DESTAQUES DO BLOG

DR. ELENÍLSON LIBERATO

terça-feira, 4 de junho de 2019

DUPLICAÇÃO DA BR-423 SERÁ TEMA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ALEPE


Sivaldo Albino tem aproveitado de forma muito competente o mandato de deputado para buscar destravar o desenvolvimento de Garanhuns. Há alguns dias trouxe a ALEPE para discutir a questão com instituições, lideranças políticas e comunitárias em Garanhuns. Agora, é o idealizador de uma nova Audiência Pública, na qual pretende debater a duplicação da BR-423, no trecho São Caetano-Garanhuns, com autoridades e representantes da sociedade, para fortalecer a luta pela tão sonhada obra.

A Audiência Pública será realizada no próximo dia 17 de junho de 2019, às 10 horas da manhã, no Auditório Sérgio Guerra, da ALEPE.

Estão confirmadas as presenças da Secretária Estadual de Infraestrutura, Fernandha Batista, do Superintendente Regional do DNIT, Cacildo de Medeiros Brito Cavalcante e do Diretor-Presidente do DER/PE, Bruno Azevedo Cabral, além dos parlamentares estaduais.

Na condição de Autor da Proposição que criou a mencionada audiência, Sivaldo considera importante a presença de empresários, profissionais liberais, representantes de organizações da sociedade civil, autoridades, e sobretudo do povo da região do Agreste Meridional, muito importante para mostrar a união e necessidade urgente pela duplicação da rodovia.

MAÇONARIA / Legislativo pernambucano exalta centenário da Ordem DeMolay

CERIMÔNIA – Reunião Solene, proposta pelo deputado Antonio Coelho e presidida pela deputada Roberta Arraes, também celebrou os 35 anos da entidade no Estado. Foto: Giovanni Costa


Criada em 1919, nos Estados Unidos, e presente em Pernambuco há 35 anos, a Ordem DeMolay tem como base sete virtudes cardeais: amor filial, reverência pelas coisas sagradas, cortesia, companheirismo, pureza, fidelidade e patriotismo. Para celebrar os 100 anos dessa instituição e a existência dela no Estado, a Assembleia Legislativa promoveu Reunião Solene na noite desta segunda (3), por iniciativa do deputado Antonio Coelho (DEM).

A entidade, criada pelo maçom Frank Sherman Land, chegou ao Brasil em 1980, sendo trazida para Caruaru (Agreste Central), três anos depois, pelos maçons Pedro de Lemos e José Luiz da Silva. Posteriormente, foi instalada em Petrolina, no Sertão do São Francisco, e no Recife.

“A ordem foi fundada justamente com o propósito de preparar jovens para serem melhores homens para a sociedade, contribuindo, assim, para um mundo melhor”, observou Coelho. No País, de acordo com o democrata, a instituição conta com mais de 85 mil membros e, em Pernambuco, cerca de 5.300 jovens participam ou já atuaram na entidade.

Segundo o deputado, em 2010 foi promulgada a Lei Federal nº 12.208, que instituiu o Dia Nacional do DeMolay em 18 de março. “Trata-se de uma data importante para a comunidade, por ser o dia da morte do nobre Jacques de Molay (último grão-mestre da Ordem dos Cavaleiros Templários, organização existente na Europa, na Idade Média)”, prosseguiu.

A cerimônia foi presidida pela deputada Roberta Arraes (PP), que declarou estar emocionada por ser filha de maçom. A parlamentar elogiou os valores que norteiam os ensinamentos da instituição aos jovens. “Ao atingirem a maioridade, eles certamente serão bons cidadãos e líderes em suas comunidades, pois um jovem DeMolay respeita e crê em Deus, honra todas as mulheres, ama e respeita seus pais, é leal e amigo e tem orgulho de sua nação”, enfatizou, desejando que “os ideais tão elevados dessa ordem prosperem e encontrem ainda mais ressonância na juventude”.

Antonio Coelho entregou placa comemorativa ao grande mestre estadual da Ordem DeMolay, Paulo Sérgio Pereira, ao fundador da instituição no Estado, José Luiz da Silva, e a Alessandro Lima, mestre-conselheiro estadual da entidade.

Alessandro, que discursou em nome da ordem, considerou muito importante a homenagem da Assembleia porque representa o reconhecimento do trabalho que a juventude DeMolay faz em Pernambuco. “Somos uma escola de líderes, formamos bons cidadãos, pois acreditamos na verdadeira mudança da sociedade, que começa com nós mesmos.”

“Esta solenidade é muito significativa por reconhecer a atuação desses jovens que a Maçonaria cuida e, melhor ainda, porque a iniciativa partiu de um jovem deputado de Petrolina. Estou duplamente feliz por isso”, afirmou José Luiz da Silva, também Governador do Lions Internacional no Distrito LA-3, que agrega Pernambuco, Alagoas e Sergipe. 

O Coral Vozes de Pernambuco, formado por servidores da Alepe, apresentou-se durante a solenidade, que contou com a presença de diversos representantes da Maçonaria.

Retomada obra da Adutora do Agreste entre os municípios de Pedra e Iati, no Agreste Meridional



A obra da Adutora do Agreste ganhou um novo ritmo no trecho às margens das PE 270 e 300, além da BR-423, entre os municípios de Pedra e Iati, ambos no Agreste. A meta agora é tocar o empreendimento com agilidade, uma vez que a obra foi paralisada, no final de 2017, em virtude do encerramento do contrato vigente e da necessidade de ser realizado novo processo licitatório, além da indisponibilidade financeira de recursos por parte do Ministério do Desenvolvimento Regional. As máquinas e o assentamento das tubulações estão a todo vapor, conforme orientação do governador Paulo Câmara, para que a água proveniente dos poços de Tupanatinga cheguem aos 215 mil moradores dos municípios de Venturosa, Pedra, Buíque, Tupanatinga, Itaíba, Águas Belas e Iati. 

Esse ramal da Adutora do Agreste, iniciado em junho de 2013, recebe investimento de R$ 42 milhões, recursos previstos no convênio celebrado entre o Ministério de Desenvolvimento Regional, órgão do Governo Federal e do Governo do Estado. No projeto original, essas cidades seriam beneficiadas com as águas do Rio São Francisco a partir do Ramal do Agreste, obra do governo federal que ainda não tem prazo para conclusão. "Para antecipar o uso das tubulações da Adutora do Agreste, a Compesa, por sugestão do governador, encontrou uma solução técnica para levar água para aquelas populações. Enquanto a água do Velho Chico não chega pelo Ramal do Agreste, a Compesa vai perfurar mais 16 poços em Tupanatinga, que somados aos quatro já existentes, vão produzir 200 litros de água por segundo", explica o diretor Técnico e de Engenharia da Compesa, Rômulo Aurélio Souza. A previsão para finalizar esse trecho da Adutora do Agreste é de 12 meses, e os poços de Tupanatinga até abril de 2020.

Nesse trecho da Adutora do Agreste, serão assentados 38,4 quilômetros de tubulações, com diâmetros que variam entre 200 e 700 milímetros. Será construída uma Estação Elevatória, três reservatórios e três torres piezométricas, que são dispositivos de controle operacional das adutoras. A obra da Adutora do Agreste é o maior projeto hídrico em execução no Brasil, que vai integrar 68 municípios pernambucanos com o Rio São Francisco, além de mais de 70 distritos e localidades da região, beneficiando mais de 2 milhões de pessoas. A parte que está sendo executada é a primeira etapa e vai contemplar 23 cidades. No total, serão assentados 772 quilômetros, dos quais 550 quilômetros já foram assentados, perfazendo 67% da obra concluída. O valor do investimento da primeira etapa é de R$ 1,39 bilhão. 

Segundo o diretor Rômulo Aurélio Souza, a segunda etapa da Adutora do Agreste ainda não foi conveniada e prevê o atendimento de mais 45 cidades. Para esta etapa, estima-se um investimento de R$ 1,8 bilhão, quando serão construídos 724 quilômetros de adutoras. "Apesar dos projetos técnicos estarem prontos, ainda não conseguimos formalizar o convênio que viabilizará a obra que será a redenção do Agreste, onde há períodos de seca extrema", comenta o diretor Técnico e de Engenharia da Compesa. Ele adianta que essa etapa é um compromisso pactuado, em 2005, com o Governo Federal para Pernambuco apoiar a Transposição do Rio São Francisco.

Tabela de Pagamentos de Salários do Mês de Maio - Governo do Estado


Junho é o mês do Nordestino. Concorda?




Todo mês é importante, e tem suas características, mas pro Nordestino, junho é sem igual.

Mês de festa, da gostosa matutice, do forró, das comidas de milho, dos santos populares, das danças típicas, do resgate das tradições, da saudade, da poesia, da alegria, das cores, ...

Junho é Nordeste! De Gonzaga, Dominguinhos e a legião de fiéis.

Tem cheiro de Fogueira, de traque, estalo-bebé e de canjica e pamonha no fogo. (Se você for nordestino, sentiu este cheiro agora).

Tem gosto de canjica e de saudade.

É a festa da família, por isso, não deixem que as festas milionárias (de gosto duvidoso) tomem isto da gente! 

Tengo, lengo, tengo!

Que os governos pensem mais no milho que nos milhões.

Danilo Cabral protocola projeto que garante eleição direta para reitores nas universidades



O deputado federal Danilo Cabral (PSB/PE) protocolou na Casa Legislativa um projeto de lei que estabelece mecanismos e critérios para o processo de escolha de dirigentes das instituições de ensino superior. A proposta foi criada após o governo sinalizar que a indicação de reitores seria feita pelo presidente da República. 

O PL do parlamentar estabelece, entre outras diretrizes, que será feita uma consulta à comunidade escolar da universidade, com votação uninominal. A nomeação deverá ser decorrente do processo de consulta, organizado pelo colegiado máximo da instituição, criado especificamente para este fim, no qual será declarado vencedor o candidato mais votado. “

É preciso reconhecer que essa consulta à comunidade, nos termos da legislação federal, não vincula juridicamente o colegiado para a elaboração da lista tríplice. Chegou a hora de atualizar essa legislação e dar regularidade formal aos processos eleitorais diferenciados que já ocorrem nas instituições", explica Danilo Cabral.

A escolha dos reitores é feita de forma que os professores têm 70% do peso de escolha e os técnicos-administrativos e discentes possuem 15% cada. "Atualmente, algumas instituições procuram respeitar os processos democráticos internos conquistados por docentes, técnico-administrativos e estudantes, que passaram a realizar consulta à comunidade universitária com paridade no peso do voto entre os três segmentos", ressalta o parlamentar. 

Danilo Cabral acredita que a proposta apresentada traz avanços normativos para esse tema ao vincular a nomeação do reitor ao resultado da consulta à comunidade, com eliminação da lista tríplice e da instância indireta do conselho máximo da IFES, bem como estabelecendo a diretriz de votação paritária no processo eleitoral. "Precisamos fortalecer a autonomia das universidades. Esse é mais um passo para a melhoria da educação superior no país. A escolha da reitoria deve ser feita de forma democrática e justa", conclui.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.