DESTAQUES DO BLOG

DR. ELENÍLSON LIBERATO

domingo, 9 de novembro de 2014

SECRETÁRIOS DO FUTURO GOVERNO PAULO CÂMARA EM PERNAMBUCO

Ennio Benning na Secretaria de Imprensa de Pernambuco


O Jornal do Commercio traz neste domingo uma ampla reportagem sobre os possíveis nomes que podem compor o futuro secretariado do Governo Paulo Câmara. Uns são dados como certos, outros nem tanto. Batem em parte com uma especulação que soltamos aqui esta semana.

Um dos certos é o jornalista Ennio Benning na Secretaria de Imprensa. A função foi ocupada por Evaldo Costa durante o governo Eduardo Campos, e atualmente tem em Ivan Maurício, o titular da pasta. Ennio é ex-assessor do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), e passou a integrar a equipe de Paulo em agosto. Conquistou seu espaço e está muito prestigiado.

Zé Neto, deve ir para a Casa Civil ou continuar na Secretaria da Administração. Ex-adjunto de Paulo Câmara na Secretaria da Fazenda, o advogado José Neto é tido como nome certo. Durante a campanha chegou a assumir a equipe de coordenação de Paulo Câmara. 

Renato Thiebaut também está na lista. Ex-chefe de gabinete do governo Eduardo Campos. Thiebaut foi um dos coordenadores da campanha de Paulo Câmara e está na equipe de transição do governador eleito. 

Raul Henry e Sileno Guedes devem assumir funções políticas junto a Paulo Câmara, pelas suas experiências. Somente o segundo deve ter secretaria, deixando o governo na capital. Raul terá voz como vice-governador, e a sintonia com Paulo foi vista já na campanha vitoriosa.

A família do ex-governador, Eduardo Campos, não participará do governo, ao menos não diretamente. Entretanto, terá força para influenciar a gestão. Por falar nisso, Paulo Câmara evitará parentes no governo, inclusive a cunhada Cecília Wanderley, economista, que foi responsável pela elaboração do programa de governo do socialista. Quer evitar um desgaste sentido por Eduardo Campos.

Antônio Figueira era cotado para a Casa Civil. O médico foi um dos mais prestigiados secretários de Eduardo Campos, avançando na saúde no interior do estado com a implantação do SAMU e das 15 UPAE´s. Entretanto, pode não retornar para a secretaria, para cuidar de seus negócios particulares. Um nome cotado para a Saúde é o médico Sebastião Oliveira, eleito Deputado Federal com o apoio do tio Inocêncio Oliveira. Figueira foi importante durante a campanha, articulando politicamente palanques regionais, e conta com o prestígio do futuro governo. Tomou gosto pela articulação, e por isto poderia encaixar na Casa Civil.

Felipe Carreras e Tadeu Alencar, tidos como possíveis secretários, o primeiro até como presidente da Empetur, devem cumprir mesmo seus mandatos de Deputado Federal. Ambos estão empolgados com o sucesso das urnas para representar o estado em Brasília. Danilo Cabral, em segundo mandato, tirou o primeiro como secretário de estado. É uma incógnita.

Especula-se que Paulo Câmara chamará dois Deputados Federais e dois Estaduais para seu governo, já falamos sobre isso. Relembre aqui. Apostaria em Sebastião Oliveira e Danilo Cabral. Dos estaduais, em Raquel Lyra e Lucas Ramos. Dentre os secretários que foram candidatos a estadual e não se elegeram, alguns têm força para retornar à administração estadual, como Laura Gomes, Marcelino Granja e Isaltino Nascimento.

Obeserve-se que está nascendo a quarta geração do PSB, e nós ainda vamos falar sobre este assunto.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.