GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Neide Brandão preside Aula Magna da AESGA

Mesa de autoridades na solenidade inaugural do ano letivo e recepção aos novos alunos da AESGA

Dom Paulo Jackson falou sobre a história da Igreja e a relação com a ciência

Professor Gustavo Pessoas proferiu a Aula Magna aos calouros de diversos cursos da FACIGA


Neide Brandão, nova presidente da AESGA
Na noite desta segunda-feira (10), a Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA) realizou a Aula Magna dos cursos das faculdades integradas, no auditório da instituição. O momento foi o primeiro da nova presidente Neide Brandão diante da comunidade acadêmica e convidados. Estiveram prestigiando a solenidade o Bispo Diocesano, Dom Paulo Jackson, a diretora do multicampi Garanhuns da Universidade de Pernambuco, Rosângela Falcão, o reitor da Universidade Federal do Agreste, Airon Melo, entre outros amigos.

No momento ecumênico, além de Dom Paulo Jackson, usaram também do microfone o pastor Márcio Tenório e Marinalva Almeida, esta representando a doutrina espírita. Ambos são professores da AESGA.

A mesa das solenidades contou com autoridades acadêmicas, a exemplo de Adriana Carvalho, Márcio Bastos Sá Barreto, Marinalva Almeida, representantes do DCE, entre outros. Após as falas, coube ao professor Gustavo Pessoas ministrar a aula inaugural.

É sempre bom retornar àquela casa de ensino, onde passamos cinco anos no curso de Direito, e onde iniciamos uma pós em Gestão Pública. 

Aos novos alunos, nossos votos de sucesso na árdua missão, e a Neide Brandão, em nome da AESGA, nosso obrigado pelo convite e votos de sucesso na gestão.

As fotos nos foram cedidas pela assessoria da AESGA, Cinira Brandão e Luciano André, que atuou como cerimonialista.

Rosângela Falcão (UPE), Neide Brandão (AESGA) e Airon Melo (UFAPE)

AUTONOMIA DAS UNIVERSIDADES / Proposta no Congresso busca garantir eleição direta pra reitores


O deputado federal Danilo Cabral (PSB) apresentou duas emendas à medida provisória 914/2019, que dispõe sobre o processo de escolha dos reitores das universidades e institutos federais. As sugestões do parlamentar ao texto asseguram a eleição direta para os cargos de reitor, vice-reitor, diretores de campus e diretores de unidade, além de peso paritário entre professores, estudantes e técnico-administrativos na votação.

De acordo com Danilo Cabral, a escolha dos gestores deve ser feita de forma democrática. “É preciso fortalecer a autonomia das universidades como mais um passo para a melhoria da educação no país”, destacou. A MP, para o deputado, reforça a validade da lista tríplice e enfraquece a escolha direta dos gestores, estabelecendo uma série de condicionantes para essa escolha.

Ele também aponta como um problema da MP a institucionalização de um peso diferenciado, no processo seletivo, entre professores, estudantes e técnico-administrativos, na proporção de 70%, 15% e 15%, respectivamente. Outro ponto negativo da MP, segundo Danilo Cabral, é o fim da escolha democrática de diretores de campus e de unidades. A ocupação desses cargos passa a ser uma prerrogativa dos reitores. Por isso, ele protocolou uma emenda para garantir que essa seleção seja realizada por eleição direta também.

Vice-presidente da Frente Parlamentar pela Valorização das Universidades Federais, Danilo Cabral afirma ser preciso fortalecer a autonomia das universidades como mais um passo para a melhoria da educação no país. “Reconhecemos a necessidade de aperfeiçoar o processo de eleição de dirigentes. As mudanças, no entanto, devem levar em consideração as discussões que ocorrem no Congresso Nacional, não podem ocorrer através de medida provisória”, disse.

Ele é autor de um projeto de lei (PL 3211/2019) que estabelece mecanismos e critérios para o processo de escolha de dirigentes das instituições de ensino superior. A proposta estabelece, entre outras diretrizes, consulta à comunidade escolar da universidade, com votação uninominal. A nomeação deverá ser decorrente desse processo, organizado pelo colegiado máximo da instituição, criado especificamente para este fim, no qual será declarado vencedor o candidato mais votado. A proposta está em análise na Comissão de Educação.

Exposição “Caravana Museu Homem do Nordeste” se despede de Garanhuns

Mostra fica em cartaz até sexta-feira (14/02), na Galeria de Artes Ronaldo White do Sesc. Entrada gratuita



Chega à última semana a temporada da exposição “Caravana Museu do Homem do Nordeste” em Garanhuns. A mostra do artista visual e fotógrafo Jonathas de Andrade fica em cartaz até sexta-feira (14/02), na Galeria de Artes Ronaldo White, do Centro de Produção Cultural, Tecnologia e Negócios (CPC) do Sesc. A visitação gratuita pode ser feita das 9h às 18h.

Inaugurada em novembro de 2019, a exposição tem apoio do Sesc e incentivos do Funcultura e apresenta trabalhos de Jonathas, entre eles o vídeo “O Peixe” e a série fotográfica “ABC da Cana”, além de cartazes de “Educação para Adultos”. A exposição ganhou o nome de “Caravana Museu do Homem do Nordeste” em alusão ao museu que existe no Recife. A próxima parada da “Caravana” será Goiana, ainda neste primeiro semestre de 2020.

CONTRA AS FILAS E O FIM DO BOLSA FAMÍLIA




O deputado federal Danilo Cabral (PSB) acionou a Procuradoria-Geral da República contra as filas no cadastramento do Bolsa Família. Em janeiro, segundo dados do Ministério da Cidadania, cerca de um milhão de pessoas aguardavam para ingressarem no programa de transferência de renda. O governo Bolsonaro registra o período mais longo de baixo índice de entrada de novos beneficiários da história da iniciativa.

“Justamente quando as pessoas precisam de mais proteção social, devido à crise que assola o país, o governo promove cortes e dificulta o acesso ao benefício”, critica Danilo Cabral. O deputado lembra que o número de pessoas vivendo no Brasil abaixo da linha de extrema pobreza bateu recorde. De acordo com dados do IBGE, existem 13,5 milhões de brasileiros com renda mensal per capita abaixo de R$ 140. O número equivale a 6,5% da população do país.

A representação protocolada na PGR, nesta terça-feira (11), explica Danilo Cabral, é para cobrar do Ministério Público Federal a participação no debate. “Queremos que sejam adotadas providências no sentido de assegurar os direitos dos cidadãos e apurar as responsabilidades das autoridades competentes”, justificou.

O Bolsa Família atende famílias com filhos de 0 a 17 anos e que vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 por mês. O benefício médio é de R$ 191.

No Nordeste, região que tem o maior número de pessoas, 7,7 milhões, abaixo da linha de miséria, o mês de dezembro encerrou com 6,7 milhões pessoas cadastradas no programa - 400 mil famílias a menos que o mês de maio, quando houve o anúncio do pagamento do 13º do Bolsa Família pelo governo federal e houve um “pico” de famílias atendidas.

Em Pernambuco, em maio eram 1,2 milhão de famílias cadastradas. Já em dezembro, existiam 1,127 milhão de famílias cadastradas - 70 mil a menos. “O governo fala em reformulação do programa, mas não existe previsão de quando essa proposta será apresentada. Enquanto isso, a população mais vulnerável do Brasil está sofrendo com a falta de assistência e proteção do Estado”, afirmou Danilo Cabral.

PARA SABER MAIS

FAKE NEWS EM GARANHUNS / Líder nas pesquisas, Sivaldo Albino começa a ser atacado



Tem se intensificado nos últimos dias os ataques ao deputado Sivaldo Albino nas redes sociais, com "memes" e Fake News no mesmo estilo da campanha de Jair Bolsonaro, com imagens fáceis de serem compartilhadas e que levam informações erradas para ludibriar os internautas, principalmente no Facebook e Whatsapp. A que chegou até nós desta vez traz uma conversa do pré-candidato a vereador Gênio Ventura pedindo a Sivaldo que acabe com A Magia do Natal, e o deputado dizendo que vai acabar. Montagem sobre uma foto tirada recentemente. O pré-candidato a vereador é um dos 70 que participaram de uma reunião com o deputado na última sexta-feira (07).

MUITO PELO CONTRÁRIO: Sivaldo tem defendido que A Magia do Natal continue e até cresça mais, com apoio do governo do estado e do governo federal. E mais, Sivaldo está buscando viabilizar a volta do Garanhuns Jazz Festival. Aliás, Garanhuns já teve Jazz Festival, Jovem Guarda, Femuarte, MotoFest,..., e todos eles, de alguma forma, acabaram sob a gestão do atual prefeito. 

Líder em todas as pesquisas até o final do ano passado, quando podiam ser divulgadas, os ataques buscam arranhar a imagem de Sivaldo, que estuda com seu jurídico a melhor forma de impedir a proliferação de mentiras nas redes sociais.

A estratégia de bater nos adversários através de Fake News nas redes sociais é a mesma da campanha presidencial de Bolsonaro, e esperamos que não se repita na eleição de prefeito, pois todo mundo está vendo o resultado.

NOTA DO SINDSEMPPE CONTRA DECLARAÇÕES DE PAULO GUEDES

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco repudia as declarações do Ministro da Economia do Governo Bolsonaro



O Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco repudia as declarações do Ministro da Economia do Governo Bolsonaro, Paulo Guedes, que em ataque descabido, agride todos os servidores e servidoras públicos brasileiros. Em palestra para agentes do setor financeiro na última sexta-feira, 7 de fevereiro, o referido ministro comparou os mais de 11 milhões de brasileiros e brasileiras que integram o serviço público a “parasitas”. A covardia do ministro em determinar, com todas as letras, quem, de fato, são esses tais “parasitas”, diz muito sobre a forma atabalhoada com que esse governo trata do tema. 

Em um país tão desigual como o Brasil, o serviço público em todas as esferas é quem faz o verdadeiro atendimento à população brasileira. Na saúde pública, na assistência social, na educação, no poder judiciário. Todo o trabalho dos servidores do Ministério Público, por exemplo, é para assessorar os procedimentos dos milhares de processos movidos por promotores e procuradores de justiça. É o trabalho dos servidores do MPPE que garante o andamento de processos de interesse coletivo e individuais de milhares de cidadão e cidadã pernambucanos.

O Sindsemppe, assim como muitos sindicatos brasileiros, não teme o debate sobre propostas que modifiquem, para melhor, o serviço público. Tampouco vamos fazer coro a falaciosa comparação, costumeira deste governo, de que as soluções para os males do Brasil é privatizar e reduzir investimentos do setor público. Temos uma dívida social imensa com o povo pobre brasileiro e essa dívida só será paga com a prestação eficiente, responsável e estruturada de bons serviços públicos.

DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.