GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

sábado, 31 de agosto de 2013

DOMINGUINHOS: Novidades sobre o processo que envolve o traslado do corpo para Garanhuns



O Tribunal de Justiça de Pernambuco(TJPE) autorizou a transferência do corpo do cantor José Domingos de Moraes, o Dominguinhos, que está enterrado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, para Garanhuns, no Agreste do estado, cidade natal do artista. A decisão é da juíza Andréa Duarte Gomes, atendendo a um pedido do filho do músico, Mauro José Silva de Moraes. A sentença saiu na quinta (29), mas foi divulgada somente nesta sexta (30). Mauro ingressou com ação na 1° Vara Cível de Paulista, no dia 2 de agosto, alegando que a remoção seria uma forma de tentar respeitar um dos últimos pedidos do pai, que expressou o desejo de ser sepultado no município onde nasceu. “É uma felicidade muito grande poder atender a um dos últimos desejos do meu pai. Estou sabendo que a prefeitura já está construindo um mausoléu em Garanhuns. Agora vamos preparar tudo pra que seja respeitada essa vontade dele”, comemorou.

A magistrada considerou "salutar" o enterro definitivo do corpo do músico em sua cidade natal. "É uma forma de tutelar o patrimônio histórico, cultural e artístico envolvidos, e fazer com que o mestre sanfoneiro seja sepultado em sua terra natal e receba as merecidas homenagens, 'retornando' ao seu local de aconchego, em alusão à música 'De volta pro meu aconchego', de sua autoria em parceria com o músico Nando Cordel", apontou a juíza, em sua decisão.

Assim, está autorizada a exumação e traslado do corpo até Garanhuns e, posteriormente, a inumação (novo sepultamento) no cemitério público da cidade. "Há que se considerar que o falecido Dominguinhos é um expoente da música e da cultura popular brasileira, tendo sido uma personalidade de extrema expressão que se perpetuou através de sua obra, deixando um verdadeiro legado, sobretudo para os nordestinos, e, mais especificamente, para o povo do Agreste e do Sertão pernambucano, sendo motivo de orgulho, honra", disse a juíza.

A assessoria de imprensa do Cemitério Morada da Paz informou que aguardará a notificação judicial para fazer a exumação do corpo. O procedimento será acompanhado pelo oficial de Justiça responsável pela entrega da notificação, policiais militares e técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Após a exumação, o cadáver ainda passará pelo processo de tanatopraxia antes de ser enviado à Garanhuns. A técnica é realizada para atrasar todos os fenômenos que resultam na decomposição, feita quando o cadáver se encontra em exposição de urna aberta.


DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.