GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

sábado, 6 de setembro de 2014

LISTA DA PETROBRAS NA REVISTA VEJA: O novo escândalo do Governo Dilma




Confira a lista que a nova edição da Revista Veja revela de políticos envolvidos com desvios da Petrobras, segundo o ex-diretor Paulo Roberto Costa, que está preso e optou por revelar detalhes do esquema fraudulento, para que possa se beneficiar do instituto da Delação Premiada, e ter sua pena reduzida. A lista traz principalmente nomes do PMDB e PT, com grandes lideranças nacionais. 

O esquema era relativamente simples. Os contratos eram superfaturados, e 3% dos valores eram "devolvidos", passando para o doleiro Alberto Youssef, para que este pudesse fazer a distribuição aos envolvidos no esquema.

A Suíça já confirmou que Paulo Roberto tem em torno de R$ 30 milhões depositados no país. O escândalo deve atingir diretamente o governo de Dilma Roussef, até porque ela foi também Ministra de Minas e Energia, e sua ligação com a Petrobras é direta, com a indicação da presidente Graça Foster e diretores. Por falar em Graça Foster, a presidente da Petrobras fez doações de imóveis de sua propriedade para parentes, assim que viu a possibilidade de ter seu patrimônio indisponibilizado pela justiça. Coisa parecida fez o Nestor Cerveró.

Duas afirmações são contundentes: Houve propina para a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, e os valores desviados da Petrobras abasteciam a base do governo no Congresso Nacional, por isto chamamos de Mensabras, em uma alusão ao Mensalão, que levou para a cadeia políticos ligados ao governo, que também tinham esquema de repasses de valores a partidos políticos para garantir apoio às votações do governo.

Para surpresa de muita gente, o ex-diretor incluiu na lista o nome de Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco. Aguardam-se provas, e também que o PSB e a família de Eduardo possam se pronunciar. 

Confira parte da lista:
Edison Lobão, ministro das Minas e Energia
João Vaccari Neto, secretário nacional de finanças do PT
Henrique Eduardo Alves (PMDB), presidente da Câmara dos Deputados
Renan Calheiros (PMDB), presidente do Senado
Ciro Nogueira, senador e presidente nacional do PP
Romero Jucá (PMDB), senador
Candido Vaccarezza, deputado federal do PT
João Pizzolatti, deputado federal do PT
Mario Negromonte, ex-ministro das Cidades
Sérgio Cabral (PMDB), ex-governador do Rio de Janeiro
Roseana Sarney (PMDB), governadora do Maranhão
Eduardo Campos (PSB), morto no mês passado em um acidente aéreo

Na época em que era diretor da Petrobras Paulo Roberto conversava frequentemente com o então presidente Lula (PT), segundo contou a Polícia Federal, sugerindo a Revista, que a presidente Dilma, e também o ex-presidente, tinham conhecimento das fraudes.

(Sobre informações do blog do Noblat / Revista Veja)

DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.