GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO
CLIQUE E SAIBA MUITO MAIS

CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS

UNOPAR GARANHUNS

UNOPAR GARANHUNS
CLIQUE NA IMAGEM

FORAM DESTAQUES DO BLOG. CLIQUE E CONFIRA!

quinta-feira, 7 de abril de 2016

RECORDANDO: Dominguinhos e João Silva Festejavam Luiz Gonzaga em Exu





ESTA POSTAGEM ABAIXO É DE 20/12/12, INCLUSIVE AS FOTOS, quando fizemos a reportagem especial da nossa viagem a Exu, na Festa do Centenário de Gonzagão. Tivemos a alegria de assistir aos dois últimos shows de Dominguinhos. Neste das fotos, foi no Parque Aza Branca, quando esteve com João Silva, um dos maiores compositores da música brasileira, tendo feito mais de cem forrós para Luiz Gonzaga.

Registro a importância do momento, pois já perdemos também João Silva.

CONFIRAM O TEXTO QUE FIZEMOS NA ÉPOCA.

Dominguinhos era uma das estrelas no palco principal da noite de 13 de Dezembro em Exu. Era o dia exato do centenário do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Depois dele viria Gilberto Gil.

Antes de ir ao Módulo Esportivo, onde estava o mega palco, Dominguinhos foi ao Parque Aza Branca, dar uma canjinha e relembrar um pouco de sua história com Gonzagão. Subiu ao palco durante o show de Taís Nogueira, e com ele, duas músicas depois, João Silva. Tocando para os três estava um jovem por nome de Mestrinho, sanfoneiro.

João Silva é um dos maiores compositores de Luiz Gonzaga, que gravou mais de cem de suas músicas, porém muita gente não sabe, até porque vivemos num país onde não se cultua o compositor. Somente os que buscam saber mais sobre o Rei do Baião e conhecem a importância de João Silva em sua obra enaltecem aquele jovem senhor, que expira vitalidade, bom humor e alegria.

São composições de João Silva, algumas em parceira com Gonzaga: Uma pra tu, um pra mim, Nem se despediu de mim, Danado de bom, Vou te matar de cheiro, Pagode russo, Xote Ecológico, De cabo a rabo, Deixa a tanga voar, Sanfoninha choradeira, e muitas outras

Mestrinho é um jovem músico, 23 anos. Quando Dominguinhos terminou a canja no Parque Aza Branca, pediu desculpas proque precisava se deslocar para o palco principal e que levaria Mestrinho, que ia tocar com ele. O sanfoneiro lembrou ao garanhuense que logo depois tocaria com Gilberto Gil. Dominguinhos gostou e brincou. Aí Mestrinho completou dizendo que no outro dia tocaria com Elba Ramalho. E tocou mesmo. Acompanhamos todos!

De João Silva, com seus 80 e poucos anos, a Mestrinho, uma nova geração que começa a despontar no mundo da música de qualidade, do verdadeiro ritmo nordestino e em alto nível, a gente imagina que a tradição de nossa cultura perpetuará.

Como disse Elba Ramalho, olhando pro céu - "Seu Luiz, o baião venceu!".


POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

POSTAGENS ANTERIORES, CLIQUE NO LINK

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.