GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

V GERES: Hospital Dom Moura apresenta estatísticas ao Comitê de Prevenção de Acidentes de Moto no Agreste‏


A V GERES - Gerência Regional de Saúde voltou a convocar as entidades representadas no Comitê de Prevenção de Acidentes de Moto, com a inclusão dos 21 municípios que fazem parte da regional. O encontro aconteceu nesta quinta-feira, em Garanhuns, e contou com representantes de secretarias de saúde de Paranatama, Angelim, Calçado, Lajedo, Águas Belas, São João, Caetés, Jucati, além da cidade sede. Coordenadores do SAMU regional e instituições como a Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes, Polícias Militar e Rodoviária e o Hospital Dom Moura também estiveram presentes.

A preocupação da V GERES e do Hospital Dom Moura advém dos números preocupantes de acidentes envolvendo motos na região, registrados nas estatísticas da coordenação de epidemiologia do hospital regional. Devido a isto, a Dra. Ricarda Samara, gestora regional de saúde, resolveu convocar os municípios para alertar e agendar ações que provoquem a diminuição de acidentes. Glaucia Maria, representando o diretor do HRDM, Luiz Melo, apresentou um quadro com os acidentes na região, inclusive com dados por idade, sexo, locais de maior ocorrência, horários, fatores que provocam os acidentes, entre outras informações de utilidade para as instituições presentes.

Os dados estatísticos ajudam a identificar o perfil das pessoas que têm maiores possibilidades de se acidentar. "Mais da metade dos leitos utilizados por pessoas que foram cirurgiadas no hospital são ocupadas
por acidentados por motos." - Informa Glaucia Maria. Geralmente é um paciente masculino, entre 20 e 40 anos, que pilotava a moto, sem uso de capacete em momento não relacionado a trabalho, e o dia em que há
mais acidentes é o domingo, onde o trânsito é menor em Garanhuns e região, geralmente em excesso de velocidade e na grande maioria o condutor não possui habilitação. Os acidentes com motocicletas representam quase 70% dos que envolvem veículos.

O Ten Gladstone, do 9º BPM, lembrou a exigência pela municipalização dos trânsitos em municípios acima de 20 mil habitantes, o que deve ocasionar uma melhora significativa na fiscalização, já que em muitas cidades não há disciplinamento. A PRF colocou várias de suas ações educativas à disposição das Secretarias Municipais, e a da própria gerência regional.

"Os dados apresentados são importantes para direcionar as ações educativas e a fiscalização dos órgãos competentes. Embora haja uma maior incidência dos números apresentados, é preciso ações que atinjam
as demais naturezas dos acidentes" - registra Fátima Godoy, coordenadora de planejamento da V GERES, que representou Dra. Ricarda Samara no encontro.

DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.