DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Novo Procurador de Justiça é filho de Caetés

Vinte e um promotores de Justiça foram empossados em seus cargos, na manhã da última quarta-feira (10), em cerimônia realizada no Recife. Durante a posse dos novos membros do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, anunciou que mais 20 candidatos aprovados no concurso feito de 2015 serão chamados em novembro. A posse foi prestigiada pelo Governador Paulo Câmara.

Além dos 21 novos promotores, o MPPE ganhou ainda um novo procurador, José Correa de Araújo, promotor de Justiça há 24 anos. “Sempre respeitei a independência funcional, a probidade e a defesa da sociedade. Como procurador, continuarei a respeitar a credibilidade que o MPPE tem perante a sociedade pernambucana”, destacou.

“Debaixo do céu há momento para tudo e tempo certo para cada coisa: tempo nascer e tempo para morrer; tempo para plantar e tempo para arrancar a planta”. Foi citando a Escritura Sagrada, mais precisamente o livro de Eclesiastes, que o mais novo membro do Egrégio Colégio de Procuradores de Justiça de Pernambuco, Dr. José Correia de Araújo, iniciou seu discurso de posse no mais alto posto do Ministério Público, após 24 anos exercendo o cargo de Promotor de justiça. 

Dr. José Correia agora procurador de Justiça Criminal do Estado, é natural de Caetés-PE, de família humilde, seu pai Alfredo Correia de Araújo era agricultor e a sua mãe Rosa Leopoldina de Araújo, do lar. 

O filho ilustre da Terra da Energia Eólica Pernambucana, foi o primeiro aluno matriculado no Colégio Municipal da cidade natal, sempre se destacou entre os melhores alunos e chegou a exercer o cargo de professor no mesmo colégio. Foi funcionário da prefeitura de Caetés e cedido à antiga FIAM (Fundação de Desenvolvimento Municipal do Interior de Pernambuco), aprovado no vestibular de direito, se mudou para Olinda onde concluiu o bacharelado, com o ingresso na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), prestou concurso e foi aprovado para o cargo de delegado que exerceu por sete anos até obter mais uma conquista, aprovado para cargo de Promotor de Justiça. Na última quinta-feira passada, dia 10 de agosto, tomou posse no cargo de Procurador do Ministério Público estadual.

GOVERNO DO ESTADO E REITORIA DA UPE INVESTEM EM INCUBADORA PARA IMPULSIONAR TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NA BACIA LEITEIRA DE GARANHUNS E REGIÃO


UPE faz parcerias com outras instituições técnicas e acadêmicas para impulsionar bacia leiteira regional

O Campus de Garanhuns da Universidade de Pernambuco recebeu investimentos para abrigar a primeira incubadora da região. A reunião para apresentação das estruturas e do projeto às instituições parceiras aconteceu na última terça-feira (08) no auditório da UPE Garanhuns. O investimento acadêmico foi anunciado pelo Governador Paulo Câmara e o Reitor da UPE, Pedro Falcão, no mês de abril, e já irá iniciar a funcionar.

A incubadora nasceu de uma iniciativa da Universidade de Pernambuco (UPE) com o objetivo de iniciar a construção de um novo habitat de empreendedorismo e inovação no Agreste Meridional. Fazem parte desta iniciativa também a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP), UFRPE, SEBRAE, AESGA, IFPE e a Prefeitura de Garanhuns, além de outras Instituições que se agregarão a este programa de incubação e que serão parceiros importantes da difusão e estímulo à incubação de empresas, além de oferecerem palestras e capacitações aos empreendedores.

"É importante para a Universidade este processo de expansão e de integração institucional, com a soma de esforços e investimentos que possam impulsionar cadeias produtivas regionais. No caso de Garanhuns e o Agreste Meridional, montamos uma estratégia que possa permitir o desenvolvimento tecnológico e a inovação na bacia leiteira, fundamental para a economia do interior do estado" - registra Profº Pedro Falcão.

Na reunião desta semana, coordenada pelo vice-diretor do multicampi Garanhuns, Adauto Trigueiro, e pelo professor Alexandre Maciel, coordenador de Inovação da UPE, foi apresentado o cronograma de ações que já inicia no próximo dia 25/08 com um evento de sensibilização aberto ao público, e no dia 05 de outubro será realizada uma oficina de desenvolvimento de projetos. O lançamento do edital para seleção das empresas está previsto para dia 25 de setembro. Na ocasião foi apresentada a estrutura física destinada à incubação de empresas de base tecnológica, que ficará situado no campus da UPE, bem como a metodologia de incubação que será provida pelo ITEP, que possui mais de vinte anos de experiência em programas de incubação.

Compesa é eleita a melhor companhia brasileira do setor de saneamento

Edição 2017 do Anuário Época Negócios 360º considerou o desempenho de 2016, planejamento de longo prazo e as estratégias da empresa para 2017



A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi eleita a melhor empresa do setor de saneamento do país pela edição 2017 do Anuário Época Negócio 360º. A premiação foi entregue ontem (08) ao presidente da Compesa, Roberto Tavares, durante cerimônia realizada em São Paulo, com as presenças do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e do Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. A revista revelou as empresas campeãs setoriais e o ranking das 300 melhores companhias brasileiras, agrupadas em 27 setores da economia. Os critérios utilizados para a escolha da Compesa transcenderam o desempenho financeiro da empresa. Foram consideradas também as práticas de Recursos Humanos, a capacidade de inovar, a responsabilidade socioambiental, a visão de futuro e a governança corporativa. O anuário fez uma análise profunda dos dados da companhia referentes ao ano de 2016, assim como o planejamento a longo prazo e as estratégias para 2017.

De acordo com Roberto Tavares, a continuidade da mesma filosofia de gestão adotada no Governo de Pernambuco, nos últimos dez anos, permitiu que fosse criada uma cultura gerencial resiliente, capaz de enfrentar momentos difíceis e as crises econômica, política e hídrica. “Os riscos e desafios são inerentes à atividade empresarial. A seca extrema no Nordeste, por sete anos consecutivos, afetou nosso faturamento e nos impôs custos mais elevados. Por outro lado, nos ensinou a criar alternativas para enfrentar as adversidades. Tivemos disciplina para seguir nosso planejamento estratégico, fazer o monitoramento sistemático do nosso conjunto de metas, envolvimento de quase 7 mil colaboradores e apoio total do governador Paulo Câmara para manter uma gestão baseada na meritocracia”, explicou o presidente, acrescentando que outras ações contribuíram para a empresa alcançar excelentes resultados: desenvolvimento institucional, mudança da marca, elaboração de novos projetos e a preparação para a companhia crescer com mais intensidade quando o momento voltar a ser favorável.

Nos últimos dez anos, o Governo do Estado, por meio da Compesa, realizou o investimento de mais de R$ 6 bilhões em obras de expansão e melhorias de saneamento em Pernambuco, o maior da história. Só ano passado, esses investimentos foram de R$ 491 milhões e, em 2017, devem chegar a R$ 800 milhões. “A Compesa tem conseguido crescer e cumprir sua missão de universalizar os serviços de saneamento em Pernambuco. E esse crescimento se deve essencialmente ao novo modelo de gestão adotado, com foco nas pessoas, modernização da operação, aperfeiçoamento do controle de qualidade e planejamento estratégico, ações que permitiram profissionalizar a atuação da companhia no mercado”, informa Roberto Tavares.

Os investimentos mais significativos em saneamento no estado, nos últimos dez anos, foram a construção do Sistema Produtor Pirapama - para atender Recife, Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes – e a Adutora do Agreste, a maior obra hídrica estruturadora em andamento no país, que terá, no futuro, mais 1,5 mil quilômetros de tubulações assentadas e atenderá 68 municípios do Agreste. Para ampliar os serviços de esgotamento sanitário na Região Metropolitana e no município de Goiana, está em execução a maior Parceria Público Privada (PPP) do saneamento no Brasil, com investimentos estimados em R$ 4,5 bilhões, em parceria com o grupo canadense Brookfield. No interior de Pernambuco, 4,7 milhões de pessoas serão beneficiadas com a implantação de sistema de esgotamento sanitário por meio do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca e do Projeto de Sustentabilidade Hídrica de Pernambuco, em parceria com bancos internacionais (BID e Banco Mundial).

Avaliação - A sexta edição do Anuário Época Negócio 360º foi realizada por meio da parceria técnica com a Fundação Dom Cabral - responsável pela formulação da metodologia, pesquisa de campo e processamento final das informações - e a Boa Vista SCPC, que fez a pesquisa de balanços e processamento dos dados financeiros. O anuário ainda contou com a colaboração da Economática, para dados e rankings de companhias abertas, e da Aberje que possibilitou a comunicação com as empresas. As campeãs setoriais ainda foram avaliadas por um júri formado pelo diretor de redação da Época Negócios, Dárcio Oliveira, e especialistas em cada uma das dimensões usadas para formar o ranking das 300 melhores empresas.

Filho de Reginaldo Rossi vai viver o pai em filme da Globo Nordeste



O filme-documentário sobre Reginaldo Rossi começará a ser gravado na próxima semana no Recife. Com pesquisa e roteiro quase definidos, o telefilme contará com a participação do filho do artista, Roberto Rossi, que interpretará o pai no período dos anos 1960. A informação foi confirmada pelo diretor José Eduardo Miglioli, o mesmo de Chico Science - um caranguejo elétrico.

Roberto é formado em artes cênicas pela CAL - Casa de Artes de Laranjeiras, no Rio de Janeiro. A ideia surgiu ainda no início do projeto durante conversa entre o diretor e Roberto. "A gente criou uma alegoria narrativa onde o Beto vai se inserir. Quando a gente começou, eu encontrei com ele no Rio de Janeiro e estabelecemos uma ideia bacana. Ele é ator e muito parecido com o pai. Tem um timbre de voz muito igual", adianta, em entrevista ao Viver. As cenas devem suprir a ausência de acervo de imagens do cantor na fase inicial da carreira. 

A proposta da produção é explorar a relação do artista com o rock e a Jovem Guarda, não muito conhecida pelo grande público. "Tínhamos essa possibilidade de inseri-lo dentro da narrativa. Criamos uma brincadeira muito legal, mas não posso contar. É spoiler", explica. Com título provisório de Reginaldo Rossi, meu grande amor, o telefilme vai estrear no fim do segundo semestre na Globo Nordeste.

http://www.uai.com.br / Diário de Pernambuco

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.