DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

BOLSAS DE ESTUDO: Facepe lança edital para incentivar alunos de escolas públicas em seu 1º ano na universidade


A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) abriu mais um edital que visa a apoiar os melhores alunos egressos da rede pública de ensino, classificados nos vestibulares de Instituições de Ensino Superior (IES) do Estado. No Edital do Programa de Bolsas de Incentivo Acadêmico - BIA, 180 estudantes serão beneficiados, sendo 90 no primeiro semestre de 2013, e 90 no segundo. As propostas devem ser enviadas pelas IES até 08 de fevereiro.

As bolsas BIA são um incentivo à adaptação dos estudantes à vida universitária - e, consequentemente, aos talentos que emergem das escolas públicas -, e que visam a sua fixação nas universidades. O incentivo não só apóia financeiramente o aluno durante o primeiro ano do curso, mas estimula, principalmente, seu engajamento imediato em atividades de pesquisa e extensão, de modo a facilitar sua inserção posterior em outros programas existentes nas universidades públicas, a exemplo da iniciação científica, iniciação à docência, programa especial de treinamento etc.

Assim, as bolsas BIA buscam evitar que, por carência de recursos financeiros, estes alunos, potenciais pesquisadores, abandonem os cursos ainda no primeiro ano de estudo. Em 2012, as bolsas tiveram seus valores elevados para R$ 300, um aumento, portanto, de 15,4%. Cerca de R$ 650 mil estão sendo investidos pelo Governo de Pernambuco, por intermédio da Facepe, na concessão dessas bolsas.

Os alunos selecionados pelas IES serão orientados por professores vinculados à universidade proponente.

Histórico - Quando a Facepe foi criada já havia a preocupação com o incentivo aos estudantes vindos das escolas públicas e que encontram maiores dificuldades em ingressarem e se manterem nas universidades. Inicialmente, houve um programa para estudantes do Interior, selecionados, virem para a Capital e aqui se prepararem para concorrerem aos vestibulares.

Em seguida foi criado o programa Cientista do Futuro, que concedia bolsas aos melhores classificados nesses vestibulares para o primeiro ano de curso. Atualmente há iniciativas de diversas entidades que procuram estimular estudantes das escolas públicas a competirem pelas vagas nas universidades públicas e com isso tem crescido o percentual de ingressantes no ensino superior oriundos da rede pública.

Daí a necessidade cada vez maior de se oferecer condições para a permanência desses alunos na universidade, pelo menos durante o primeiro ano de curso.

Conheça o edital na íntegra na página da Facepe (www.facepe.br).

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.