GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Por que Mendoncinha colocou o dedo na cara de Renan Calheiros?

Era para o Congresso Nacional ter votado  na quarta-feira a proposta do governo federal de mudança e flexibilização da meta do Superávit Primário. O projeto autoriza que o Governo contabilize os gastos com o PAC e as desonerações tributárias, descontando do resultado fiscal. Assim, com esta maquiagem, evitaria que a presidente Dilma seja responsável pelo descumprimento da meta fiscal.

Trocando em miúdos, o governo está mudando a regra do jogo aos 48 minutos do segundo tempo, para tentar ainda a vitória. Esta mudança seria para o ano fiscal de 2014. Até acho inconstitucional.

Não foi votado porque o governo retirou a base aliada do Congresso, prevendo a derrota. Renan adiou a votação, provavelmente para terça-feira (02), apostando na possibilidade que o governo possa reverter nos bastidores.

Com a manobra, até Mendoncinha, conhecido por sua forma comedida, "perdeu a paciência", recebeu um "Cala boca" de Renan, e respondeu de forma incisiva, sendo clicado neste momento, de dedo em riste e semblante feroz, na defesa da sociedade: "O senhor é a vergonha do Congresso Nacional!".

Mas não se enganem, a base aliada está fazendo pressão, é tudo uma questão de cargos no governo, de espaço. E no final, todos sabem o que acontece quando se saceia a fome de partidos da base de sustentação.

Enquanto os eleitores ainda pensam na eleição, criticando PSDB, FHC e Aécio, nos porões do poder em Brasília, o país vai sendo loteado.

E quanto à mudança da lei, é o famoso jeitinho brasileiro, levado para o mais alto grau da tábua constitucional.

DESTAQUES DO BLOG

Direitos do Autor

Copyright 2014 – RONALDO CESAR CARVALHO – Para a reprodução de artigos originais assinados pelo autor deste blog em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,é exigida a exibição do link da postagem original ou do blog.