DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Ministério de FBC investiu R$ 2,1 bilhões nos primeiros seis meses deste ano

Os investimentos do Ministério da Integração Nacional aumentaram consideravelmente em 2013. Apenas nos primeiros seis meses, o ministro Fernando Bezerra Coelho já autorizou recursos da ordem de R$ 2,1 bilhões, o que representa o dobro do desembolso registrado no mesmo período do ano passado, de R$ 1,1 bilhão. 

Esses investimentos foram direcionados, sobretudo para obras hídricas, projetos de irrigação e a política de prevenção a desastres. Até 2015, o Governo Federal prevê investir R$ 33,8 bilhões nos projetos para oferta de água, enfrentamento à seca, irrigação, drenagem e revitalização que estão incluídos no PAC2 e no Programa Água para Todos do Plano Brasil Sem Miséria. O valor é quatro vezes superior ao investido no período de 2007 a 2010, no PAC1, de R$ 7,3 bilhões. 

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO

Projeto de Integração do Rio São Francisco – A aceleração das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco é um dos exemplos da utilização dos recursos da Integração. Nos últimos seis meses, novas contratações foram efetivadas nos dois eixos da obra e cerca de 1.800 trabalhadores foram contratados para as frentes de serviço. Hoje, são 5.840 empregados. 

Dos 16 lotes que compõem o empreendimento, dois foram concluídos, 13 estão em atividades em Pernambuco, Ceará e Paraíba. O lote que ainda não está em funcionamento aguarda a conclusão do processo licitatório em curso. Três trechos do Eixo Norte funcionam 24 horas por dia: o Lote 8, entre Salgueiro e Cabrobó (PE), o Lote 5, em Jati (CE), e o Lote 14, em São José de Piranhas (PB). São mais de 1,5 mil equipamentos em operação.

O Projeto contempla ainda 38 ações socioambientais, como o resgate de bens arqueológicos e o monitoramento da fauna e flora. O investimento nestas atividades é de quase R$ 1 bilhão. O ministro Fernando Bezerra Coelho prevê que a obra estará toda remobilizada no próximo mês e completamente pronta em dois anos. 

Água para Todos – Criado para universalizar o acesso à água para 750 mil famílias do semiárido, até o momento, o programa já atendeu 320.370 famílias que vivem na região. Os beneficiados recebem, entre as tecnologias, cisternas de polietileno, de placa, sistemas de abastecimento de água, pequenas barragens e kits de irrigação. Somente em 2012, a média semanal de instalação de cisternas pelo Água para Todos no semiárido foi de 2.990; neste ano, até o momento, a média é de 3.383. 

Desde 2011 até o momento, o Governo Federal disponibilizou aproximadamente R$ 4,5 bilhões para a execução do Programa. Deste total, aproximadamente R$ 2,6 bilhões corresponde ao Ministério da Integração Nacional e R$ 1,9 bilhão ao Ministério do Desenvolvimento Social. Neste valor não está contabilizado o montante a ser disponibilizado em 2014, pois o investimento será ainda definido, o que garante também o aumento dos recursos.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.