DR. ELENÍLSON LIBERATO

DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 4 de março de 2013

PROBLEMAS SOCIAIS: Garanhuns precisa de um outro Conselho Tutelar


Com quase 150 mil habitantes, Garanhuns tem problemas urbanos como qualquer cidade de médio porte, principalmente na periferia. Nos bairros populares, Os desafios são cotidianos para diversas instituições, públicas e privadas, em praticamente todas as esferas do poder. Desde ruas sem calçamento e saneamento, falta de emprego, atividades sócio-desportivas para a juventude que desenvolvam o senso crítico cultural, vão facilitando a inserção no vício da bebida e das drogas. 

Um comentário aqui no blog até cobra da atual gestão municipal a volta do Projeto Prefeitura Presente, para dar atividade desportiva e educacional a milhares de jovens do município. 

Outro problema com as crianças e adolescentes é assistencial. O primeiro olhar e cuidado, juridicamente falando, quando o poder familiar se encontra em risco, deve ser do Conselho Tutelar, acionado por qualquer pessoa que sinta a necessidade da intervenção, quando a criança ou adolescente esteja negligenciado, abandonado ou sofrendo maus tratos. 

Nosso Conselho Tutelar, com apenas cinco integrantes, tem que dar assistência a todo o município, tornando-se quase impossível atender com a eficiência esperada. 

Tive a oportunidade de ser diretor do CEAC-Fundac, abrigo do estado para crianças e adolescentes em situação de risco. Não são os que transgrediram, são os que foram abandonados, negligenciados ou sofriam maus tratos. Somente no berçário chegamos a contar quase 20 recém nascidos. Tínhamos o apoio do Ministério Público e Vara da Infância e Juventude. No governo municipal anterior, foi aberto o abrigo municipal, mas as dificuldades continuam. Há também o olhar preconceituoso da sociedade. Comumente chegávamos a 50 crianças no abrigo, todas precisando da atenção do estado, que conta com um quadro técnico de advogado, psicólogos e assistentes sociais, além, claro dos educadores que cuidam diariamente das crianças. A sua maioria com escola e outras atividades.

Quanto ao Conselho Tutelar, está na hora de Garanhuns contar com seu segundo grupo. Dividindo os bairros para uma melhor assistência. Um teria o bairro de Heliópolis, Massaranduba, Indiano, Parque Fênix, Cohab I, Liberdade, Jardim Petrópolis, Vilas do Quartel e Lacerdópolis, Brahma, e região. O segundo Conselho assumira Boa Vista, Cohab II, Manoel Xéu, Várzea, Centro, Magano, Brasília, Cohab III, Aloizio Pinto, Mundaú e região.

É uma questão de desenvolvimento e melhor aproveitamento da capacidade social de nossas instituições.

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.