PE CONTRA O CORONAVÍRUS

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

BOA NOTÍCIA / Garanhuns registra queda de 38% nos homicídios em 2018. CONFIRA OUTROS NÚMEROS

Foram 38 casos registrados no ano passado, contra 62 em 2017, de acordo com o balanço de segurança do Pacto Pela Vida


Governador apresentou balanço do Pacto pela Vida. Investimentos em Garanhuns surtiram efeito

Região que alcançou de maneira mais expressiva a diminuição dos casos de violência em 2018, o Agreste pernambucano foi um dos destaques no balanço da segurança pública do Programa Pacto Pela Vida (PPV), apresentado pelo governador Paulo Câmara na última terça-feira (15.01). E um dos municípios desta região que também alcançou importantes índices no combate à criminalidade local foi Garanhuns. Enquanto Pernambuco contabilizou uma queda de 23,2% no número de homicídios em relação a 2017, nessa região foram registrados -31,08% casos de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Já em Garanhuns, foram 38% a menos nos registros calculados desse tipo de crime.

O resultado obtido em todo o Estado representa a maior redução dos CVLIs desde a criação do Programa Pacto Pela Vida, em 2007. De acordo com o relatório, na cidade de Garanhuns as ocorrências caíram de 62, em 2017, para 38 em 2018. Em relação aos casos de roubos, a redução foi de 15,43%, saindo de 1.276 ocorrências registradas em 2017 para 1.079 em 2018.

Já na região do Agreste como um todo, foram salvas 441 vidas, reduzindo o número de homicídios de 1.419 para 978. Nos últimos dois anos, a região recebeu investimentos como o 1º Batalhão Integrado Especializado (1º BIEsp), sediado em Caruaru, atendendo mais de 3 milhões de habitantes, além da 11ª Companhia Independente da PMPE, que fica em Lajedo e abrange 120 mil moradores também de cidades vizinhas.

AIS 18 - A Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18), que abrange 20 municípios do Agreste, incluindo a cidade de Garanhuns, registrou um total de 231 ocorrências em 2018. Já em 2017 foram 273 casos de homicídio, o que representa uma redução de 15,38% nos registros de CVLIs na região.

Em relação aos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP), foram contabilizadas 2.643 ocorrências, totalizando 280 casos a menos que em 2017, que teve 2.923. Ou seja, o trabalho das operativas da AIS 18 alcançou uma redução de 9,57% desse tipo de crime.

Fotos: Heudes Régis/SEI

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.