DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Bolsonaro comete estelionato eleitoral com volta da CPMF, denuncia Humberto

Defendida pela equipe econômica do governo Jair Bolsonaro (PSL), a criação de uma nova alíquota para saques e depósitos nem mesmo chegou a ser apresentada oficialmente, mas já enfrenta reações. Para o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), a volta de um imposto semelhante à extinta CPMF é a maior prova de que o presidente jamais alinhou o seu discurso com a sua prática. 

“A única coisa que Bolsonaro sabe praticar na presidência é estelionato eleitoral. Um atrás do outro. Ele prometeu que iria acabar com o desemprego, mas o Brasil tem 12,7 milhões de pessoas desocupadas e até agora nenhuma solução. Bolsonaro também disse que ia melhorar a economia, mas este é um dos piores anos da década. Falou também que ia acabar com a corrupção, mas nunca as instituições sérias como a Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público tiveram tantos revezes em tão pouco tempo. Agora, mais uma vez descumpre o seu discurso. Prometeu reduzir impostos, mas já quer reeditar a CPMF, que será paga pelos mais pobre”, lembrou o senador.

Segundo a própria equipe econômica, a ideia do governo é que saques e depósitos em dinheiro sejam taxados em pelo menos 0,4%. Já pagamentos no débito e no crédito seriam taxados em 0,2% (para cada lado da operação, pagador e recebedor). Mas o próprio governo já admite que o valor deve crescer ao longo do tempo. 

“A nossa economia está falida, o povo segue sem emprego e sem perspectiva e qual a proposta do governo para resolver o problema? Onerar ainda mais o já sacrificado trabalhador brasileiro com novos impostos. É inaceitável que o presidente faça o povo pagar mais uma vez a conta da sua incompetência”, afirmou Humberto.

BLUENET PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.