DESTAQUES DO BLOG

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Pernambuco ganha dois ônibus para enfrentamento da violência contra a mulher na zona rural‏



As ações de enfrentamento da violência contra a mulher ganham novos aliados no Estado. Uma parceria entre o Governo de Pernambuco e a Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM) colocou em circulação, desde ontem (06), dois ônibus que funcionarão como centrais de atendimento móvel às mulheres residentes na zona rural, incluindo as comunidades quilombolas e indígenas. As unidades móveis atenderão todos os municípios pernambucanos que possuem áreas rurais e servirão como veículos de sensibilização e conscientização da população a respeito da criminalização do machismo e os mecanismos garantidos pela Lei Maria da Penha no sentido de punição aos agressores de mulheres.

Preparados para circular nas áreas mais remotas, os dois ônibus estão equipados com duas salas de atendimento individual, computadores com roteador e pontos de internet, impressoras multifuncionais - para digitalização de documentos e fotocópias -, geradores de energia, ar condicionado, projetor externo para telão, toldo, 50 cadeiras, copa e banheiro. Possuem instalações para a acessibilidade de pessoas com deficiência. O investimento em cada unidade foi de R$ 550 mil.

Nas duas unidades, além de palestras educativas sobre a violência contra a mulher e a Lei Maria da Penha, serão disponibilizados serviços de apoio jurídico, psicológico e de assistência social às vítimas de violência. O calendário e localidades a serem atendidas pelos ônibus estão sendo organizados pelo governo estadual e pelo Fórum Estadual de Mulheres do Campo e da Floresta, contando com o apoio da SPM, do Fórum Nacional e da coordenação da Marcha das Margaridas. 

De acordo com a secretária da Mulher, Cristina Buarque, as unidades móveis, além de disseminarem campanhas e informações sobre o enfrentamento da violência contra a mulher nas áreas rurais, servirão como centros de apoio e denúncia de agressões em áreas de difícil acesso. “Com isso, vamos melhorar o acesso das mulheres do campo às políticas públicas de enfrentamento à violência e seu direito à assistência jurídica e psicológica”, disse.

Índices - Nos últimos seis anos, o número de mortes de mulheres agredidas diminuiu 34% em Pernambuco, passando de 320 mulheres assassinadas em 2006 para 210 mulheres em 2012. O estado saiu de segundo lugar no ranking de assassinatos de mulheres para o 11º. De janeiro a junho deste ano, Pernambuco obteve 12.577 registros da Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, da SPM, sendo o 13º estado em ocorrências. A maior parte do estado foi acolhida pelo Ligue 180 – 137 dos 184 municípios, o que corresponde a 74% de cobertura. Pernambuco possui 33 serviços: 12 centros de referências, 11 delegacias, cinco varas adaptadas, duas defensorias públicas, duas casas-abrigo e uma promotoria.

BLUENET - PROVEDOR DE INTERNET

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.