BLUENET - PROVEDOR DE INTERNET

DESTAQUES DO BLOG

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Na ALEPE, Sivaldo Albino comemora êxito do Festival de Inverno de Garanhuns

NÚMEROS – “Festa recebeu mais de 600 mil pessoas, foi unanimidade.” Foto: Roberto Soares

O deputado Sivaldo Albino (PSB) ressaltou, durante o Grande Expediente desta quinta (1º), o sucesso da última edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), realizado entre 18 e 27 de julho, no Agreste do Estado. O parlamentar afirmou que, além de promover a cultura, sob todos os seus aspectos, o evento também proporciona cidadania. “Quem passou por lá viu o quanto o FIG é importante para o município, para a região e para Pernambuco. Graças ao apoio do Governo Estadual, a festa recebeu mais de 600 mil pessoas, foi unanimidade”, pontuou. 

Ele apresentou dados segundo os quais o festival promoveu mais de 500 atividades, recebeu cerca de três mil artistas e teve o reconhecimento da sociedade, dos visitantes e da imprensa. “Só ouvi comentários positivos, inclusive com relação à questão da segurança pública. Temos orgulho de dizer que Garanhuns esteve em alta nesses dias”, frisou Albino.

O deputado também aproveitou para parabenizar o governador Paulo Câmara pelo apoio. “Com um investimento de R$ 8,5 milhões, houve a geração de emprego e renda no município, desde a rede hoteleira, passando pelo comércio e demais serviços. Ele registrou que, em 2020, serão 30 anos do evento e convidou os colegas para estarem presentes na próxima edição. “Vários parlamentares participaram do FIG este ano e também podem confirmar o êxito da iniciativa.”

Em apartes, alguns deputados elogiaram o FIG 2019. Romário Dias (PSD) lembrou que, além do apoio do Governo Estadual, a gestão do prefeito Izaías Régis deu uma “nova dinâmica” ao festival. “O FIG já pertence aos pernambucanos e não só a Garanhuns. É uma fórmula que deu certo”, salientou. José Queiroz (PDT) também comentou o esforço do Estado para incrementar a iniciativa. “Me associo ao reconhecimento que o senhor faz ao governador Paulo Câmara e também destaco a atuação da Polícia Militar, que garantiu a tranquilidade do evento.” 

Por sua vez, Joel da Harpa (PP) reforçou a atuação da PM no FIG e no São João de Caruaru. “Acompanhei de perto o trabalho dos policiais, mas volto a criticar a diária recebida pelos companheiros para trabalhar nesses eventos, de apenas R$ 54, o que não atende às necessidades básicas desses servidores.”

PRESENÇA – Alepe participou do FIG com a 2ª etapa do Circuito Pernambucano de Queijos Artesanais e o Projeto Ouvidoria em Ação, informou Medeiros. Foto: Roberto Soares





Alepe – O presidente da Assembleia, Eriberto Medeiros (PP), destacou que visitou o festival e pôde observar que o Governo do Estado esteve presente com várias secretarias realizando atividades. O parlamentar informou que a Assembleia também participou do FIG de duas formas. Uma das atividades foi a 2ª etapa do Circuito Pernambucano de Queijos Artesanais, feito em parceria entre a Comissão Especial da Bacia Leiteira, presidida pelo deputado Claudiano Martins Filho (PP), a prefeitura municipal, a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro), o Sindicato dos Produtores de Leite do Estado (Sinproleite) e o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep).

Medeiros acrescentou que a Casa marcou presença no festival com outra ação conjunta com o Governo do Estado, o Projeto Ouvidoria em Ação, que incluiu palestras e serviços como o de escuta ativa da população. O ouvidor da Assembleia Legislativa, Douglas Moreno, foi um dos debatedores do painel. “Ouvidoria: um aporte necessário”. “Parabenizo o governador Paulo Câmara e o prefeito Izaías Régis pela iniciativa. Naqueles dias, Garanhuns se tornou a capital da cultura pernambucana”, pontuou.

NOTA DE PESAR - Diocese de Garanhuns lamenta morte de Padre Gabriel Hofstede



A Diocese de Garanhuns recebe hoje com grande pesar a notícia do falecimento do Pe Gabriel Hofstede, CSsR, vigário paroquial da paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Garanhuns.

Pe. Gabriel Hofstede, nasceu no dia 09 de abril de 1933, na Holanda. Foi ordenado sacerdote no dia 02 de fevereiro de 1959. Chegou ao Brasil ainda jovem seminarista, em 1955, para estudar teologia em Juiz de Fora - MG, e ser ordenado sacerdote. Depois retornou à Europa para estudar teologia moral em Roma, de 1962 a 1965, período do Concílio Vaticano II. Retornou ao Brasil em 1965 e trabalhou em Campina Grande e Monteiro, na Paraíba. Em Afogados da Ingazeira, Recife e Garanhuns. Por vários anos exerceu a função de superior vice-provincial. Percorreu um longo itinerário de vida, servindo a Deus na pessoa dos irmãos mais pobres, anunciando, como Missionário Redentorista, A Copiosa Redenção. Amigo de todos sempre com um sorriso acolhedor, Deu testemunho da Alegria e do evangelho. 

A palavra de Jesus nos conforta e consola: \"Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crer em mim ainda que tenha morrido, viverá\" (Jo 11,25-26)

A Diocese de Garanhuns une-se a Congregação dos Padres Redentoristas na súplica ao Redentor, pela intercessão da Boa Mãe do Perpétuo Socorro, que receberá este seu servo fiel na Comunhão dos Santos.

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Souza
Bispo de Garanhuns

Mons. Alexandre de Melo Castanha Neto
Chanceler da Cúria

Morre Padre Gabriel Hofstede






Atualizado em 01/08, às 19h

Um dos mais atuantes e carismáticos padres de Garanhuns, Pe. Gabriel Hofstede estava internado na UTI desde a noite da terça-feira (23). Durante este tempo, o Padre Emerson Borges e a Pastoral da Comunicação e da Paróquia de Nossa Sra. do Perpétuo Socorro atualizavam diariamente as informações nas redes sociais. Uma corrente de oração tomou conta da cidade, e celebrações na paróquia por seu restabelecimento reunia muitas pessoas. De início, o padre Gabriel, de 86 anos, chegou a ter leve melhora, mas não resistiu e faleceu nesta quinta-feira, 01/08. 

Nascido em 09 de abril de 1933, em Schipluiden - Holanda, Gabriel foi batizado Adrianus Gerardus Maria Hofstede. Formado em filosofia em 1955 em sua terra natal, veio ao Brasil logo depois, onde se ordenou padre. 

Pe. Gabriel foi um padre muito inserido nas comunidades, com militância em defesa dos mais pobres, por isto foi sempre querido por todos, além de sua longa trajetória na Igreja Católica. 

A Diocese de Garanhuns divulgou Nota de Pesar. (confira aqui)

A morte de Pe. Gabriel entristece Garanhuns e deixa órfão um povo simples que tinha no religioso um grande defensor e benfeitor.

PAUTA PODE TRAVAR PELA INSENSATEZ DE BOLSONARO, ALERTA LÍDER DO PSB NA CÂMARA

O Congresso Nacional não pode virar refém da insensatez do presidente Jair Bolsonaro e abrir mão do trabalho fundamental que tem a fazer, particularmente nesta fase tão difícil da vida nacional. A conclusão é do líder do PSB na Câmara, deputado federal Tadeu Alencar (PE), ao antever problemas que o Legislativo pode encontrar na volta do recesso, na próxima semana, com a possibilidade de travamento de matérias importantes em função das posturas erráticas e inconsequentes do presidente da República.

Ele citou, entre essas pautas estruturadoras, a Medida Provisória 881 da Liberdade Econômica, a reforma Tributária, além da própria reforma da Previdência, cujo segundo turno deve ocorrer nos próximos dias. “Não fora o presidente (da Câmara) Rodrigo Maia a conduzir o processo de discussão e mediação da reforma da Previdência no Congresso, não teríamos a aprovação do que era a principal pauta do primeiro semestre para o governo. E estaríamos só falando das sandices verbalizadas pelo presidente, o que ocorre quase que diariamente e numa escala autoritária inacreditável”, afirmou o parlamentar.

Tadeu Alencar enumerou alguns dos “absurdos” proferidos por Bolsonaro que ganharam as manchetes e praticamente todo o espaço de discussão na sociedade e, consequentemente, no Legislativo. A relação abrange quase todas as áreas do governo, de temas como a flexibilização da segurança no trânsito - exemplos que vão do uso da cadeirinha para bebês nos carros de passeio à retirada de radares das rodovias - à tentativa de armamento da população, a primeira promessa de campanha que o presidente quis cumprir. Do nepotismo ao indicar o filho Eduardo Bolsonaro a embaixador nos Estados Unidos, ao desmonte da política de proteção ao meio ambiente, com ataques a organismos de prestígio internacional (como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a liberação de novos agrotóxicos, alguns implicando riscos à saúde da população e culminando, como lembrou o deputado, com a “agressão torpe e covarde” à memória do desaparecido político Fernando Santa Cruz, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz.

“É uma sandice atrás da outra e ninguém consegue prever onde isso vai parar. Alguns sustentam que parece manobra diversionista para a falta de resolução das graves questões econômicas do País. Em sete meses, o desemprego continuou crescendo no Brasil. O fato da Câmara ter aprovado, no primeiro turno, a reforma da Previdência, não é uma poção mágica que vai gerar empregos. O governo tem que se concentrar nesses problemas que são enormes e não nessa pauta de insanidades que agride as famílias brasileiras e a luta pelos direitos humanos e a História, disseminando um clima de ódio em todo o País”, acentuou Tadeu.

O líder socialista destacou a MP da Liberdade Econômica, criticando a forma como a matéria foi “empurrada” pelo governo na pauta da Câmara dos Deputados, no primeiro semestre, fato que a sociedade praticamente desconhece. A proposta foi aprovada pela comissão mista, na véspera da discussão da reforma da Previdência, sem o debate aprofundado que o tema merece.

“Precisamos entender que vivemos um regime de livre iniciativa, onde o setor produtivo precisa ter condições de crescer e investir, e não apenas de sobreviver. Temos que trazer para o Brasil exemplos como o da Índia, onde uma startup pode funcionar por dez sem maiores deveres com o Estado, em especial de natureza tributária. Precisamos estimular a inovação tecnológica, a inteligência artificial, a pegada digital, destinando tratamento diferenciado a empreendimentos com essa característica. Fico preocupado que, diante de uma ideia como essa, que afeta de modo positivo uma economia travada como a brasileira, nós, da Oposição, não possamos sequer discuti-la direito. É uma proposta que eu quero debater, que gostaria de apoiar, pois entendo ser muito importante para todo mundo, dos grandes aos pequenos empreendedores, e ao próprio cidadão.”, finalizou Tadeu Alencar.

MATRÍCULAS PARA O PROLINFO SÃO PRORROGADAS


Atendendo a solicitações, o Programa de Línguas e Informática da Universidade de Pernambuco (Prolinfo/UPE) prorrogou o período de matrículas para este segundo semestre de 2019.

Agora, os interessados em aprender uma língua estrangeira (Inglês e Espanhol), Gramática, Redação e Interpretação de Texto para concursos públicos, vestibulares, Enem, Informática, Excel e Computação Gráfica têm mais uma chance de estudar com certificação da UPE. O Prolinfo oferece, ainda, cursos de inglês para crianças entre 07 e 12 anos de idade, no âmbito do Projeto Prolinfinho.

Do litoral ao sertão, o Prolinfo beneficia, com cursos do Programa, a população de dez municípios (Recife, Camaragibe, Nazaré da Mata, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Serra Talhada e Petrolina).

Além disso, não há pagamento de mensalidades. É cobrada apenas uma taxa de matrícula que varia entre R$ 260,00 e R$ 360,00 para fins de manutenção do Programa.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones: (81) 3033.7384 / 7385.

PROLINFO - Criado em 2002 pela UPE, o Prolinfo vem contribuindo para a qualificação dos professores e servidores da própria Universidade, assim como para o público interessado nos cursos oferecidos.

A o mesmo tempo, o Programa atua efetivamente na formação de professores por meio da prática pedagógica de graduandos, especialistas, mestrandos e doutorandos das áreas de Letras, Ciência da Computação e Design Gráfico, que desejam obter experiência em sala de aula.

Fiscalização DETRAN-PE no FIG 2019 aborda quase mil veículos





Garanhuns, Agreste do Estado, conta com uma frota de 56.753 veículos, desses 16.255 são motos, sede do Festival de Inverno – FIG, considerado o maior evento multicultural do País, recebeu técnicos e agentes do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, que levaram serviços de emissão de nada consta; renovação e 2ª via da Carteira Nacional de Habilitação – CNH; captura de imagem; emissão de taxas, multas e agendamentos. Isso só foi possível graças ao Detran Itinerante, equipamento climatizado, conta com três guinches, onde técnicos atenderam a população, na Praça Mestre Dominguinhos, e também, no Governo Presente, que aconteceu na Escola de Referência de Ensino Médio Francisco Madeiros.

Além dos serviços disponibilizados, agentes de trânsito fizeram demonstração do uso correto das cadeirinhas e realizaram 10 Operações Prevenção “Segundos que salvam vidas”, disponibilizando o etilômetro para que 500 pessoas fizessem o teste de alcoolemia.

Paralelo a isso, Coordenadoria de Educação esteve durante o final de semana nos locais onde estava acontecendo eventos, entregando material educativo contendo dicas de segurança no trânsito. Além disso, técnicos da educação, com o apoio de agentes da fiscalização de trânsito do DETRAN-PE e a Guarda Municipal de Garanhuns, realizaram blitz educativa, quando abordaram mais de quinhentos motociclistas, onde foram entregues material educativo e bafômetros descartáveis, além orientação quanto ao uso dos equipamentos de segurança, sob o título “Motociclista Consciente” e entrega de Chaveiro “Cordão”. Também foi realizada blitz pela Operação Trânsito Seguro – OTS, garantindo a fluidez no trânsito.

Oitenta agentes de trânsito, 5 viaturas, 1 guincho e 5 motos foram designadas para desenvolverem ações em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (Operação Lei Seca), os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito (Batalhão de Policiamento de Trânsito - BPTran, Batalhão de Polícia Rodoviária – BPRV, Polícia Militar – PM e Guarda Municipal de Garanhuns). Foram 27 operações, quando foram abordados 871 veículos e 306 foram autuados, 27 condutores fizeram o teste de alcoolemia e 67 veículos foram removidos para o depósito do DETRAN-PE. 

Pernambuco tem 12 novos gerentes regionais de Saúde

As profissionais foram escolhidas por meio de seleção pública, e suas atuações contemplam todo o Estado





O governador Paulo Câmara assinou, nesta quarta-feira (31.07), no Palácio do Campo das Princesas, a nomeação das profissionais que irão chefiar as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) do Estado pelos próximos dois anos. Acompanhado da vice-governadora Luciana Santos, do secretário estadual de Saúde André Longo, de deputados estaduais e outras autoridades, o chefe do Executivo defendeu o diálogo como forma de ajudar a desenvolver a saúde pública em Pernambuco que, considera um grande desafio, principalmente no momento difícil por que passa o País.

“As gerências, com essa nova formação - algumas que já vêm lá de trás, outras estão assumindo agora - vão ter o desafio de ajudar mais, de estar mais presentes, de ouvir, principalmente em cada regional, de buscar alternativas a partir desse processo de escuta, transparência, de conversa, de atendimento, para saber onde a gente pode aperfeiçoar e ter uma condição melhor”, afirmou Paulo Câmara.

As aprovadas foram escolhidas em uma seleção pública simplificada, realizada em duas etapas: na primeira foi feita a análise curricular e de um plano de gestão para a Geres, e na segunda, por meio de entrevistas. Das 12 novas gerentes, oito já ocupavam o cargo e permanecem, por terem obtido a maior pontuação na seleção, dentre elas, Catarina Tenório, em Garanhuns. As outras quatro são novatas, das Geres do Recife, Limoeiro, Palmares e Caruaru.

“Esse é um momento que consolida a boa prática do governo, instituída em 2011 através de lei, com a ajuda da Assembleia Legislativa, que é a de escolher esses gerentes regionais de saúde através de um comitê de busca, de uma seleção simplificada, ouvindo também dentro dessa comissão as nossas universidades, a Federal de Pernambuco, a UPE e também a Fiocruz. O comitê de busca é para, basicamente, encontrar pessoas qualificadas, com competência técnica”, explicou o secretário de Saúde André Longo.

Estreante no cargo, Luciana Bezerra sempre trabalhou na área de Saúde Pública, atuando na Secretaria Executiva de Atenção à Saúde. Agora, assume o novo desafio na Gerência Regional de Saúde de Limoeiro, no Agreste Setentrional. "A experiência que tenho, vou usar na Geres para ajudar a região, melhorando os indicadores e a saúde da população, trabalhando pelos usuários", assegurou.

Já Carla Milene, de Serra Talhada, está renovando o mandato e disse o que espera da nova missão: "Muitos desafios! Concluímos o que planejamos. Queremos entregar agora para a região equipamentos de suma importância que estão em fase de execução como, por exemplo, o Hospital Geral do Sertão”, explicou a gestora veterana da 11ª Geres, que abrange dez municípios e está localizada na 3ª Macrorregião - Sertão.

As Geres são unidades administrativas da Secretaria Estadual de Saúde e foram criadas para atender às especificidades de cada região do Estado. O gerente atua planejando, organizando e coordenando as ações de saúde no âmbito regional, apoiando os municípios da sua área para que haja o fortalecimento das políticas públicas no Estado.

As sedes das Geres estão nos municípios de Recife, Limoeiro, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina, Ouricuri, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada e Goiana. Cada uma delas é responsável por um determinado número de municípios, englobando as 184 cidades do Estado, mais o Distrito de Fernando de Noronha. Já nesta quinta-feira (dia 1º), todas as gerentes estarão com o secretário executivo de Gestão Estratégica e Participativa, Humberto Antunes, na Secretaria Estadual de Saúde, no Bongi, para a primeira reunião de trabalho.

Fotos: Hélia Scheppa/SEI

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.