GOVERNO DO ESTADO

terça-feira, 9 de março de 2021

Pernambuco recebe mais 110.800 vacinas contra a Covid-19

Novas doses da Sinovac/Butantan vão possibilitar início da vacinação do público entre 75 e 79 anos, além de finalizar a imunização dos idosos entre 80 a 84 anos e dar seguimento ao grupo dos trabalhadores de saúde



Pernambuco recebeu, na noite desta terça-feira (09.03), mais 110.800 doses de vacina contra a Covid-19, do laboratório Sinovac/Butantan. A nova remessa saiu do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, às 16h50, em voo da companhia aérea Latam, e foi desembarcada no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre às 19h40. Com essas doses, será iniciada em todo o Estado a vacinação do público com idade entre 75 e 79 anos, além de finalizar a imunização dos idosos de 80 a 84 anos e dar prosseguimento à vacinação dos trabalhadores de saúde. O Programa Estadual de Imunização encaminhará as remessas, na manhã desta quarta-feira (10.03), a todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), encarregadas de repassá-las aos seus respectivos municípios.

“Esse é mais um passo importante e significativo para o nosso sistema de saúde. Com o novo lote, seguimos firmes na nossa meta de garantir vacinas para os grupos prioritários, na primeira e segunda doses. Ao mesmo tempo, estamos dinamizando o nosso sistema, o que tem permitido a distribuição cada vez mais rápida da vacina para todas regiões e municípios do Estado”, afirmou o governador Paulo Câmara.

Com mais esse lote, já são 854.360 imunizantes recebidos pelo Estado. A nova remessa será distribuída com a primeira e a segunda doses (intervalo de 14 a 28 dias entre elas), como vem ocorrendo em todas as entregas da Sinovac/Butantan. Apenas desse fabricante, já são 688.360 vacinas entregues a Pernambuco. Da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz foram 166 mil apenas para a primeira dose. O Ministério da Saúde informou que encaminhará a segunda, que deve ser feita três meses após a primeira, em tempo oportuno.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que entre janeiro e fevereiro já houve uma queda nas internações dos idosos a partir dos 85 anos, que puderam ser atendidos em sua totalidade com a vacina da AstraZeneca. “Agora, poderemos imunizar toda a faixa etária entre 80 e 84 anos e iniciar, em todo o território, a vacinação dos que têm de 75 a 79 anos. É de suma importância imunizar os idosos, pois eles representam 48% dos casos graves e 76% dos óbitos pela Covid em Pernambuco. Deixando-os protegidos, sem dúvida vamos sentir esse impacto na rede de saúde, que será menos pressionada, além de evitar a dor de tantas famílias com adoecimentos ou, em muitos casos, mortes de seus entes queridos", disse Longo.




O secretário lembrou ainda que a divisão das doses entre os municípios é feita de forma proporcional, levando em consideração a população dos grupos prioritários de cada um. Todos recebem também mais 5% para adequar possíveis perdas. “Em todas as nossas reuniões, lembramos a importância de organizar bem as ações para que possamos chegar ao público beneficiado e evitar ao máximo a perda de doses da vacina. Com planejamento e uso responsável, é possível otimizar o insumo e ir avançando na imunização do público. Reforçamos que estamos pactuando com os gestores municipais o andamento da campanha, mas que cada um tem autonomia nas suas ações”, pontuou.

Secretaria de Saúde de Garanhuns explica sobre leitos no município


A Secretaria Municipal de Saúde informa que não disponibiliza em seu boletim diário a taxa de ocupação dos leitos de UTI em Garanhuns, porque os mesmos não fazem parte da sua competência. Desta forma, estes dados ficam a cargo da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e hospitais da rede particular.

Os dados da taxa de ocupação de leitos municipais dizem respeito aos 32 leitos clínicos de enfermaria localizados na Unidade de Tratamento Covid-19 (UTC); além dos 18 leitos clínicos de enfermaria contratualizados junto ao Hospital Infantil Palmira Sales.

A Secretaria reforça que estes leitos clínicos de retaguarda são destinados para pacientes com casos leves ou moderados da Covid-19. A taxa de ocupação dos leitos de UTI é referente a pacientes com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Secretaria Municipal de Saúde

CAPAS DE JORNAIS DESTACAM DECISÃO DE FACHIN SOBRE MORO E LULA

 






POR QUE A DECISÃO DE FACHIN É MAIS BENÉFICA A MORO QUE A LULA



Já era dado por certo que o STF iria declarar a suspeição de Moro, reconhecendo a parcialidade do ex-juiz. A Lava-Jato ia cair pela perseguição ao ex-presidente. Sérgio Moro atuava como chefe da investigação. Fachin não entrou nesta questão diretamente, em sua decisão, "apenas" declarou que o TRF de Curitiba seria incompetente para julgar as acusações contra Lula, e entendeu também que tirando os processos do Paraná para Brasília, o ex-juiz não precisaria mais ter a suspeição julgada na corte. Moro estaria livre da pressão e do processo.

Na prática, Fachin tentou se antecipar e salvar a Lava-Jato, levando para outro juiz federal a abertura de novos processos e podendo utilizar os conteúdos da operação. Deu errado. Gilmar Mendes quer, e provavelmente a maioria do colegiado, julgar a parcialidade de Moro. Agora, Lula está elegível, e mesmo diante de novos processos que deve responder, não deve ter empecilhos para disputar em 2022. E Moro vai ter que se explicar no STF. As mensagens entre o ex-juiz e Dallagnol, e as consequências para os processos destes contatos não deixam dúvidas da imparcialidade de Moro.

Lula disse isso ao próprio Moro, mas cego pela política, o ex-juiz não ouviu, usou seu cargo para perseguir, influenciar nas investigações, provas, testemunhas, criar o ambiente para a condenação sem provas, para adentrar no mundo da política como o heroi no combate à corrupção, tirando Lula da campanha eleitoral, mas foi atropelado por Bolsonaro, juntou-se, traiu e foi traído, e hoje é somente uma caricatura da imagem que mostrou ao Brasil.

A decisão de Fachin somente antecipa a questão sobre Lula, mas tenta livrar Moro de ser julgado pelo STF. Lula não foi inocentado, só tem direito a julgamento justo, e Moro caminha para condenação de sua conduta moral.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.