os eventos literários no município, a exemplo de FILIG, Bienal e Festival de Inverno, sempre com espaço importante para nossos escritores. O futuro ex-presidente já faz parte da diretoria da UBE Nacional e da Câmara Cultural.

Aliás, com apoio da UBE Nacional e nosso presidente Alexandre Santos, a UBE Garanhuns participou de eventos literários em várias cidades do estado, e até em estados vizinhos. Já agora em agosto, participa da FeliCidade em Moreno, e em setembro volta à FLIPO, em Porto de Galinhas.

À nova diretoria, nossos votos de sucesso, e aos que saem depois de muito trabalho cultural, nosso mais sincero obrigado!

Oposição perde dois candidatos a Deputado Federal fortes no Agreste

Jorge Corte Real não será mais o federal de Izaías Régis em Garanhuns


Há poucos dias das convenções e das definições das chapas estaduais, a oposição liderada por Armando Monteiro perdeu duas candidaturas a deputado federal muito fortes no Agreste, mas tem explicação.

Bruno Araújo (PSDB), que tem votos em vários municípios da região, ameaçou romper com Armando, mas após repreensão de Geraldo Alckmin, voltou ao grupo do candidato ao governo estadual, assumiu uma das vagas ao senado e conseguiu levar todo o palanque para o candidato tucano a presidente. No novo arranjo sem Bruno, candidatos a deputado estadual estão anunciando novas dobradinhas, é o caso de Álvaro Porto (PTB), que está anunciando André Ferreira (PSC) como seu candidato a federal em Canhotinho.

Em Garanhuns, Álvaro faria dobradinha com Jorge Corte Real (PTB), com o apoio do prefeito Izaías Régis (PTB). Contudo, Corte Real também não disputará a reeleição, que muitos contavam como complicada. Em 2014 ele foi o último de sua coligação a conquistar a vaga. O deputado aceitou a suplência de senador da candidatura de Mendonça Filho (DEM), apostando que, se eleito, o futuro senador possa aceitar retornar a um ministério.

Sem Corte Real, Izaías deve anunciar novo apoio, e lógico, a alguém do grupo de oposição. Ao receber críticas por apoiar Álvaro, imaginem como seria Izaías apoiando outro candidato com histórico político ligado a outro município. E ainda deve viver a situação de pedir votos para Geraldo Alckmin pelo acordo de Armando Monteiro com o PSDB nacional, na cidade que Lula nasceu e é um mito intocável.

Como prefeito de uma das cidades mais importantes do estado, Izaías precisava ter criado opções para deputado dentro de seu próprio grupo político.

JORNAL DO COMMERCIO - Sábado, 04/08/2018


BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.