GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

DESTAQUES DO BLOG

domingo, 29 de julho de 2018

FIG 2018 tem resultados muito positivos, além da polêmica. Confira alguns números!

Vanessa da Mata levou grande público para a praça no domingo, e deu um showzaço!


O FIG 2018, em sua 28ª edição, despede-se deixando melhores resultados que os últimos anos. Mais público e movimentação nos polos, inclusive para os comerciantes. A programação também melhorou. Na praça, consultamos barraqueiros que falaram que este ano foi bem melhor que ano passado, assim como artesãos do Armazém do Parque Euclides Dourado também estão mais satisfeitos. Infelizmente a polêmica envolvendo a peça de teatro "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu", e todos os atos seguintes que envolveram as comunidades religiosas, o prefeito Izaías Régis, parlamentares, a justiça, Fundarpe e a sociedade como um todo, incendiados ainda mais por Daniela Mercury e Johnny Hooker, desviarem a mídia de tanta coisa boa que estava acontecendo. O cantor inclusive usou seu show para defender a peça, agredindo verbalmente as pessoas presentes na praça que queriam somente assistir sua apresentação. Foi vaiado, e devolveu com novos insultos.

Um Viva à Liberdade! O tema acabou incentivando as manifestações a favor da liberdade de Lula, e muitos artistas puxaram os gritos de Lula Livre. Mas a liberdade sexual foi realmente o tema mais frequente, gerando defesas, mas principalmente, críticas contundentes. Este debate ofuscou muito do restante da programação, que teve gente sensacional, em todos os polos.

Recebemos a avaliação oficial da Secretaria de Cultura do Estado. "Esta edição do FIG termina confirmando sua grandiosidade artística e consolidando-se como o maior evento de artes do País no formato que garante programação de todas as linguagens durante os dez dias, todos os dias. Um evento poderoso, que impulsiona a economia local e regional ao movimentar o comércio de bens e serviços como os da rede hoteleira, superlotada ao longo de todo o Festival. "comemora o Secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja. 

Ressaltando o grande público em todos os polos e a alegria que se viu pelas ruas, praças e parques de Garanhuns, Márcia Freire, presidente da Fundarpe, define o Festival como "um espaço plural, participativo, de resistência cultural e promotor de encontros que enriquecem todos os fazeres artísticos, um evento que precisa acontecer sempre e ser cada vez mais defendido por todos que acreditam na arte e na cultura como promotores do desenvolvimento humano e de transformação social". 

SHOWS

Bom indicador do volume de pessoas que frequentaram os polos de música do FIG, a Praça Mestre Dominguinhos recebeu um público imenso durante todos os dias de shows. Confira o número de pessoas que compareceram ao polo, por dia:

Sexta-feira (20): 13 mil 
Sábado (21): 25 mil
Domingo (22): 18 mil
Segunda-feira (23): 12 mil
Terça-feira (24): 30 mil 
Quarta-feira (25): 15 mil
Quinta-feira (26): 30 mil 
Sexta-feira (27): 25 mil
Sábado (27): 35 mil

ARTES CÊNICAS

Nove espetáculos circenses fizeram 10.360 crianças e adultos sorrirem no Parque Euclides Dourado. Até a sexta-feira (27), mais de 4.100 pessoas já tinham assistido a algum dos espetáculos de Teatro Adulto do FIG 2018; e 600 conferiram as peças de Teatro Infantil. A Mostra de Teatro Alternativo do FIG está consolidada na programação do Festival e, nesta edição, foi aplaudida por cerca de 900 pessoas. Intervenções de teatro de rua também chegaram às comunidades quilombolas do Castainho e de Estivas, comunidade do Magano, mercado e feiras públicas de Garanhuns, além do centro da cidade, animando a rotina do comércio local.

A dança também foi destaque da programação e ocupou dois palcos da cidade, o Teatro Luiz Souto Dourado, que acolheu 04 espetáculos assistidos por 505 pessoas; e o Salão Jaime Pinho (SESC), que recebeu a primeira Mostra de Dança Contemporânea do FIG, composta por 05 espetáculos conferidos por 520 pessoas.

ARTESANATO

Os 20 estandes de artesãos pernambucanos montados pela Secult-PE e Fundarpe no Armazém da Arte e Negócios registraram faturamento superior a 35 mil reais, através da venda de mais de 1.300 peças. A comercialização nos 56 estandes montados pelo SEBRAE também foi intensa e o volume de negócios será divulgado nos próximos dias.

GALERIA GALPÃO

Mais 2 mil pessoas assinaram o livro de visitação da Galeria Galpão do FIG 2018. O polo das artes visuais, do design, da moda e da fotografia recebeu visitantes de diversos municípios pernambucanos; de estados brasileiros como Paraíba, São Paulo, Alagoas, Minas Gerais, Ceará, Bahia, Distrito Federal, Santa Catarina, Sergipe, Acre, Rio Grande do Norte, Paraná, Rio Grande do Sul; e de países como Chile, Argentina e Estados Unidos.

Empreendimentos criativos que ocuparam a casa também comemoram o sucesso das vendas. As marcas integrantes do mercado criativo instalado no local registraram um valor aproximado de 15 mil reais em vendas. Serviços de barbearia e hair style renderam aos empreendedores um retorno financeiro de aproximadamente 2 mil reais em seis dias.

GASTRONOMIA

A Gastronomia se consolida na programação do FIG. O principal aspecto deste ano foi levar o público visitante a refletir a estreita conexão entre Gastronomia e Cultura. Os temas abordados foram amplamente aprofundados e aclamados pelos convidados e público em geral. Cerca de 700 pessoas visitaram o polo, que teve como destaques a cozinha show, vivência com as loiceiras e debates.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.