GOVERNO DO ESTADO

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Bolsonaro foi pressionado a não dar superpoderes a Ciro, mas centrão venceu

Bolsonaro oficializa reforma ministerial com nomeação de Ciro Nogueira na  Casa Civil - Cidadeverde.com



Até os últimos momentos do encontro do presidente Jair Bolsonaro com Ciro Nogueira, o presidente foi pressionado por bolsonaristas e aliados da caserna a não entregar ao senador a chefia da Casa Civil. A informação é do colunista Tales Faria.

Ciro comanda o maior partido do centrão, agrupamento de siglas que dá sustentação ao governo no Congresso e que, simplesmente, não aceitou o recuo do Planalto.

A ascensão de Ciro e do centrão no governo conseguiu reunir bolsonaristas de raiz e militares do Planalto. Os dois grupos defendiam que não fosse desalojado do cargo o atual chefe da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos. Temem o fortalecimento excessivo do centrão. Queriam que Ciro Nogueira ficasse com a chefia da Secretaria Geral da Presidência, cargo ocupado por Onyx Lorenzoni.

Bolsonaro chegou a cogitar da mudança de rota, e fez chegar a ao senador a ideia. Mas Ciro, com o apoio dos demais integrantes da cúpula do centrão, não aceitou.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.