DESTAQUES DO BLOG

domingo, 27 de outubro de 2019

Armando bate o martelo em Garanhuns



O ex-senador Armando Monteiro (PTB) passou por Garanhuns em uma visita que mudou os rumos da corrida eleitoral na cidade, principalmente no processo de escolha do candidato governista. Explicamos.

O prefeito Izaías Régis vem apresentando o vice Haroldo Vicente como seu candidato, sempre dando tons definitivos à sua escolha nas entrevistas de rádio. Mas desta vez, ao lado de Armando, mudou.

O ex-prefeito Silvino Duarte já havia conversado com Armando e tem o apoio do deputado Fernando Rodolfo (PR), que praticamente trocou cinco pré-candidaturas do seu grupo por Silvino. O ex-prefeito traz no histórico a desistência na reta final da campanha de 2012, para elogios e críticas, que possibilitou a vitória de Izaías. Aquela decisão veio depois de uma conversa com Armando, e a partir dali continuaram conversando. Ficaram alguns traumas, o próprio Zé da Luz, adversário da época, aliado de Fernando Rodolfo, não fica com Silvino. Tem também outras lideranças, inclusive na prefeitura, que não demonstram vontade em apoiar o ex-prefeito. Por outro lado, reanima o grupo que estava na prefeitura no tempo de sua gestão.

Curiosamente, esta semana, dois dias antes da visita de Armando, uma pesquisa divulgada por pessoas ligadas à administração municipal mostrou em um dos cenários Haroldo à frente de Silvino e do deputado Sivaldo Albino (PSB), principal nome da oposição que vem liderando as pesquisas. Logicamente, pouca gente acreditou, mas parece que a intenção era mostrar algo a Armando Monteiro que o fizesse repensar o apoio a Silvino, já que Haroldo estaria bem posicionado. Portanto, fica claro que há um grupo que torce e trabalha pelo vice, ainda o preferido dentro da prefeitura, pois representa a continuidade.

Se Izaías não conseguir, como parece, indicar seu próprio candidato à sua sucessão, já será um baque. Vale lembrar que em 2018 os candidatos apoiados por ele também tiveram desempenho pífio em Garanhuns. Pode até ganhar com Silvino, mas não será mais por mérito particular, e ele sabe que não mandará na prefeitura, como Haroldo prometeu se se elegesse prefeito.

Armando sabe que não dá para a situação ter dois candidatos, a multiplicidade é característica da oposição, que no tempo hábil deverá também priorizar um projeto competitivo e que consagre a união acima de projetos pessoais. 

A partir de agora, ouvindo as entrevistas de Armando e Izaías, a gente fica com a sensação que o tempo que Haroldo tinha para "sair do chão", segundo o prefeito, será o tempo para buscar uma saída. Todos elogiam a cordialidade de Haroldo, mas o fato de ser o candidato carta branca de Izaías parece não ser o que o eleitorado quer para a cidade. E se não apareceu bem nas pesquisas, é só ver os últimos apoiados por Izaías, então não é uma questão pessoal, mas política.

A candidatura da situação vai ficando clara, ao menos pelo que observamos com a visita de Armando, resta ver como a oposição vai se movimentar, se vai se unir e se o governador Paulo Câmara, que vê Garanhuns como uma das prioridades para 2020, vai influenciar no processo de escolhas de candidaturas na cidade.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.