GOVERNO DO ESTADO

terça-feira, 3 de agosto de 2021

Polícia Científica de Pernambuco terá incremento de efetivo




O governador Paulo Câmara prestigiou, na manhã desta terça-feira (03.08), por videoconferência, a aula inaugural do Curso de Formação de 50 novos médicos legistas e 45 auxiliares de perito da Polícia Científica de Pernambuco. Os cursos terão duração de quatro meses, e até o final de 2021 os formandos estarão aptos para atuar nas 12 unidades de Polícia Científica no Estado, do Litoral ao Sertão.

“A chegada de novos médicos e auxiliares de perito vai ajudar na interiorização e no reforço de grandes centros onde, infelizmente, temos maiores ocorrências e necessidade da Polícia Científica”, destacou Paulo Câmara, reforçando que os profissionais realizam um trabalho imprescindível. “Estamos buscando mais condições adequadas, utilizando a infraestrutura, os recursos humanos, o mecanismo de tecnologia da informação, de aparelhos modernos e da ciência para que tenhamos cada vez mais referências positivas do nosso trabalho, com a ação integrada da Polícia Científica juntamente com as demais polícias de Pernambuco”, concluiu.

Os 95 alunos foram aprovados no último concurso, realizado em 2016. A convocação da primeira turma para o curso de formação ocorreu em 2017, e 439 profissionais foram incorporados à segurança pública no ano seguinte. O curso que se inicia hoje, reúne os candidatos remanescentes do cadastro de reserva. A formação ocorre sob supervisão do Campus de Ensino Recife (CERE), da Academia Integrada de Defesa Social (ACIDES) e da Coordenação de Ensino e Pesquisa e Gestão da Qualidade (CEPGQ) da Polícia Científica.

De acordo com o secretário de Defesa Social, Humberto Freire, o fortalecimento da Polícia Científica em Pernambuco também se deu com as inaugurações de complexos e unidades em Nazaré da Mata, Palmares, Garanhuns, Arcoverde, Ouricuri e Afogados da Ingazeira, o que levou, de forma pioneira, esse serviço especializado para a Zona da Mata, Agreste e Sertão. “O novo efetivo incrementará essas estruturas e viabilizará a criação de novos departamentos, como o de psiquiatria forense”, ressaltou Freire.

As aulas serão presenciais, obedecendo a todas as regras de distanciamento estabelecidas no Plano de Convivência com a Covid-19. Os futuros médicos legistas estão divididos em duas turmas, com aulas ministradas no Instituto de Medicina Legal – IML Recife. Eles terão 692 horas-aula, distribuídas em 27 disciplinas, sendo 12 de formação básica e 15 de formação técnica específica. Para auxiliares de perito, distribuídos em cinco turmas, serão 638 horas/aula na Acadepol, no bairro da Boa Vista, no Recife, com 32 disciplinas, das quais 12 correspondem à formação básica e 20, à formação técnica específica.

A aula inaugural desta terça-feira encerra um ciclo de novos cursos de formação para aprovados em concursos na área de segurança pública. Ao longo do mês de julho, iniciaram a formação 80 oficiais – sendo 60 para a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e 20 para o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE) – e 750 praças da PMPE, juntamente com 100 praças para o CBMPE. Na última segunda-feira (02.08), 60 futuros delegados da Polícia Civil também tiveram sua aula inaugural. Desde 2015, 6.798 profissionais foram formados e incorporados à segurança pública do Estado, entre policiais militares, civis, científicos e bombeiros militares.

Também participaram da cerimônia desta segunda-feira a vice-governadora Luciana Santos e a chefe da Polícia Científica de Pernambuco, Sandra Santos.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.